sábado, 9 de janeiro de 2016

Ir ou ficar?

Esse é um dos maiores desafios de quem se relaciona com um dependente quimico.

O que você deve fazer?

Digo, não ouça os que te aconselham a partir e nem os que te aconselham a ficar, ouça a Deus....ouça seu coração, eis o grande desafio, saber ouvir com a alma e não com nosso ego e os apegos do mundo.

Não se baseie pelas crenças deste mundo, que dizem respeito ao amor.

Tenha certeza que quando conseguir escutar a Deus, a escolha que fizer lhe fará feliz, pois Ele nunca irá te direcionar a um caminho de sofrimento.

Entretanto lembremos que durante a vida teremos inúmeras escolhas a serem feitas, essa é apenas uma entre tantas.

E a cada escolha ore, medite, fique em silêncio, se harmonize com a natureza e creia assim encontrará os melhores caminhos a seguir.

Deus não quer te punir, Ele quer que vc se lembre de onde viemos e pra onde devemos voltar um dia.

Não há ser humano que não deseje viver feliz, em paz, mesmo aqueles que cometem os maiores erros neste planeta, só estavam atrás da sua felicidade.

É questão de tempo, todos um dia encontrarão o caminho de volta pra casa.

Um grande abraço.

KEL


7 comentários:

  1. Essa pergunta é constante na vida de quem convive com um dependente químico!! Tem dias que a convivência é mais fácil e tem dias que é extremamente difícil. Hoje quando meu marido chegou do trabalho (com aquele o sorriso forçado de quem usou droga) me fiz essa pergunta... É tão difícil ver quem amamos dessa forma, mas essa é a "escolha" dele...a única coisa que posso fazer é tentar impedir que o problema dele me abale emocionalmente rsrs coisa que às vezes é muito difícil!

    ResponderExcluir
  2. Quando a gente consegue deixar o controle, as coisas acontecem quando menos esperamos!

    ResponderExcluir
  3. Quando a gente consegue deixar o controle, as coisas acontecem quando menos esperamos!

    ResponderExcluir
  4. Vdd meninas...cada um pode escolher seguir um caminho...o caminho que quiser verdadeiramente

    ResponderExcluir
  5. As escolhas sempre é nossa né? Quando entendemos isso e pegamos as rédeas da nossa vida fica mais fácil. Eu ainda estou com o meu marido adicto quando ele recai meu primeiro pensamento é jogar tudo para o alto. Mas não é uma solução tão simples como parece para quem está de fora.
    24 horas de serenidade para nós!

    ResponderExcluir
  6. É tao difícil essa escolha. Como escolher entre o amor e a razão? O coração quer ficar, a razão te manda partir... E neste fim de semana; A razão ganhou e parti!... Não foi por falta de amor, mas tem hora que a gente tem que sair um pouco do cenário. Pra por a cabeca no lugar... Pra vê se de repente, o nosso familiar perceba o que esta fazendo com ele e com nos! Porq no fundo, é isso que a gente quer. Que eles curem e possamos sair dessa montanha russa, que é viver ao lado de um dependente químico. E acredito que o pior de uma escolha é encontrar a opção que compense o que a gente quer com o que a gente sente. Porque escolher sair, e continuar preso na pessoa é o mesmo ou talvez pior que ficar. E, como é que se liberta disso? Como sair sem partir o coração? Como ficar sem se contaminar com a duvida e a aflição da co dependência? E assim... Vou vivendo e pedindo a Deus forca e internalizando a oração da serenidade. Força meninas e que Deus abençoe cada uma de vcs! Obrigada.

    ResponderExcluir