terça-feira, 18 de agosto de 2015

Pesquisa



Por Kel.

Bom dia galera!!

Quem acompanha o blog, deve ter percebido que atualmente os temas das postagem tem variado bastante.

Eu recebo em média de 100 á 200 visitas diárias, e poucos comentários, por esse motivo resolvi fazer uma pesquisa.

O que vocês acham a respeito das postagens que estamos escrevendo aqui no blog?

Agradeço a todos que puderem perder um minutinho do seu tempo e dar um clique nas opções na lateral do blog.

Agradeço a participação de vocês

Um grande abraço a todos

Namastê

9 comentários:

  1. Kel,
    Acompanho o seu blog há muito tempo e acho as postagens bem bacanas.
    Vou confessar que me incomoda um pouco quando a temática é o poder superior...este é um assunto polêmico e cada um acredita da forma que melhor o concebe. Sendo assim leio, mas prefiro guardar minhas reflexões para mim.
    No mais, adoro seus posts despojados e divertidos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela participação :)... sim imagino o quanto assunto poder superior deva gerar um pouco de polêmica, ainda mais em uma cultura judaico cristã como a nossa...mais é assim mesmo...as pessoas são diferentes umas das outras e o que acho mais lindo nisso tudo é que por mais que existam diferenças ainda assim conseguimos nos admirar...GRATA

    ResponderExcluir
  3. É incrível como a maioria das pessoas consegue enxergar as diferenças a léguas de distância mas não percebem a semelhança a um palmo do nariz... Não é uma crítica a você anônimo... Apenas uma constatação... Hoje não vejo mais essas diferenças, barreiras... Pra mim tá tudo ligado e em essência surpreendentemente igual... A espiritualidade é uma só em qualquer ponto do universo...

    ResponderExcluir
  4. Por isso que quando falamos de poder superior geralmente relacionamos ao poder interior... Pois a conexão com o superior é feita pra dentro, através de nós... Isso independe de ser cristão, judeu, budista, ateu... Sim, até ateu! Pois aí que o bicho pega, pois você só conta consigo mesmo... E se for religioso, mesmo que vá a uma igreja ou a um monte pra orar/rezar, sabe que pode fazê-lo em qualquer outro lugar tbm, que deus está em todo lugar ao mesmo tempo... enfim... só mudam os nomes e algumas definições... Geralmente o que difere é meramente cultural, ou seja, características das pessoas e dos lugares que vão agregando com o passar do tempo (e que nem sempre são legais). Mas a essência... Não existe certo e errado, o certo para cada um é aquilo que você falou, o que faz a pessoa se sentir bem...
    Focamos muito aqui no olhar para dentro pois quem passa por problemas como a dependência química, codependência, depressão, etc, está desconectado de si mesmo, da sua essência... Chame isso de deus ou não... É seu "eu" verdadeiro que se perde, e aí vem as doenças... Essa reconciliação consigo mesmo é essencial, seja qual for a religião (ou falta de religião) da pessoa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E.
      Tudo é questão de ponto de vista e, como boa engenheira, você sabe que depende do local onde o observador está posicionado. Logo, se 2 corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço, os pontos de vista serão diferentes mesmo.
      Isso é ótimo para o aprendizado!
      Viva à diversidade!
      Bons momentos!

      Excluir
    2. Então, foi o que eu disse, não importa a crença que a pessoa tem, uma reconciliação consigo mesma, um olhar pra dentro, se aceitar, se amar... aprender a fazer isso pois se ele está codependente é porque não sabe se amar...é essencial para qualquer um. Eu acredito que cada ser vivo é uma centelha divina, mas isso é o que eu acho. Não precisa concordar com isso para se conectar consigo mesmo...

      Excluir
  5. Leio diariamente o blog, gosto de todas as postagens, mas ainda estou muito focada no meu dependente químico. Sou uma codependente no auge e por isso prefiro os temas onde vcs relatam as superações alcançadas ao longo da jornada com seus dependentes Confesso que algumas postagens relacionadas ao poder superior nem sempre são de fácil compreensão para mim ( ainda não despertei esse meu lado) por esse motivo, tenho dificuldades de expor as minhas opiniões. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Carla, te entendo perfeitamente pois já estive no seu lugar. Eu também focava mais nesses textos, mas se eu tivesse aberto minha mente antes e visto como a espiritualidade poderia me ajudar... E no fim foi o que me ajudou. Mas enfim, isso só acontece no momento certo de cada um. Mas fique a vontade inclusive para expor suas dúvidas, fazer perguntas, desabafar, mesmo que o seu assunto não tenha a ver com o tema do texto... Não se acanhe ^^

    ResponderExcluir