segunda-feira, 9 de março de 2015

em qual realidade vivemos?

Nesse final de semana, fiz passeios diferentes dos quais estou acostumada a fazer, na noite de sábado um encontro com os primos pra um pastel, no domingo um almoço no shopping com colegas de trabalho das antigas (só nós mulheres), foi um final de semana diferente que me fez enxergar "o mundo" do lado de fora...pela visão das outras pessoas...

Eu amei os dois encontros, mas me entristeci ao ver como "o mundo" tem sido vivido....não sei se eu que estou com uma visão muito diferente, sei lá, mas no encontro com os primos o assunto que prevalecia era a preocupação com emprego, crise hídrica, preocupações...com as colegas de trabalho além das "fofocas" básicas o que via eram histórias de pessoas que só pensam em puxar o tapete, uma das outras, conquistar seu lugar ao sol custe o que custar...não elas mais sobre como elas falavam de coisas que acontecem nas empresas...o dono preocupado apenas em ganhar dinheiro as custas dos funcionários que se matam pra deixa-lo rico.

Então relembramos da época que trabalhávamos juntas e comentamos: "aquilo sim era uma equipe, nunca vi tanta mulher junta dar certo"...é e realmente dava mas como ninguém la de cima tinha interesse no funcionário como ser humano, as pessoas foram se cansando e cada uma seguiu um rumo....

Podem chamar de utopia, mais tem algo dentro de mim que me faz acreditar que é possível sim ser diferente, é possível sim fazer a diferença, é possível sim como dizem prosperar sem ter que passar por cima de ninguém, é possível crescer e ainda assim não olhar pras pessoas como números...e sim como o que são SERES HUMANOS

Eu não aceito essa realidade da dita selva de pedra em minha vida, e também não vou me isolar pra fugir dela...eu vou muda-la, como eu puder...sim irei mudar essa triste realidade, onde se esquecem o que realmente importa nessa passagem: O amor

Obs: Sobre o homi, tudo na santa paz...rs...ta indo a igreja, tomando o composto e vivendo...

Fiquem com Deus

5 comentários:

  1. Mas é interessante perceber como a gente mudou né....como essa conversa não satisfaz mais. O Velho do Porrete deu porretada e a gente tratou de andar pra frente e evoluir...e pra que serviriam as pancadas se não fosse pra isso???? Como se diz, até um pontapé te empurra pra frente.....rsrsrsrs

    Janete

    ResponderExcluir
  2. concordo...exceto que foi o velho do porrete que deu a porrada...ele avisou avisou..a gente não ouviu e caiu...kkkk ele não bate só avisa olha e estende a mão...a gente que da uma de adolescente rebelde e quer se aventurar por ai...consequências...rs

    ResponderExcluir
  3. Na verdade eu penso que o velho do porrete não existe. Deus é amor e pronto. Esse velho do porrete foi uma invenção para temermos a Deus e obedecer a religião, que é uma invenção de homens, que criam deuses a imagem e semelhança dos homens, não o contrário... Deus é puro amor, mas as porretadas que tomamos da vida são causadas por nós mesmos e pela auto sabotagem. Enquanto não saímos da matrix e enxergamos que não precisamos mais apanhar para aprender... até lá apanhamos de nós mesmos (consequências de nossas escolhas) e dos bicho ruim que tão lá no controle do sistema, manipulando a gente igualzinho marionete...

    ResponderExcluir
  4. Tb acho....o Velho do Porrete somos nós.....as porretadas a gente mesmo que procura.......mas funciona da mesma forma, né....tá explicado porque somos Deuses

    Janete

    ResponderExcluir
  5. Chamar o velho do porrete de Deus é blasfêmia rs...
    Quem somos nós?
    https://www.youtube.com/watch?v=0ljf3P3O51s

    ResponderExcluir