segunda-feira, 16 de março de 2015

Tudo bem tudo Zen

Bom dia galera!!

Final de semana em paz....sábado eu estava meio estranha...peso no peito e uma raiva que insistia em pairar sobre a minha cabeça, já aprendi a olhar pra dentro...ao invés de procurar o motivo fora...enfim localizei o motivo da tal raiva e consegui dissipa-la....

Um tempo atrás minha prima me perguntou como eu estava, respondi que estava bem, feliz, em paz, ela me olhou e com um sorriso no rosto disse você já está conformada né?

Eu fiquei meio arredia e disse não, claro que não, não estou conformada, estou feliz de verdade e crescendo graças a Deus.

Então me coloco a pensar, sempre que não nos enquadramos nos padrões de "felicidade" impostos pelo sistema...ter casa, carro, apartamento, a família margarina, o cargo plus advanced...significa que fracassamos e por isso nos conformamos pra realidade não ser dura e jogar na sua cara que você é um fracassado e por isso o máximo que consegue para ser feliz é ser alguém conformado??

Não sou mesmo alguém conformada, e digo mais que se a felicidade pra mim significasse isso eu com certeza conquistaria tudo isso, porém nunca foi, nunca esse tipo de felicidade me fez sentido, era capaz de gastar R$1.000,00 (exemplo) em passeios, viagens ou baladas do que em roupas, salão de beleza entre outras coisas....

Sempre priorizei muito mais o sentimento do que o material...sei lá não to dizendo que isso é bom ou ruim, certo ou errado, esse é apenas meu jeito de viver e me sentir feliz.

Então não sou uma pessoa conformada, sou uma pessoa sonhadora, que ama e seu maior sonho (sem demagogia) é ter a oportunidade de amar a todas as pessoas que passarem pela minha vida, não aquele amor fraterno pela humanidade, mas amar o humano que convivi nem que por um pequeno período, e aprender a não julgar apenas estender a mão. (Codependentes não interpretem errado, hoje sei aonde começa minha vida e sei que só posso ajudar se eu me cuidar)

Sim esse é meu sonho...poder amar individualmente cada ser com o qual eu tiver a oportunidade de conviver, e já tenho um puta intensivão dentro de casa...rs...

E digo esse é um grande desafio, porque para amar verdadeiramente o próximo é preciso se olhar no espelho e aprender a lidar com a vaidade, com o orgulho, com a ira...unf...essas coisas eu ainda tenho de sobra, mas estou aprendendo com elas....

Hoje posso dizer que sou grata por tudo que vivi até hoje, por entender o que é o amor e estar disposta a finalmente aprender a amar.

Fiquem com Deus, um bom dia a todos

2 comentários:

  1. Eita. rsrsrsrs depende muito do ponto de vista né....se conformar pode ser aceitar viver dentro do aquario ou da matrix e nesse caso pode ser que ela esteja bem mais conformada do que pensa.

    Janete

    ResponderExcluir
  2. "Então me coloco a pensar, sempre que não nos enquadramos nos padrões de "felicidade" impostos pelo sistema...ter casa, carro, apartamento, a família margarina, o cargo plus advanced...significa que fracassamos e por isso nos conformamos pra realidade não ser dura e jogar na sua cara que você é um fracassado e por isso o máximo que consegue para ser feliz é ser alguém conformado??"

    Respondendo: do ponto de vista da sociedade, essa que tá mergulhada na matrix, sim!
    Mas como disse a Janete, para quem está saindo da matrix e aprendendo como funciona o universo quem está conformada é ela... e a maioria, infelizmente...

    Além das coisas que você citou, bens materiais, as pessoas dão muitaaaaa importância as aparências de normalidade. Todo mundo sabe que a família margarina não existe, seja rica ou pobre... Mas se algo visivelmente demonstra que a sua família não se enquadra nessa fictícia normalidade, ela já é automaticamente vista como algo que não funciona, não serve, deve ser descartada... Para as pessoas "normais" não existe a menor possibilidade de alguém ser feliz ao lado de um dependente químico... Para as pessoas normais um dependente químico nem é gente, nem merece ser amado, muito menos ter família... muito menos ainda ter o apoio da família, muito mais muito menos ainda o apoio da esposa ou namorada, pois se essa ainda não desistiu de estar com ele é porque ainda é doente, codependente, doida, iludida...
    Por isso eu tento ligar o foda-se no bom sentido sempre que falo sobre o assunto com "leigos" (isso inclui todo mundo, menos vocês), pois não espero mais sua compreensão muito menos aprovação...

    ResponderExcluir