sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

ENQUANTO OS LAÇOS QUE NOS UNEM FOREM MAIS FORTES DO QUE OS QUE NOS SEPARAM CAMINHAREMOS JUNTOS



Gente eu viajo em meus pensamentos..eu me questiono o porque de tanta coisa, e parece que agora tenho conseguido me escutar...sim ME escutar, tenho conseguido achar as respostas dentro de mim...parei de querer buscar fora a "solução" pro meus problemas que no inicio era a dependência quimica de meu marido e depois passou a ser o furacão de emoções e pensamentos que haviam tomado conta da minha vida.

Quantas promessas já fiz a mim mesma: Á próxima vez que ele usar eu vou embora...

Quantas promessas eu já fiz a ele: se você usar eu vou embora

Eu sempre volto, me questionava e me cobrava demais porque eu hajo assim?

Porque sou codependente? Porque o amo? Porque não me amo?

Afinal o que me leva a aceitar viver dessa forma um relacionamento uma vida?

Será que eu não enxergo outra saída?? E acho que devo viver assim?

O Poder Superior sabe das coisas, a tal terapia, pro meu autoconhecimento, só veio ser possível, depois que eu aceitasse completamente a minha impotência, depois que eu me rendesse e entregasse a minha vida e minhas vontades a um poder maior do que eu, depois que eu confiasse completamente nesse poder e que sim eu tivesse a certeza de que o melhor será feito, não do jeito que quero mais do jeito que preciso...

Quando finalmente eu interiorizei os 3 primeiros passos, eu agora sim ganhei o direito de me conhecer, de me autoconhecer, porque agora eu faço isso por mim, não pra ajuda-lo, não pra aprender a conviver com ele...apenas por mim, pra me auxiliar nessa escola chamada vida...acredito que passei de ano...rs

Ele continua na ativa, não se rendeu e eu ainda estou com ele, porque finalmente eu aprendi a separar a vida dele da minha

Eu aprendi a amar sem querer modificar

Eu aprendi a me amar e a respeitar meus limites SEM CULPAS E SEM AUTOENGANO.

Hoje eu sei aonde eu piso, não me iludo, a triste realidade dessa doença, me entristece, mais não me assusta, não me apavora..não me faz querer fazer o que não cabe a mim fazer.

Hoje a minha recuperação me ensina a olhar pra mim e buscar as respostas dentro de mim, eu não preciso viver conectada 24 horas por dia a grupos de auto ajuda...eu preciso ir lá e tomar meu remédio...mais não me internar.

Eu preciso e devo VIVER...

Hoje estou segura pra decidir a minha vida, da forma que me convir decidir.

Eu me amo, eu o amo e ficaremos juntos enquanto os laços que nos unirem forem mais fortes do que aqueles que nos separam.

Estando na ativa, estando em recuperação...essa não é a questão...que decidirá o futuro do nosso amor

Boa caminhada a vocês...e lembrem-se sempre BUSQUEM AJUDA

4 comentários:

  1. "Hoje estou segura pra decidir a minha vida, da forma que me convir decidir.
    Eu me amo, eu o amo e ficaremos juntos enquanto os laços que nos unirem forem mais fortes do que aqueles que nos separam.
    Estando na ativa, estando em recuperação...essa não é a questão...que decidirá o futuro do nosso amor..."

    Me identifico muito!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Saber identificar e priorizar os sentimentos, independente da situação que o cerca, fica mais fácil de se lidar com a situação. E de saber fazer a escolha.
    Fico muito feliz por vocês !!!
    Bjos querida

    ResponderExcluir
  3. Será que se voce tivesse mesmo aprendido a separar a sua vida da dele ainda estaria com ele? Será que se você não quisesse que ele mudasse não estaria mantendo esse blog pra dividir as suas angústias? Parece que o seu marido não quer se tratar e no final ele acabou conseguindo que tudo ficasse do jeito de antes, ele com voce e com as drogas. Admiro muito a sua fé, mas já que voce escolheu permanecer com ele, garanta com que seus filhos tenham acompanhamento psicologico pra enfrentar essa batalha porque eles vão precisar.

    ResponderExcluir
  4. Olá Anônimo....sim..aprendi a separar as nossas vidas...hoje sinceramente não espero que ele ou qualquer pessoa me complete, ou seja motivo de minha felicidade, claro óbvio que gostaria que ele entrasse em recuperação, e quando digo que enquanto os laços que nos unem forem mais fortes do que aqueles que nos separam digo, enquanto a doença dele não impedir de nos relacionarmos ainda continuarei, até quando eu achar que deva seguir sozinha, o blog foi criado para que eu pudesse partilhar e aprender, não somente dividir angustias e assim continua a função dele, partilhar informações, alegrias, dores, e aprender....querendo ou não, juntos ou não eu sempre terei um dependente químico pra conviver pro resto da minha vida, temos filhos...sim ele está no autoengano, hoje enxergo que ele luta, mais ele luta sem fé, porque não acredita que seja possível, o que posso fazer quanto a isso, ter fé apenas pq não está nas minhas mãos modifica-lo...eu apenas não facilito a ativa dele, e facilitação tem haver com facilitar o uso de drogas, aceitar ser prejudicada por suas insanidades e isso eu não faço mais...encontrei uma distância segura que me proteja e aos meus filhos (não moramos mais juntos)...quanto aos meus filhos terem que se tratar a vida inteira...sim eu tinha essa preocupação, estava levando meu filho a psicóloga que deu seu parecer: "seu filho não precisa de acompanhamento psicológico, ele é carinhoso, respeita limites, comunicativo, todos aqui adoram ele, gostaria de te parabenizar pela excelente educação que deu a ele"...Agora é claro que se eu sentir a necessidade de voltar a leva-lo tanto ele quanto a minha filha, não pensarei duas vezes, pedirei ajuda....tenho fé sim, mais não me iludo....meu marido não tem tudo o que quer, não tem a casa dele, coma familia dele, ele tem ainda chances de conviver com essa familia...e só poderá te-la realmente de volta..o dia que estiver firme em recuperação....ai essa escolha será dele...bjus e obrigada pela visita

    ResponderExcluir