quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

durante a Primeira internação -Retrospectiva




quinta-feira, 21 de junho de 2012



é preciso SE aceitar para SE modificar...

Bom dia a todos...

Estive pensando muito ontem a noite sobre a aceitação, nós codependentes falamos muito em
Aceitar o que não podemos mudar: e logo ja vem na cabeça, não posso mudar meu ente querido. Coragem para mudar o que posso: ai pensamos posso mudar meus comportamentos para assim ajudar meu ente querido.
Serenidade pra saber a diferença:...ai..parei...e comecei a tentar entender quais as diferenças..

Bem nas duas primeiras frases aceitamos e modificamos, porém sempre pensando no outro AINDA...é...não que esteja errado...mais não podemos parar por ai...

Então percebi que eu estava aprendendo a ME aceitar...e assim estava ME modificando...

Percebi isso quando me peguei na visita reagindo as manipulações do meu marido, e depois veio uma sensação de tristeza e medo..Ai comecei a mudar minhas atitudes, passei a ouvi-lo e a não reagir, eu estava pensando antes de falar, estava agindo, e troquei o medo que eu sentia por entregar nas mãos de Deus.
Assim eu estava pensando em mim, não estava permitindo me machucar, eu parei de pensar nele e concentrei meus pensamentos em MIM, por ele só posso pedir que Deus o ilumine e tentar ser assertiva.
Só que pra ser assertiva eu não preciso ficar remoendo os miolos da minha cabeça pra saber o que dizer o que fazer..mesmo pq sou um ser humano passivel de erro...o unico ser perfeito que não erra é Deus e ainda irei errar bastante nessa vida.
Quando me aceito consigo enxergar com mais clareza meus erros, sem pressa, sem cobranças, e ai encontro a serenidade para entender como eu devo agir pra mudar a MIM...independente se vai trazer resultados perante o meu marido...se trouxer ótimo se não trouxer Deus se encarrega de guia-lo e está nas mãos do meu marido escolher quais caminhos seguir.

Mudando o assunto...ontem meu marido pediu que me ligassem pq era dia de ligação e ele queria muito falar comigo, pra se desculpar, liguei então e conversamos...eu mais ouvi do que falei...me limitei a responder..fiquei tranquila...mais não empolgada de felicidade...eler econehceu e subiu um degrau...mais sei que ainda tem uma longa escada pela frente...

Bjus a todos e que Deus esteja hoje e sempre na vida de vcs


Nenhum comentário:

Postar um comentário