terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Prioridades

Por E.

Bom dia pessoas!

Eu estava meio sumida. E provavelmente vou continuar assim, aparecendo só de vez em quando.
É que eu ando revendo minhas prioridades.
Escrever é algo que sempre me fez bem, sempre gostei. Botar pra fora o que estou sentindo na forma escrita sempre foi mais fácil pra mim até do que da forma falada.
Ler também, sempre foi um prazer.
Mas ultimamente eu me vejo focada em apenas um aspecto praticamente: dependência química e codependência.
Sei que informação é importantíssimo se precisamos lidar com a doença do outro e com a nossa. É um assunto vasto, sempre tem um texto diferente, um vídeo, um debate no grupo do face, etc...
São coisas que realmente chamam muito minha atenção, e as vezes gasto horas do meu dia com isso.
Comecei a me interessar pelo espiritual também, aí vai mais umas horas nisso...
Estou tentando cuidar mais de mim, da vaidade. Nada exagerado, só o básico para não ficar sempre peluda, com unha e sobrancelha sem fazer, cabelo ressecado...
Tem a casa, que é pequena mas de vez em quando tem que limpar, tem a comida que todo dia tem que fazer e tem a cachorra, nossa "filha" que está atualmente operada (foi castrada) e requer alguns cuidados (quando não está operada requer os cuidados normais: passear, dar comida, banho).
Sei que alguns desses itens podem ser "terceirizados" por assim dizer, como comida (restaurante ou marmitex), banho da cachorra (pet shop), unha (manicure), cabelo (salão), etc... Mas o custo de vida onde moramos é alto, o "homi" ganha pouco, eu ganho mais ou menos mas não sobra muito então o jeito é economizar fazendo nós mesmos essas tarefas...
E aí eu me pergunto: que horas vou cuidar do meu lado profissional?
Eu estava sempre deixando isso de lado, procrastinando. Por um lado, porque tinha e tenho outras coisas para fazer, por outro era preguiça e desânimo mesmo...
Sou recém formada (quer dizer, na verdade já tem 1 ano) e ainda não fiz nenhum curso depois, não me especializei, não estudei em casa... E o curso que escolhi me dá um bônus de poder ter um emprego fixo e fazer trabalhos por fora, assim ganhar mais dinheiro (que é o que eu tanto tô precisando no momento!). Mas só com o conhecimento que adquiri na faculdade, não consigo fazer nada disso. Preciso aprender mais, me aprofundar, rever algumas coisas e aprender outras de fato.
O fato de eu estar assim tão perdida se deve a dois fatores: 1) Comodismo: estou atualmente trabalhando em um lugar que não me exige muito. 2) Codependência: conheci o "homi" faltando 2 anos para me formar, ou seja, na parte mais importante do curso, quando ia começar a ver as matérias mais específicas. Desde então comecei a largar os estudos meio de lado e focar na nossa relação perturbada e conflituosa. Eu estava doida pra arrumar um namorado, não aguentava mais ficar com caras que não queriam nada sério, aí encontrei ele e me joguei. Só que teve tanta confusão que acabei negligenciando todas as outras áreas da minha vida para tentar não deixar essa desabar... Tiveram outros fatores também. Por exemplo, a época que conheci ele coincide com a época que comecei a ter mais independência, viajar sozinha, saí de casa, fui morar em república, comecei a beber... Teve o fato também de minha turma ter sido a primeira do curso na faculdade, pegamos muito professor ruim, algumas matérias foram bem avacalhadas. Tudo isso me desanimou, mas com certeza o fator mais decisivo foi a codependência mesmo.
E agora, eu me vejo formada, empregada, com o "homi" começando a andar com as próprias pernas, trabalhando, voltando a estudar... E eu? Quando é que vou preencher as lacunas que estão no meu currículo? E como vou fazer isso?
Eu só ficava adiando, a desculpa era que tenho que fazer cursos mas não tenho dinheiro. Ok, isso é verdade, mas será que eu estou fazendo tudo que posso, que está ao meu alcance? Não, eu não estava fazendo nada, só me lamentando e deixando o desânimo/preguiça me levar. 
Mas eu quero mudar isso, e vou mudar!
Pretendo voltar pro inglês mês que vem, então já comecei a ver seriado em inglês, procurar dicas na internet, etc...
Se não dá pra fazer uma pós ou cursos para me especializar agora, pois são caros, vou começar a pesquisar e ler o que der, nem que tenha que baixar normas técnicas e ficar lendo. É um saco, eu detesto, mas paciência, melhor do que ficar parada.
E é isso. Voltar a estudar não é fácil... Eu havia perdido esse comprometimento a tanto tempo, e sozinha tava parecendo impossível achar. Mas sabe o que tava faltando? Vergonha na cara! Quem quer consegue tudo nesse mundo, até sozinho! Isso não serve só pros dq's, serve pra gente também.


2 comentários:

  1. Foco, força e fé é oque te desejo querida!
    Não e fácil, aliás nada e fácil nesse mundo... Mas, Deus não disse que seria fácil, mas ele disse que quem nele acreditasse ele daria as forças necessárias para passar as batalhas.
    Vc é uma guerreira, chegou até aqui... então animo, vc pode chegar a lugares que nem mesmo vc imaginou, basta crer e ter fé.
    Bjsss
    TMJ

    ResponderExcluir
  2. Uma coisa de cada vez senão não sai nada...inglês...boa foca no inglês que isso te abrira portas em outros empregos....e depois quem sabe um novo emprego...estudar sem colocar em prática pra mim nunca adiantou era tempo perdido....boa sorte nega...hoje não fui trabalhar minha pequena ta dodói...bjaum Kel

    ResponderExcluir