quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Depoimento do Chico Lang sobre o problema do filho com o Crack


Depoimento Chico Lang sobre filho viciado em Crack


Bom dia galera, mais uma família que convive com o drama Drogas, esse vídeo foi compartilhado em nosso grupo virtual e abaixo seguem alguns comentários de familiares que vivem o mesmo drama

"muito iludido, muito opinativo, entrou nas áreas da psicologia e muito merchan de igrejas evangélicas, onde algumas cobram  R$ 2.500,00 por mês, e na minha opinião não acrescentou nada"

"Eu assisti e pensei algo parecido, muito receita pronta, não mencionou em momento algum que frequentava um grupo de ajuda pra familiar e que estava se preparando para a volta de meu filho, provavelmente tem muita coisa a passar ainda, sinto muito por ele"

" Assisti, mais depois da frase se for internar em clínica que seja uma clínica religiosa, deixei pra lá, como sabemos a grande maioria são ecumênicas e valorizam a espiritualidade e não a religião, pelo discurso nunca procurou um grupo de apoio para familiares e ainda sofre, sinto por mais uma família"

A minha opinião, sou obrigada a concordar com o que disseram ai em cima, infelizmente as pessoas sempre esperam "o milagre" a "cura", e sabemos que até existe, mais se trata de uma cura diária, em se render diariamente em pedir ajuda, em saber que não da pra lidar com as drogas sozinho e que não é por que ficou algum tempo limpo que já está curado.

O Chico Lang, retrata a realidade das famílias que convivem com as drogas, tem pouco conhecimento sobre o assunto e acaba se deixando levar por algumas ilusões, que são transmitidas na mídia e atingem a grande maioria da população, fazendo com que as famílias continuem a "espera de um milagre"

O que um familiar precisa fazer se quiser ajudar seu parente que está usando drogas é BUSCAR AJUDA PRA ELE, em grupos de ajuda, não se iludam que clinica salva alguém, é apenas um tratamento paliativo, um breque na compulsão, a recuperação mesmo começa aqui fora.

O papel do familiar é se cuidar, buscar conhecimento para saber como agir assertivamente, ou seja, sem facilitar o uso do dependente quimico o ajudando a se matar e saber estender a mão pra não abandona-lo a própria sorte.

É uma caminha muito difícil posso afirmar como esposa de um dependente químico, e sozinha e sem informação de qualidade eu jamais conseguiria.

Mais uma vez reforço a importância de se buscar ajuda em grupos pra FAMILIARES, vão algumas sugestões:

www.amorexigente.org.br
www.naranon.org.br

Um bom dia e fiquem com Deus

3 comentários:

  1. Bom dia Kel , td bem com vc??? Ler o seu post só me reafirmou o que eu já penso, a clínica não recupera ninguém, não usar drogas lá dentro é fácil, mais o mundo não vai parar por causa dos problemas de nossos adictos e eles não podem ficar lá pra sempre! Gostaria de me indicasse grupos de apoio , ou psicologos em são paulo.
    Entrei nos sites que indicou para apoio aos familiares mais não encontro os endereços...
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. no site do Amor exigente clique em localize e depois clique em localize um grupo, do naranon aqui só abre o de sp http://www.naranonsp.org.br/ ai é só clicar em onde estamos...psicólogos...eu particularmente não conheço algum pra indicar, mais sei que em faculdades como Mackenzie e São Camilio são oferecidos tratamentos gratuitos, é só procurar no google o telefone...espero ter ajudado

      Excluir
  2. Na boa, se eu tivesse um pai chato que defeca pela boca como o chico eu também usaria drogas no minimo! MJGR

    ResponderExcluir