segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Assim sim....

Olá galera....tudo bem por ai?

Por aqui a vida segue, normal sem grandes novidades.

Sábado, passamos o dia fora, meu filho está crescendo e já começou a fase de trabalhos e provas na escola, seu primeiro trabalho era sobre o instituto Butantan, então lá vamos nós visitar o tal instituto, tirar fotos, passear depois emendar uma esticada no SESC (deixo como dica um ótimo passeio com muitas atividades pra crianças e pra quem é sócio super em conta)
Domingo demos uma escapada na hora do almoço (eu e o homi), fomos almoçar naquelas padarias que da vontade de comer tudo que tem dentro...rs..então ele pegou o cardápio e disse pra mim: Boemia ou Original? Respondi qual delas será que faz mais estrago se eu jogar na sua cabeça? Ele riu....
Não quero controlar a vida dele e nem vou, porque se um dia ele quiser beber ele vai beber e pronto, mas não quero estar junto, um limite meu...eu já não bebo mais e ver ele bebendo me incomoda porque eu sei aonde isso vai parar, então se quiser fazer merda que seja bem longe de mim...
As vezes rola essas conversas sobre a cerveja e tals...eu falo o que sei que acontece, que fulano estava bem até beber, foi beber acabou recaindo...que se ele não quiser correr esse risco ele não podia beber, pra minha surpresa ele respondeu: Poder beber eu posso, eu não quero o que é diferente...Eu: Óia...gostei...rs..
Ele disse que ouviu isso em uma reunião de NA das poucas que ele foi, e que realmente dizer que não se pode beber ou usar droga era algo que o incomodava, que ele prefere sentir dessa forma, poder ele pode mais só por hoje não quer.
E ontem ele disse assim: Embora minha vida não esteja sendo fácil, viver certas situações pra mim é algo horrível que acaba comigo uma coisa posso dizer, viver esses momentos, igual ontem e hoje me fazem nunca mais querer usar nada, eu sei que é complicado dizer que nunca mais eu vou usar, mais como diziam no NA, cara Só Por Hoje ta sem chance nenhuma...rs..eu não quero mais viver aquele ciclo, eu nunca seria capaz de me sentir como estou me sentindo hoje quando eu vivia na ativa e eu não quero e se Deus me der força vai ser Só Por Hoje assim o resto da vida...
Ele tem medo do corpo reagir e em momentos de dificuldades ele acabar querendo buscar uma fuga, então ele optou por continuar tomando "a manutenção" pós ibogaína, que são comprimidos compostos por alcaloides que auxiliam no equilíbrio dos hormônios, diminui a dopamina e aumenta o nível de serotonina, como ele diz se sente ZEN....então ótimo como cada um encontra sua forma de se manter bem, que continue a tomar a medicação, melhor do que usar drogas.

Eu estou bem, as vezes fico meio triste por conta do relacionamento dele e dos meus pais, pois eu moro com meus pais, e ele sempre está lá, porém não tenho o que fazer né...rs..então procuro vibrar positivo e não alimentar essa tristeza, continuo com a minha vida, andando pra frente graças a Deus, tem um morro enorme pra eu subir ainda...mais aprendi a não ficar olhando lá pra cima...e ver o tanto que falta, olho pra trás e vejo o quanto já conquistei, isso me traz força e tranquilidade pra seguir adiante.

As companheiras que estão se sentindo perdidas, aos familiares que sofrem com medo de perder seu ente querido, digo que entendo a dor de vocês porque já senti, mas aprendi uma coisa, não controle a vida e nem as escolhas das pessoas.
E por mais trágico que a escolha possa ser, por mais triste que seja  ver nossos queridos trilharem um caminho de dor e sofrimento, não está nas minhas mãos o poder de mudar, eu posso e devo contribuir para que as chances dessa pessoa despertar sejam maiores.
Mais o despertar é delas, é com elas....enquanto eu for uma muleta eu impeço o possível despertar...enquanto eu for uma muleta, eu me desgasto e se vier um pedido de ajuda talvez eu não consiga auxiliar da forma adequada por que estarei fraca.
Sempre que houver uma mão estendida pedindo ajuda, levante, mas apenas levante, deixe-o caminhar mesmo que com as pernas fracas, mesmo que rasteje, não seja muleta apenas uma mão estendida.

Se cuidem, se amem....tenham certeza não podemos mudar a ninguém somente amar.

Um ótimo dia e fiquem com Deus

11 comentários:

  1. Bom dia querida!
    Cheguei num ponto da minha vida... sexta eu me separei do meu marido... tive sexa a tarde até ontem a tarde para pensar sozinha, para conversar com a pessoa mais iluminada que eu conheço minha tia, que tbm é minha mãe!
    Conversamos muito, sobre tudo, mas focamos em mim... na minha maneira de me comportar diante da vida e dos problemas.
    Tenho uma fúria, uma impulsividade, um ira dentro de mim sem amanho, fiz 5 anos de análise que melhorou muito, mas ainda sim não foi o suficiente pra eu aprender a lidar com oque eu quero, oque eu luto, oque eu espero e mais importante que não posso mudar ninguém porque eu quero isso ou aquilo.
    Com 32 anos cheguei a um precipício que não há como ir a frente, mas tbm não posso voltar, mas tenho duas escolhas a esquerda ou a direita, mas independente da escolha eu tenho um problema muito maior e mais urgente a ser visto... eu mesma e meu eu!
    Depois de ver e rever minha vida até agora quero me desligar do passado! Que ele sirva apenas de aprendizado para que erros lá cometidos não ocorram mais e vou começar uma nova história minha... dessa forma, vou começar a me abençoar, vou me policiar e praticar até conseguir mudar meus pensamentos ruins e luta e de ira e de escuridão para pensamentos bons, quando as lembranças ruins da infância vierem da mesma forma mudar meu pensamento, vou abençoar minha casa, meu trabalho... vou trabalhar firme na minha mudança!

    ResponderExcluir
  2. E isso não é uma promessa... promessas são quebradas... isso e algo que comecei a fazer ontem quando voltei pra minha casa e hoje ao vir pro meu trabalho... dessa forma os espíritos de luz e as boas energias tendem a vir pra perto de mim e assim vou mudar, como quero e preciso.
    Depois dessa decisão de mudar oque eu posso, de mudar a Sharon eu parti pra minha segunda questão... meu casamento.
    Amo meu marido, ele me ama... eu tenho meu traumas e que me geram meus problemas hoje... ele tem o dele está em recuperação e recaiu.
    Ele recair é um fato, milagres existem sim, mas erros tbm... o importante é ver o erro e buscar não cair no erro novamente... e se mesmo assim cair é levantar e seguir sempre focando no melhor...
    Eu não posso controlar meu marido, nem os pensamentos dele, nem as vontades dele... não consigo ter controle de mim...
    quem sou eu para querer mudar alguém?
    Só Jesus Cristo foi perfeito, nós somos falhos e cheios de defeitos.
    Se eu amo meu marido e quero ele ao meu lado, precisamos caminhar juntos, pra isso preciso me fortalecer e me conscientizar que os erros são passíveis de ocorrer e quando ocorrerem preciso estar bem para passar por cima e continuar a caminhada.
    E se eu não quiser, se achar que chegou o limite... seguir sozinha, buscar minha libertação como pessoa e continuar a caminhada...
    Bem, em ambas as situações eu Sharon preciso me libertar e perdoar e mais que isso aprender a respeitar o outro como pessoa e saber que ele é humano como eu, cheio de falhas e defeitos... mas que eu devo cuidar de mim independente do outro.
    A vontade do meu marido é de não usar mais drogas e ele luta para isso, caiu... ok
    Agora eu precisava estar bem para não ter sofrido tanto e ter chegado a loucura por causa disso e ter agredido e ter mandado ele embora... no calor da hora eu deveria ter me reservado ao meu luto a minha dor e depois ter conversado sobre isso com ele e ai sim depois de conversa ver o melhor...
    Diante disso tudo, resolvi como disse acima, cuidar de mim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É como aprendemos no grupo:
      "Não adianta buscar por resultados diferentes fazendo as mesmas coisas!"
      Mudar a forma de reagir: esse é um dos segredo!

      Excluir
  3. Amo meu marido e voltamos... ele vai continuar a luta dele... e vou aprender a respeita-lo independente do bom ou do ruim... ele é uma pessoa como eu... e como eu quero ser tratada e respeitada vou começar a trata-lo de forma igual.
    É impressionante como fui as reuniões do Nara-non e leio muita coisa... mas a vontade da mudança e de colocar e prática oque ouvimos só vem de fato quando chegamos ao limite... onde a pergunta é e ai? como vai ser? vai continuar na vida medíocre sofrendo, vestindo a carapuça de mártir baseando-se no passado e jogando a culpa no presente e na pessoa que não está fazendo oque vc quer? Ou vai aprender a ser feliz sozinha como seu eu mesmo e vendo a felicidade em vc mesma?
    E assim ter um bom relacionamento com as pessoas ao redor, sem que elas precisem fazer oque vc quer ou mudar porque vc quer...
    Então agora decidi mudar eu mesma... e vai dar certo... naõ quero mais ser a Sharon que vive lembrando da mãe que morreu, do pai que morreu e era DQ, da vó que morreu... da madrinha que foi tbm mãe e morreu... e que Deus não me olha que tirou as pessoas que eu mais amava me deixando sozinha e por isso sofro e sou coitada...
    Não!
    Vou aprender a ser feliz e agradecer oque eu tenho... e ser feliz com meu marido que me ama, que é fiel, que está ao meu lado... mas que ele é humano passível de falhas mas que busca sua libertação da DQ... e que nosso problemas não são apenas esses... mas outros mas que a nossa felicidade sempre ter que ser maior para poder valer a pena e dar forças e animo para ultrapassar as ruins...
    E isso... vida nova!
    TMJ
    bjs e boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa Sharon que você descreveu é a que vive no ciclo da autopiedade (eu, há dois anos atrás!)
      Deixa a recuperação nascer em você...

      Viva e deixe viver...
      Um dia de cada vez...
      Só por hoje...
      Que comece por mim...

      E na hora que algo te irritar, pergunte-se: "até que ponto isso é importante?"

      Funciona, nega!

      Excluir
  4. Nega...a única coisa que posso lhe desejar...siga em frente e seja feliz...quem ou o que irão vir juntos eu não sei...só o que lhe desejo SEJA FELIZ...estou muito feliz por ver que tenha dado um passo rumo a liberdade...te amo..tmj :)

    ResponderExcluir
  5. Eu mais que ninguém estou feliz por esse encontro comigo!
    Precisa abrir meus olhos pra começar a minha libertação!
    Estou feliz apesar da perda da minha madrinha, lembro dela com saudade não com pesar... meu luto é de amor!
    E Feliz por estar vendo meu marido como eu quero que me vejam como um ser humano...
    E mais feliz que só por hoje as boas energias estão vibrando comigo e estou em paz!
    Amanhã... é outro dia... não chegou ainda...
    bjss obg pelo carinho

    ResponderExcluir
  6. Parabéns sharon esse é o caminho certo!!! Que bom que você teve esse encontro com você mesma, bom que refletiu e viu onde está errando. Esse é o primeiro passo para felicidade. Hoje estou bem para baixo o que possibilita que novaa energias ruins, vou mudar o meu padrão de pensamento para encontrar novamente a paz. Ao contrário de você não tenho uma fúria enorme, perdoo fácil e esqueço rápido quando me fazem mal. Mas por conta disso meu adicto abusa da minha boa vontade. Só por hoje quero um pouco dessa fúria chamada sharon dentro de mim para aprender me posicionar e dizer ao meu adicto o quanto mal ele está me fazendo....so por hoje eu quero xingar e gritar e chamar ele de idiota e que está jogando o meu amor e o amor de nossa família fora!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força querida... se eu consegui chegar a essa conclusão e quero mudar...
      Vc consegue tbm...
      E eu queria tbm ter um pouco da sua passividade, talvez não tivesse chegado a beira da loucura e do desespero.
      TMJ

      Excluir
  7. Kel, fico muito feliz com as palavras, mas principalmente com as atitudes do seu "homi"... Tomara que continue assim...
    Mas fico ainda mais feliz pois sei que sua felicidade não depende só disso... Mas é algo muito bom também de se saber...

    Sharon... força querida. Com ele ou sem ele, foque em você. Respeite seus limites... Não queira salvar tudo (você, ele, seu casamento...) foque no que você realmente pode mudar que é você mesma... A mudança dele só depende dele. Só de não atrapalhar a gente ja ta ajudando, mais do que isso é quase impossível... E o casamento depende dos dois. Não depende só de você... Então faça sua parte, o que achar que deve e veja no que vai dar. Se ele fizer a dele, ok, se não, não se culpe... Eu estou falando isso pra você mas na verdade serve para mim mesma... rs

    TMJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E.
      Ontem postei uma frase no face que é udo oque está acontecendo na minha vida:

      O DESESPERO DESTRÓI. DIANTE DELE, PORÉM, ENCONTRAMOS O ENSEJO DE CULTIVAR A SERENIDADE.

      E foi oque aconteceu comigo, fiz uma escolha continuar meu casamento... mas fiz a melhor e mais importante de todas... mudar eu mesma, melhorar minha própria vida buscando estar bem e não me abalar com as dificuldade e tempestades... tsunamis!!

      bjsss

      Excluir