terça-feira, 13 de maio de 2014

é dificil, mais não IMPOSSÍVEL

Na minha convivência com o adicto, o que havia se tornado impossível, não era o fato dele sair pra usar, eu já há muito tempo não perdia mais nem uma noite de sono, não deixava de cumprir com meu trabalho, não me abalava o fato dele correr risco de vida, não deixava de fazer meus passeios e nem de cuidar de mim pra cuidar dele.
Os motivos pelo qual se tornará um inferno nossas vidas aconteciam em suas crises de abstinência e devido a minha codependência.
Ele até hoje, consegue se manter certo tempo limpo chegando até uns 3 meses, quando usa, usa controladamente raras as vezes em que perde o controle.
Mais ainda assim as crises de abstinência acontecem modificando totalmente sua personalidade, se torna uma pessoa agressiva e egoísta.
Por mais que não se de motivo, sempre existe um motivo para encrencas, consegue discutir sozinho...rs
Quando morávamos junto, era insuportável conviver com humilhações, agressões verbais, ameaças e a sobressaltos pois bastava uma respiração diferente para começar as brigas e eu reagia na mesma altura. E assim viviamos, dias de sonhos quando ele estava "normal" e dias infernais quando batia a crise, foi assim durante muitos anos, alias ainda é assim e será enquanto ele continuar a negar sua doença, enquanto ele não estiver disposto a se olhar no espelho e se modificar, enquanto ele quiser fugir de si mesmo em busca de bons empregos, passeios, ilusões.
Acredito na recuperação dele
Acredito em milagres
É possível sim ele encontrar uma nova maneira de viver

Mas enquanto ele insiste em fugir sei como serão seus passos

Estamos juntos mais não moramos mais juntos, não to querendo dizer que achei a solução pra se viver em paz com ninguém

Essa decisão foi mantida em cima do que eu acredito ser melhor pra mim e pros meus filhos, até quando eu achar que assim deve ser e quando eu quiser mudar mudarei, sempre pensando em mim e nos meus filhos

E hoje tenho conseguido viver com harmonia, com equilíbrio.

Hoje valorizo muito o lado espiritual da vida, equilibrando com o material, quando digo material não me refiro somente a dinheiro e bens materiais, mais o lado material do homem, os instintos os sentimentos que são estimulados pela nossa vida na terra, como a necessidade de aceitação, a solidão, o desespero, a impotência o medo

A única forma de superar barreiras e perder o medo da vida é conhecendo o poder que temos sobre nós mesmos

Deus está dentro de nós

Conhece a ti mesmo e encontrará o caminho do equilibrio e assim saberá amar a si e ao próximo na mesma medida

Fiquem com Deus

Desejo momentos de paz a todos vocês

Namaste :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário