quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

O traficante, será esse o verdadeiro inimigo?


Afinal, qual o papel do traficante no mundo das drogas? Vender e cobrar

Claro que ele não usa de meios legais pra isso e digamos que na grande maioria das vezes na hora de vender ele é simpático mas na hora de cobrar cruel, quem paga direitinho vira cliente VIP, quem fica devendo pra eles a escória da humanidade.

O personagem mais semelhante que encontrei para comparar ao traficante seria o Agiota (clique aqui)

Afinal quem é o grande responsável pelo aumento de consumo de drogas? O traficante?

Afinal porque as pessoas usam drogas?

Quando eu era criança me lembro que minha mãe me dizia: não aceita bala de estranho na escola, os traficantes se fingem de amigos oferecem uma bala com droga dentro pra você viciar, e se você chupar essa bala, você vai virar um viciado e começar a roubar e matar pra poder comprar mais balas.

Eu cresci e nunca ninguém em ofereceu a tal bala "ufa", mas ao me tornar adolescente existia um mundo a ser descoberto, emoções a serem vividas, tinha a turminha que gostava de praticar esportes, as "paquitas" do colégio, as namoradeiras, os nerds, os que adoravam uma nova aventura..passei por quase todas essas turmas, experimentei o que era ser um pouco de cada grupo e quando descobri os amigos que curtiam beber pra ficar alegre e fumar um baseado pra tirar uma onda quis experimentar também, no meu caso fiquei somente na bebida, meu irmão também passou por essas fases e experimentou a bebida e algumas drogas a mais chegando na cocaína, creio eu que ele foi usuário por uns 5 anos, não chegou a fase crônica da doença, se assustou quando viu que estava perdendo o controle, largou até um curso na faculdade, ele estudava de manhã e contou que se continuasse ia se matar, porque logo cedo no ônibus fretado os alunos iam cheirando, bebendo e fazendo a festa dentro do ônibus, por isso ele parou e hoje está bem, comprou sua casa, casou, trabalha e bebe sua cerveja de vez em quando.

Meus pais não são separados, não tenho casos de dependência quimica dentro de casa nem de alcool, não cresci em meio a brigas e discussões, enfim uma familia aparentemente "normal"

Até agora não apareceu nenhum traficante nessas histórias obrigando alguém a usar drogas.

Vamos dar uma olhada em mais respostas do porque pessoas usam drogas?

"Quem usa drogas pela primeira vez não vê os amigos se acabando nas sarjetas e não acredita que vai ser um viciado

É claro que quem experimenta pela primeira vez não deseja virar viciado. Um estudo do Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas da Universidade de São Paulo (Grea) diz que a curiosidade é a motivação que leva nove em cada dez jovens a consumir drogas pela primeira vez. Em seguida vem o desejo de se integrar a algum grupo de amigos. No momento da iniciação das drogas, o adolescente não vê os amigos morrendo, sendo pressionados por traficantes nem se acabando nas sarjetas. Também é difícil perceber a importância que a droga pode assumir em sua vida no futuro. A maioria das drogas só provoca dependência depois de algum tempo de uso. Ou seja, quem entra nessa só percebe tarde demais que está num caminho sem volta. Apenas uma parcela dos usuários se torna dependente grave, do tipo que aparece nas novelas de TV. Apostar nesse argumento para usar drogas é uma loteria perigosíssima, porque ninguém sabe ao certo se vai virar viciado ou não."

Clique abaixo e veja a pesquisa na integra

Pesquisa publicada pela revista Veja

Torno a perguntar, o principal culpado pelo uso de drogas é o traficante?

Se matarmos todos os traficantes existentes ninguém mais usará drogas no mundo?

Deem uma lida nessa matéria que mostra como era quando o Álcool era proibido nos Estados Unidos

A lei seca nos Estados Unidos

Resolvi escrever esse post pois vi na condenação do traficante Marcos Ascher, uma grande comoção dos familiares de dependentes químicos vibrando e torcendo a favor de sua morte, ele merecia sim pagar pelos seus crimes (eu não sou a favor de pena de morte), na verdade não quero entrar nessa questão se é certo ou não executar alguém, quero apenas pedir que reflitam e que entendam aonde está o inimigo que devemos concentrar forças para combater.

É uma luta complexa porque esse  "inimigo" não se traduz em apenas uma figura "o traficante", esse inimigo no meu modo de pensar está na forma em que vivemos a vida, na forma que buscamos para encontrar a felicidade.

O mundo nos ensina isso, nos ensina a buscar fora, a querer mais e mais pra sermos alguém de sucesso e feliz.

O mundo meche com a nossa vaidade, quer nos mostrar que se seguirmos determinado caminho seremos admirados e felizes.

Se pergunte, qual a imagem de uma pessoa feliz pra você? Sem refletir muito apenas observe como essa pessoa aparece?

Talvez essas imagens abaixo lhe transmitam que essas pessoas são felizes






O mundo nos transmite que para sermos felizes precisamos ter uma familia, viajar, curtir festas e poder usufruir de bens materiais.

Tudo isso faz parte da vida, hipocrisia dizer o contrário, mas será que deve ser colocado como motivo de felicidade e realização pessoal?

Leiam essa reportagem e tirem suas próprias conclusões, depois descubram onde está o verdadeiro inimigo a ser combatido

O mistério da felicidade

Veja o vídeo


Obs: Se os últimos links não estiverem funcionando pois minha internet hoje está ruim, peço que façam uma busca pelo google com essa frase : Globo Reporter investiga o mistério da felicidade ai é só assistir

17 comentários:

  1. Bom dia!
    Posso estar errada na minha concepção, mas creio que os nossos inimigos estão dentro das nossas casas, na verdade dentro da educação, amor e participação dos pais na vidas dos filhos!
    Se bem que eu contradigo esses paradigmas...
    Sou filha de traficante, dos mais fortes na época ( meu pai controlava o trafico de Passo de Torres à Laguna uma região muito extensa, quem conhece o sul de Santa Catarina sabe).
    Tínhamos iate, carros caros, sitio, casa na lagoa, meu irmão era o verdadeiro Playboy e eu a princesinha...
    Minha mão faleceu as 39 anos com câncer, meu pai dizia que não era nada e ela não precisava de médicos porque mulher dele não ia mostrar a p... pra macho! Ai tirem as conclusões que quiserem...
    Ela era louca por ele, ciumentos os dois, o pau quebrava dia sim dia tbm na minha casa, quando não era um era o outro...
    Ela colocava ela pra fora de casa na segunda no sábado depois de ele ir me buscar pra levar no jogo (ele jogava futebol, os raficanes tinham time! - cumulo isso mas... eu era pequena tinha 4 anos não tinha noção do perigo!) ai a arde quando ele ia me levar pra casa sujo, moro da fome ela brigava, dava comida, faziam amor e esava tudo bem novamente!
    Ai ela morreu eu tinha 5 anos...
    Meu continuou no tráfico minha vó e minhas tias brigaram muito pra eu ser criada pela minha vó e não pelo meu pai - Graças a Deus! Hoje eu poderia nem estar aqui...
    Meu pai casou novamente com uma tbm traficante de Florianópolis, era o par perfeito. Cresceram os olhos e iam aumentar o "território" depois de uma grande transação meu pai desejava parar, se aposentar e ir morar no sítio. Nessa grande transação morreu ela com 1 tiro na cabeça e ele com 11 tiros espalhados pelo corpo...
    Trágico não? Sim! Por anos os traumas me fizeram refém de mim mesma... hoje depois de anos de terapia sou "normal"
    Então, eu tinha tudo pra me jogar nas drogas, buscar as fuga da minha infância traumática, mas fui a luta! Tudo que meu pai tinha ficou p o tráfico. Minha vó me criou de maneira simples, estudei comecei a trabalhar para pagar minha faculdade, pra ter meu carrinho... Hoje graças a Deus tenho um bom emprego, quero ate o final desse ano comprar um apto...
    E não cai no mundo das drogas e nem quero jamais na minha vida isso pra mim ou para um filho meu!
    Casei por ironia do destino com um dependente químico, mas que eu amo e me ama, apesar das lutas e guerras diárias..
    Em comparação meu marido, pais presentes, nunca faltou nada pra ele, nem carinho nem amor, é o caçula e sempre foi mimado.
    O pai tem o maior orgulho porque ele sempre estudou, morou fora, trabalhou em multinacionais...
    Um belo dia há 10 anos veio do Espirito Santo passar as férias experimentou cocaína numa festa e em alguns meses depois já começou o processo de dependência...
    Ninguém pôs uma arma na cabeça dele para que ele usasse!
    Ai a questão do traficante... a bíblia diz: o diabo vem para roubar, matar e destruir! Já viram traficante morrer e deixarem as famílias ricas? não! Na verdade ostentam dinheiro fácil, carrões, mas os filhos estudam em escolas da comunidade (nada contra - mas pra quem tem anto dinheiro...), quando estudam, vivem em função do tráfico, não viajam, não crescem intelectualmente falando... Ou seja, vivem uma vida de merda, porque vendem a merda que desgraça muitas famílias... Ninguém os obrigou a entrar no mundo do crime, na verdade optaram por um mundo de dinheiro fácil...
    Oque cerca o tráfico, crime organizado, prostituição, roubo, mortes...
    E é um ciclo... o traficante precisa de vendas e o dependente da droga... isso nunca vai ter fim! Mas quanto menor for a dependência, quanto mais for o combate às drogas, menos traficantes vamos ter e logicamente um dia quem sabe (sonhar não e pecado) consigamos erradicar as drogas da sociedade... utopia!! rsrsrs...
    TMJ meninas.. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc acha que tinha tudo pra ser usuaria, mas a filha normalmente pende para a codependencia e não para a dependencia, então....bingoooo, vc foi sim afetada tanto que se casou com um dependente.

      Janete

      Excluir
  2. minha intenção não foi defender traficante não...como você mesma descreveu....Posso estar errada na minha concepção, mas creio que os nossos inimigos estão dentro das nossas casas, na verdade dentro da educação, amor e participação dos pais na vidas dos filhos!
    Se bem que eu contradigo esses paradigmas...não existe um único inimigo...eu acredito que nós mesmos somos o inimigo, quando digo nós...digo nossos pensamentos...nossas certezas sobre o mundo...eu acretido..pode parecer utopia...mas quando o ser humano enxergar a felicidade em si mesmo...essa busca incessante por ter as coisas deixará de acontecer e consequentemente o sistema irá cair...não existirá ninguém mais sustentando o sistema...não haverá interesse em se dar bem em cima do sofrimento alheio...a mudança vem de dentro...o mundo só muda quando nós mudamos...por mais sonhador que possa parecer esse ponto de vista eu levo isso ao pé da letra...e mudanças verdadeiras não são impostas...acontecem naturalmente...

    ResponderExcluir
  3. Concordo...
    É um comparativo, mas que serve muito bem...
    O homem extraiu tanto os recursos naturais que hoje sofremos com tempestades de raios, furacões, tufões, geleiras nos pólos derretendo com o calor e hoje estamos lutando e estudando maneiras de frear esse desgaste, buscando maneira de transformar a água do mar em água potável... ou seja tudo vai sendo feito até o limite, quando chega o limite as coisas tendem a retroceder, fazer o sentido contrário...
    Hoje vemos as pessoas mais ligadas nos chats, whatsapp e facebook do que fazer uma roda de amigos, tocam um violão e ali conversarem, se confraternizarem. As pessoas estão fechadas, buscam a felicidade nas compras, na comida, no sexo, nas drogas... tudo compulsão, mas por culpa da inversão de valores... A FELICIDADE ESTÁ NAS COISAS SIMPLES, NO AMOR, NA ALMA, NO SORRISO... Não nas coisas...
    Mas, ao meu ver isso tbm vai chegar à um limite... a solidão será tanta... e o vazio sem fim... que vão retroceder as origens, buscar o amor de Deus! Que diz claramente, amar ao próximo com a ti mesmo e o abraço e sorriso terão novamente muito valor!!

    ResponderExcluir
  4. sim é exatamente disso que estou falando...só não coloco Deus no meio porque nem todos acreditam e mesmo não acreditando existem ateus mais capazes de amar ao próximo do que muitos que adoram Deus...eu não quero separar....o certo do errado...quero apenas encontrar uma forma de unir...sem impor verdades....quero que todos se sintam a vontade de compartilhar esse amor....não precisa haver separação...não precisa haver condição pra que isso ocorra...as pessoas podem se amar e se respeitar sem impor suas verdades umas as outras....eu acho que isso é o que realmente falta no mundo....entender isso.....faz parte o mundo não é perfeito e quanto mais pessoas enxergarem que as ilusões do mundo não devem ser objetivo de vida e apenas a consequência ai eu acredito em um mundo justo..bjus

    ResponderExcluir
  5. Se não é proibir ou liberar, porque a heroina não é usada ou vendida em larga escala pelo Brasil, até existe em grandes cidades, mas não vende muito. Não é o traficante ter ou não ter,não é existir boca em toda esquina....mas eu tenho certeza que se eles vendessem os dependentes comprariam....o meu compraria, ele adora tudo que mata rápido, quanto mais rápido melhor....o comprador quer....não populariza pq não tem vendedor interessado em vender.

    Janete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li sobre a liberação em Portugal...muito interessante
      Dez anos após a descriminalização do consumo de drogas em Portugal, o presidente do Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT), João Goulão, faz um balanço "muito positivo" da lei em vigor desde 1 de Julho de 2001.
      O modelo português é mesmo apontado internacionalmente como um caso de sucesso. "Hoje temos 40 mil toxicodependentes em tratamento, em todo o País. É um número recorde de pessoas em tratamento e simboliza uma enorme evolução. Quando comecei nesta área, há 20 anos, o estigma social era tão forte que as pessoas nem davam o seu nome completo aos técnicos", afirma João Goulão.
      Dos doentes em tratamento, cerca de 10% são utilizadores de 'cannabis', vulgarmente conhecida por "erva". "Antes da descriminalização do consumo não tínhamos consumidores de 'cannabis' em tratamento. Agora, quando confrontados pelos técnicos das comissões, acabam por perceber que fumar 'cannabis' tem consequências para a saúde e aceitam o tratamento."
      Em 10 anos, disse João Goulão ao DN, verificou-se também uma "descida do consumo de substâncias ilícitas nos jovens com idades entre os 15 e os 19 anos". O álcool não entra nessa contabilidade, precisou, apenas os estupefacientes como 'cannabis', cocaína, heroína, LSD ou outros.
      Finalmente, "na última década o principal grupo de infectados com o vírus VIH/sida deixou de ser o dos toxicodependentes para passar a ser o dos heterossexuais e dos homossexuais". O modelo português de descriminalização do consumo e dissuassão da toxicodependência "tem vindo a ser estudado por outros países". Recentemente, os ministros da Justiça e da Saúde da Noruega estiveram no IDT para recolherem elementos que possam utilizar.

      Excluir
  6. Mas aqui tb o usuário não é criminalizado, não vai preso pelo porte para uso.

    Janete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o fato não é não criminalizar o usuario mais a distribuição de drogas...aqui não é como Portugal

      Excluir
  7. Na prática, não há proibição,,,,compra-se quanto quiser, na hora que quiser, onde quiser...tá ai na rua, pra quem quiser ver, eu vejo todo dia. Usa-se livremente....na praça em frente à minha casa jovens passam o dia vagando se drogando dia e noite, nada de escola, de namoradinhas, nada de nada mais....a policia passa, dá uma olhadinha e vai embora, não há nada a fazer. Em que essa liberação está ajudando? É barato, é acessível, não é proibido....e todo mundo caiu de cabeça. E só nos resta lamentar.

    Janete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem vende ainda é o traficante..ta em cima escrito como é a politica de drogas em Portugal...é diferente não se compara com aqui....nem sei se o Brasil teria condições de implementar...mas não é como vc está descrevendo...em Portugal o dependente não precisa comprar a droga o governo fornece

      Excluir
  8. tirou a figura do traficante....dificil implementar aqui.....os depósitos iam ser estourados todo dia, kkkkk onde o governo ia guardar?

    Janete

    ResponderExcluir
  9. o governo ia comprar de quem? dos cartéis.....do Peru, Bolivia....ia negociar com essa gente? ia fabricar?

    ResponderExcluir
  10. pois é...foi o que eu disse não sei se funcionaria aqui...mais lá está funcionando...é algo a se pensar..pq a proibição aqui também é uma piada...agora um ponto de vista bem egoista...se fosse dessa forma...os únicos a morrerem seria o proprio dependente...e não as pessoas que ficam no meio dessa guerra...não to dizendo que é o certo ou errado somente um fato

    ResponderExcluir
  11. madrinha...você acha que o governo já não está por trás disso??....não vou generalizar...mais vc assistiu tropa de elite 2...vc não acha que deve ser bem por ai...se liberassem eles podiam fazer isso as claras sem matar ninguém...ao invés de gastarem dinheiro pagando internação...gastariam com drogas...como disse não to dizendo ser o correto mais analizando friamente essa possibilidade...ai ia se matar quem quer...apenas

    ResponderExcluir
  12. O que vc diz faz todo sentido, se pudesse ser real, funcionaria melhor que o modelo que está aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. só to tentando enxergar fora da caixinha....o que não concordamos nos incomoda isso impede de pensarmos...as vezes é bom treinar nem que for na teoria...rs

      Excluir