sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Ao lado ou não de um dependente quimico? Aonde minha felicidade está



Antes de conhecer pessoas que viviam os mesmos problemas e conflitos que eu, pensava que deveria existir algo errado comigo, totalmente perdida em um universo que é visto com preconceito por falta de informação, sim a velha história de se conviver com um dependente químico.

Eu não conseguia ser feliz daquela forma, e um dia achei blogueiras que "nos ensinavam" como ser feliz amando um dependente químico, eu tentei me encaixar, mais ainda assim não funcionava muito bem, a vida mais parecia um eterno construir de castelos de areia

Então passei a escrever no blog e parecia que eu tentava provar a mim mesma que não era possível ser feliz ao lado de um dependente químico, o tempo passou e isso foi perdendo um pouco o sentido.

Hora se o problema era o dependente quimico, bastava eu larga-lo e ir a busca de um homem que pudesse me proporcionar o que eu considerava felicidade, estabilidade, equilibrio, paz, respeito...

Só que isso não me fazia sentido, se a minha felicidade dependia somente de mim, e eu era responsável por isso, que diferença iria fazer um homem X ao meu lado? Não estou querendo dizer que um relacionamento saudável não faça diferença nas nossas vidas, mais será que ISSO deve ser a MINHA FELICIDADE?

Uai, se a felicidade só depende de mim, única e exclusivamente de mim?? Também encontrar ela em outro relacionamento não era o ponto X.

Pois bem, hoje ter ou não um dependente químico ao meu lado não determina minha felicidade, porque hoje minha felicidade está apoiada em mim, no que EU posso realizar independente de qualquer coisa.

Minha felicidade está em saber passar pela vida, seja enfrentando dificuldades ao lado de um dependente químico ou seja enfrentando qualquer outro tipo de dificuldade: financeira, saúde, profissional, etc, etc

Como disse no post anterior, toda dificuldade traz um aprendizado e a dor, é um sinal do nosso corpo, da nossa alma, gritando e pedindo...eii..olha pra mim...cuida de mim...

A dor é o alerta de que deixamos de nos cuidar, amar, respeitar.

A dor nos serve para nos alertar que saímos do caminho, ou abusamos demais sem pensar nas consequências.....

Ela é necessária para nos acordar, mas depois que despertamos podemos aprender a evita-la, porque passamos a nos olhar com mais atenção e quando ela da sinais de que irá aparecer, já conseguimos buscar ferramentas, para supera-la, ferramentas que são aprendizados, saímos da zona de conforto e agimos.

Não importa se no inicio você não consiga permanecer muito tempo de pé, não importa se na queda você irá ganhar roxos e arranhões e por vezes ferir quem está ao lado tentando se segurar....não somos perfeitos...isso acontece para aprendermos justamente isso, não somos perfeitos, vamos errar e por isso não devemos nos culpar, por isso devemos olhar aos nossos irmãos de caminhada que também tem suas quedas com compaixão...leva um tempo até conseguirmos firmar os pés no chão e aprender a caminhar....como um bebê que engatinha pra depois aprender a andar...

Quantos tombos, quantos choros, quantos sustos isso acontece até que de fato se possa sair correndo?

A felicidade é isso, aprender a se superar, a superar as próprias dores, aprender a se perdoar, a perdoar, aprender a amar.

Então hoje se me perguntam, como você consegue ser feliz ao lado de um dependente quimico?
Respondo:
Minha felicidade não está nem lá e nem cá, está aqui dentro....me guiando pelos aprendizados que estão por vir.

Namastê



3 comentários:

  1. Estou aprendendo isso... dia a dia!
    E posso dizer estou mais feliz!
    Estou mais segura!
    Estou melhor comigo mesma!
    Que assim seja...
    TMJ
    bjss

    ResponderExcluir
  2. Que lindo meninas. .. sinto que também estou caminhando nesse sentido. Depois que passei a partilhar aqui minhas dores, tudo tem estado melhor e vejo que não estou sozinha nessa caminhada. Hoje ainda sinto as minhas dores....mas o desespero já não toma conta de mim como antes. Paz e alegar para todas nós!!! E mais uma vez obrigada, vcs tem me ajudado muuuuiiito. Bjs carla Cristina

    ResponderExcluir