sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Meus erros....



Bom dia a todos....

De uns tempos pra cá ando refletindo muito sobre muitas atitudes que já tive, não somente em relação ao adicto, mas em relação a vida e hoje consigo enxergar meus erros, sem culpa, apenas consigo reconhece-los e hoje me esforço pra não cometer os mesmos erros de antes.

Muitas vezes eu me revoltei com atitudes de pessoas que não tinham nada haver comigo

Muitas vezes xinguei, agredi as pessoas que agiam de uma maneira a qual não concordo, não interessa se por trás tinha um motivo nobre, sinceramente nunca de fato adiantou.

Culpei o mundo e os outros pelos meus sofrimentos, falei demais, alimentei magoas e causei brigas.

Pensei que eu tinha o direito de dizer a alguém como ela deveria ser.

Hoje ao enxergar esses erros, consigo evita-los e ao mesmo tempo aprendi a me preservar e a agir não permitindo que pessoas abusem de mim fisicamente, emocionalmente ou financeiramente.

As vezes tenho a impressão de que as pessoas imaginam que nos tornamos insensíveis ao mundo aos problemas do próximo, não é isso...apenas aprendi a me colocar no meu lugar e mudar o que de fato posso mudar.

Aceitar algumas coisas as quais não cabe a mim mudar, não significa que eu concorde com elas, significa que eu aprendi ser quem de fato quem sou.

Apenas um ser humano

2 comentários:

  1. Se todo mundo pensasse assim, em respeitar a opinião do outro... O mundo seria um lugar mais tolerante. Infelizmente o erro está aí: em querer que todos pensem como nós... O ideal seria se todos aprendessem a ser tolerantes e não a pensar igual, mas infelizmente não é possível nem uma coisa nem outra. O jeito e a gente fazer a nossa parte, e o resto deixa pra lá...

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a E.
    Eu ainda não cheguei nesse patamar, vivo me enfiando em confusão defendendo os "frascos e comprimidos" tentando mudar o mundo...
    Mas, já melhorei muito, as nossas próprias mudanças vem com o dia a dia, com as vivências, com as lutas e mais que tudo com as derrotas e com as desilusões.
    Ai é que se vê que não podemos fazer pelo outro e sim por nós mesmos!
    Bjsss

    ResponderExcluir