terça-feira, 10 de março de 2015

é tanto amor que dói!!

Com certeza já ouvimos e vivemos essa frase, quando sentimos algo muito forte por alguém e tudo que queremos é ver aquela pessoa feliz, acredito que talvez se aplique mais aos filhos talvez, mas também existem paixões, amores que é tão intenso que dói...sim dói literalmente.

Uma dor que dilacera o peito e tira sua vontade de viver, faz vc esquecer de tudo, de si mesma, pra lutar em nome desse amor....tão...tão romântico...tão tão e foram felizes para sempre....sim encanta...envolve..emociona e aprisiona.

Pra quem está de fora parece loucura, pra quem está dentro, quem acha loucura na verdade é que não conhece o amor.

Eu vivi os dois lados, o de fora e o de dentro...e hoje enxergo que é maravilhoso sonhar....e viver intensamente esses momentos, porém o preço a se pagar é muito alto...e não vale a pena, perder a propria vida por esses momentos que sim são loucura quando ultrapassa o limite da razão.

E pra ultrapassar o limite da razão quando digo...não é surtar ou delirar...é sim deixar de cuidar da pessoa mais importante de sua vida...VOCÊ MESMO.

Sem cuidar de si, não pode ajudar a mais ninguém

Por isso pra quem vive esse mundo do conto de fadas...é sério galera...cuidado pra não mergulharem fundo de mais...a volta é dificil e infelizmente muitos não conseguem encontrar forças pra voltar

SE CUIDEM

Fiquem com Deus

Namastê

2 comentários:

  1. Quando eu vivi esse sentimento algumas pessoas mais experientes diziam: isso não é amor, é paixão, é atração. E eu não conseguia compreender. Precisei de muito tempo para perceber. E sofrer um bocado. Pular no caldeirão da paixão parece hipnótico. Mas é loucura. Quando somos jovens demais não conseguimos compreender e acredito que isso seja a forma da natureza nos levar nos caminhos da reprodução, é algo ainda muito animal, algo do instinto. Mais amadurecidos, conseguimos identificar o que é o que, e quem é quem, quais sentimentos devemos seguir. Mas vai contar isso pra moçada de 18 anos, rsrsrsrs

    Janete

    ResponderExcluir
  2. Verdade... O problema é quando a pessoa vive desse jeito a vida toda, quando isso não muda naturalmente com a idade... Eu acho que sou uma dessas pessoas, se eu não lutasse contra isso, se eu não despertasse para isso, passaria a vida toda procurando a minha felicidade nos outros, colecionando decepções amorosas e quem sabe acabando a vida de forma trágica. Pois eu realmente não me amava, não via sentido na minha vida, a única coisa que eu queria era alguém para amar e me amar, e quando algo ameaçava isso não via sentido para continuar... creio que muitos passam por isso, não veem sentido na própria vida, e acabam preenchendo esse vazio de alguma forma, seja com paixões, drogas, sexo, comida, fanatismo religioso, remédios, etc...

    ResponderExcluir