sexta-feira, 18 de julho de 2014

Oisss

Antes de começar a ler ligue o son, escrevi esse texto ouvindo essa música



Mudar de idéia, de opinião, ouvir o coração...é pelo que percebem eu sou bem assim...rs...exclui blog, volta com blog...kkkkk..para de escrever, volta a escrever...kkkkk, cria outro blog de outro assunto...hahaha

Sim to passando por muitas mudanças que refletem em minhas atitudes, se é certo ou errado não sei, afinal quem é que o sabe?

Vou vivendo....e vamos falar de dependência quimica e codependência porque sei que muitos querem e precisam ouvir sobre isso.

Na convivência com um familiar dependente químico adoecemos, mais ainda sim o amamos.

Quando buscamos ajuda nos grupos ouvimos muito: você está agindo na doença, isso não é amor... eu mesma aqui no blog achando que sabia de muita coisa escrevi textos a respeito sobre o que é amor e o que é doença.

Hoje mudei um pouco minha maneira de pensar, me questiono quem de fato sabe amar? Quem é que nunca agiu como codependente em sua vida mesmo sem ter um dependente químico na família?

É importante aprendermos sobre as características comportamentais das doenças, pois muitas vezes isso significa uma resposta pra uma situação a qual não sabíamos  como explicar e como lidar, aprender sempre é importante.

Porém cuidado ao decidir a SUA VIDA, não existe um manual de instrução sobre como você funciona.

Somos seres únicos, com os mais variados sentimentos o que traz paz pra mim não necessariamente traga pra você.

Aprenda a se conhecer, aprenda a escolher nessa vida aonde está a SUA PAZ, ela não está em livros, em terapeutas, em religiões, ela está no seu íntimo, esses são apenas ferramentas que lhe ajudam a encontra-las, entretanto jamais lhe darão as respostas.

Quando conseguimos chegar mais próximos ao centro, ao equilíbrio a vida sorri mais pra gente.

E na convivência com um dependente quimico onde o relacionamento se torna uma montanha russa interminável de sentimentos, da euforia por ve-lo retornar vivo ao ódio por querer ve-lo morto e que tudo se acabe logo, sim eu sei, conseguimos sentir isso em segundos...é desgastante.

Por isso a importância de descobrirmos O NOSSO CAMINHO, APRENDA A CONFIAR EM SI MESMO

Nenhum comentário:

Postar um comentário