terça-feira, 15 de julho de 2014

REPUBLICANDO

Ajudando um DQ a caminhar

Bom dia a Todos!!

Meu marido está internado, e como a comunicação se da mais por cartas, resolvi publicar algumas cartas que enviei a ele, e segundo os psicólogos tem direcionado ele pro caminho certo, como nada se cria e tudo se copia, que sirva de inspiração e ajude a alguém...

Bjus Kel

Vai a carta

************************************************************


Vamos lá, ai vão algumas perguntas, vamos ver se você se anima a escrever.


Me conta, o que você tem aprendido?


O que você descobriu em relação aos seus sentimentos?


O que você sente que te faz bem?


O que você sente que te faz mal?


Quais ações você identificou como erradas em sua vida?


Quais ações você identificou como certas?


O que você acha que precisa mudar?


O que você acha que está certo na forma de agir?


O que você espera de nós quando sair?


Como você se sente hoje?

...rs...quem sabe assim você me escreve.....rs..é só ir respondendo....


Andei pensando sobre o que é recuperação e como ela acontece, e no meu ver a recuperação verdadeira de uma pessoa seja o problema que for além dela ser ensinada, falada e ouvida, ela deve ser principalmente vivida.
É vivida, e te digo não é fácil não, você encontrar a inspiração, mais quando encontra é como mágica, como se tivessem tirado uma nuvem da frente dos seus olhos.

Todos dizem a recuperação só depende de você.
Você precisa querer: Sim, todos respondem automaticamente eu quero, afinal quem não quer viver melhor sem tanto sofrimento?
Dai você pensa, estou fazendo a minha parte, estou aqui isolado e aprendendo.
Te pergunto, será que é só isso?
Eu acho que não, você, já sentiu a felicidade dentro de você?
Uma felicidade de saber que sua vida pode mudar e está em suas mãos?
Você não precisa responder isso pra mim, seja sincero de coração contigo mesmo e se faça essa pergunta.

Pois bem, sei que o NA, trabalham com o tal PHL

EVITAR:  PESSOAS – HÁBITOS – LUGARES

Comecei a pensar aonde você aplicaria isso em sua vida, pelo menos q eu sei, você fazia as porcarias sozinho e não frequentava lugares que te levavam ao uso. Quando você ia pra esses lugares, já ia com a intenção.
Geralmente eles falam pra:
Evitar amigos da ativa: pensei você não tem?
Evitar hábitos: esses até identifiquei alguns.
Evitar lugares: como casa de amigo que usa, barzinhos q a galera vai enfim, você também não tinha esse tipo de comportamento, mais eu sabia que deveria existir algum sentindo pra você, comecei a analisar, quais pessoas, quais hábitos e quais lugares que o levavam a usar a droga.

Identifiquei da seguinte forma:

Pessoas: As pessoas que de certa forma o levavam a ter esse comportamento, são pessoas as quais você  convive em qualquer lugar do planeta terra e que de certa forma te atingiam emocionalmente.
Ex: o Zé povinho do escritório que solta indireta, os familiares que agem com egoísmo, os colegas de trabalho que você não se identifica muito.
Como você vai evitar essas pessoas?
Ai descobri uma coisa boa e outra ruim.
A ruim é que não tem como evita-las, o mundo está cheio delas, aonde quer que você vá.
A boa é que você pode escolher dar importância a elas e ao que elas fazem ou falam, isso não é fantástico...VC ESCOLHE...

Eu vou me estressar com eles – ficarei me sentindo mal – ficarei nervoso, irritado – buscarei algo pra me aliviar desses sentimentos ruins – você corre o risco deRECAIR

Eu vou adotar um novo lema de vida: o Zé povinho faz e fala o que quer de mim – eu digo ema ema...rs..cada um com seu problema...kkk – você ficará em paz e continuara da mesma forma nada te afetará – você NÃO corre o risco de recair

Hábitos: Um dos hábitos já está ligado diretamente com as pessoas, um deles é se estressar com elas,se você aprender a não se estressar com o que não vale a pena, já mudou um hábito.
Vamos lá, se estressou e ai o que fazer?
Vai se isolar dentro de casa de cara feia?
Vai parar na padaria pra tomar cerveja?
Vai comprar cerveja e tomar dentro de casa, com o fone de ouvido ligado pra se trancar no seu mundo?
Vai tomar banho e ficar falando sozinho em uma discussão imaginária, mais que te traz sentimentos ruins de verdade?
Todas as atitudes acima podem te levar a uma recaída.
Estressou? Como aliviar de forma saudável?
Converse com um amigo que vai te acalmar e não ficar botando mais lenha na fogueira.
Vá ao parque correr, já que você descobriu que gosta de correr, coloca o fone de ouvido e correeeee, o exercício físico libera hormônios de relaxamento.
Vá à igreja, ore, ouça uma musica que te acalme

Lugares: Já parou pra pensar quais lugares que te levam a recair?
Os que eu identifiquei, está ligado diretamente aos hábitos, em casa, sozinho, sentado numa praça pensando coisas que te deixem pra baixo bebendo cerveja pra esquecer e ir dormir cedo.

Conselho: Reflita sobre isso e depois pegue um caderninho e anote.

Quando eu me estressar com determinada situação vou fazer uma das opções abaixo pra relaxar:

- Correr no parque
- Ir pra igreja
- Brincar com meus filhos
- Ligar pra um amigo e conversar
- Fazer um passeio
- Não vou ficar sozinho
- Vou cantar bem alto

São algumas ideias, anote e quando se sentir mal, leia e coloque em prática uma das opções, uma não resolveu? Passe pra outra.
É importante anotar e se possível colar em um lugar de fácil acesso por que na hora do estresse do pensamento negativo, é difícil nos desvincularmos e termos outras ideias.
Então faça isso, por incrível que pareça aos poucos como tudo nessa vida você adquiri prática e quando perceber que vai começar a entrar numa “vibe” não muito boa, já vai sair antes de entrar nela.

**************************************************************************************************

Minha segunda postagem do blog do dia 05/06/2012...


Acho q passei mais de um ano dizendo essas coisas pra ele kkkkk...

O que adiantou nada..kkkkk

Por isso hoje quando ouço as mesmas coisas o que digo nada...kkkkk

O que me remeteu a essa passagem bíblica:

1. Naquele dia, saiu Jesus e sentou-se à beira do lago.
2. Acercou-se dele, porém, uma tal multidão, que precisou entrar numa barca. Nela se assentou, enquanto a multidão ficava à margem.
3. E seus discursos foram uma série de parábolas.
4. Disse ele: Um semeador saiu a semear. E, semeando, parte da semente caiu ao longo do caminho; os pássaros vieram e a comeram.
5. Outra parte caiu em solo pedregoso, onde não havia muita terra, e nasceu logo, porque a terra era pouco profunda.
6. Logo, porém, que o sol nasceu, queimou-se, por falta de raízes.
7. Outras sementes caíram entre os espinhos: os espinhos cresceram e as sufocaram.
8. Outras, enfim, caíram em terra boa: deram frutos, cem por um, sessenta por um, trinta por um.
9. Aquele que tem ouvidos, ouça.
10. Os discípulos aproximaram-se dele, então, para dizer-lhe: Por que lhes falas em parábolas?
11. Respondeu Jesus: Porque a vós é dado compreender os mistérios do Reino dos céus, mas a eles não.
12. Ao que tem, se lhe dará e terá em abundância, mas ao que não tem será tirado até mesmo o que tem.
13. Eis por que lhes falo em parábolas: para que, vendo, não vejam e, ouvindo, não ouçam nem compreendam.
14. Assim se cumpre para eles o que foi dito pelo profeta Isaías: Ouvireis com vossos ouvidos e não entendereis, olhareis com vossos olhos e não vereis,
15. porque o coração deste povo se endureceu: taparam os seus ouvidos e fecharam os seus olhos, para que seus olhos não vejam e seus ouvidos não ouçam, nem seu coração compreenda; para que não se convertam e eu os sare (Is 6,9s).
16. Mas, quanto a vós, bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem! Ditosos os vossos ouvidos, porque ouvem!
17. Eu vos declaro, em verdade: muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes e não o viram, ouvir o que ouvis e não ouviram.
18. Ouvi, pois, o sentido da parábola do semeador:
19. quando um homem ouve a palavra do Reino e não a entende, o Maligno vem e arranca o que foi semeado no seu coração. Este é aquele que recebeu a semente à beira do caminho.
20. O solo pedregoso em que ela caiu é aquele que acolhe com alegria a palavra ouvida,
21. mas não tem raízes, é inconstante: sobrevindo uma tribulação ou uma perseguição por causa da palavra, logo encontra uma ocasião de queda.
22. O terreno que recebeu a semente entre os espinhos representa aquele que ouviu bem a palavra, mas nele os cuidados do mundo e a sedução das riquezas a sufocam e a tornam infrutuosa.
23. A terra boa semeada é aquele que ouve a palavra e a compreende, e produz fruto: cem por um, sessenta por um, trinta por um.
24. Jesus propôs-lhes outra parábola: O Reino dos céus é semelhante a um homem que tinha semeado boa semente em seu campo.
25. Na hora, porém, em que os homens repousavam, veio o seu inimigo, semeou joio no meio do trigo e partiu.
26. O trigo cresceu e deu fruto, mas apareceu também o joio.
27. Os servidores do pai de família vieram e disseram-lhe: - Senhor, não semeaste bom trigo em teu campo? Donde vem, pois, o joio?
28. Disse-lhes ele: - Foi um inimigo que fez isto! Replicaram-lhe: - Queres que vamos e o arranquemos?
29. - Não, disse ele; arrancando o joio, arriscais a tirar também o trigo.
30. Deixai-os crescer juntos até a colheita. No tempo da colheita, direi aos ceifadores: arrancai primeiro o joio e atai-o em feixes para o queimar. Recolhei depois o trigo no meu celeiro.
31. Em seguida, propôs-lhes outra parábola: O Reino dos céus é comparado a um grão de mostarda que um homem toma e semeia em seu campo.
32. É esta a menor de todas as sementes, mas, quando cresce, torna-se um arbusto maior que todas as hortaliças, de sorte que os pássaros vêm aninhar-se em seus ramos.
33. Disse-lhes, por fim, esta outra parábola. O Reino dos céus é comparado ao fermento que uma mulher toma e mistura em três medidas de farinha e que faz fermentar toda a massa.
34. Tudo isto disse Jesus à multidão em forma de parábola. De outro modo não lhe falava,
35. para que se cumprisse a profecia: Abrirei a boca para ensinar em parábolas; revelarei coisas ocultas desde a criação (Sl 77,2).
36. Então despediu a multidão. Em seguida, entrou de novo na casa e seus discípulos agruparam-se ao redor dele para perguntar-lhe: Explica-nos a parábola do joio no campo.
37. Jesus respondeu: O que semeia a boa semente é o Filho do Homem.
38. O campo é o mundo. A boa semente são os filhos do Reino. O joio são os filhos do Maligno.
39. O inimigo, que o semeia, é o demônio. A colheita é o fim do mundo. Os ceifadores são os anjos.
40. E assim como se recolhe o joio para jogá-lo no fogo, assim será no fim do mundo.
41. O Filho do Homem enviará seus anjos, que retirarão de seu Reino todos os escândalos e todos os que fazem o mal
42. e os lançarão na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes.
43. Então, no Reino de seu Pai, os justos resplandecerão como o sol. Aquele que tem ouvidos, ouça.
44. O Reino dos céus é também semelhante a um tesouro escondido num campo. Um homem o encontra, mas o esconde de novo. E, cheio de alegria, vai, vende tudo o que tem para comprar aquele campo.
45. O Reino dos céus é ainda semelhante a um negociante que procura pérolas preciosas.
46. Encontrando uma de grande valor, vai, vende tudo o que possui e a compra.
47. O Reino dos céus é semelhante ainda a uma rede que, jogada ao mar, recolhe peixes de toda espécie.
48. Quando está repleta, os pescadores puxam-na para a praia, sentam-se e separam nos cestos o que é bom e jogam fora o que não presta.
49. Assim será no fim do mundo: os anjos virão separar os maus do meio dos justos
50. e os arrojarão na fornalha, onde haverá choro e ranger de dentes.
51. Compreendestes tudo isto? Sim, Senhor, responderam eles.
52. Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas.
53. Após ter exposto as parábolas, Jesus partiu.
54. Foi para a sua cidade e ensinava na sinagoga, de modo que todos diziam admirados: Donde lhe vem esta sabedoria e esta força miraculosa?
55. Não é este o filho do carpinteiro? Não é Maria sua mãe? Não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas?
56. E suas irmãs, não vivem todas entre nós? Donde lhe vem, pois, tudo isso?
57. E não sabiam o que dizer dele. Disse-lhes, porém, Jesus: É só em sua pátria e em sua família que um profeta é menosprezado.
58. E, por causa da falta de confiança deles, operou ali poucos milagre

Se passaram dois anos e hoje eu consigo compreender, ouvir e ver melhor o que realmente devo fazer e aprender 


Nenhum comentário:

Postar um comentário