quinta-feira, 7 de novembro de 2013

os semeadores





Olá galera,  passei o dia fora, fui em uma visita em um hospital afastado aqui em São Paulo pra poder avaliar uma reforma, durante o trajeto tinham mais 4 pessoas comigo, assuntos: saúde pública, governo, politica e sinceramente são coisas que todos sabemos que acontecem, mais quando estamos perto e ouvimos como é o esquema, caramba você pensa, vou denunciar, pra quem?..kkk chega a ser piada, se quem ta la em cima se bobiar ta no comando.

Então por um instante eu fui desanimando e imaginando que mundo é esse e que pessoas são essas, não sou melhor do que ninguém mais sinceramente nunca foi do meu feitio tirar vantagem de ninguém ao contrário minha doença (codependência) me leva a deixar com que pessoas façam isso comigo..kkk

Enfim, como disse não sou santa, não sou perfeita, mais se tem uma coisa que não sou é mentirosa e pilantra, e ouvindo tais histórias é como se eu sentisse que nasci no planeta errado, descaso, abuso, interesse, jogo de vaidade, PRA QUE E POR QUE?

Depois do momento revolta, me lembrei que a pouco tempo atrás eu sonhava em mudar o mundo, o outro, UTOPIA, descobri que só posso mudar a mim.

Hoje sei que o mundo é o que é, as pessoas são o que são, e que todos estamos caminhando pra uma evolução, e que infelizmente as pessoas na sua grande maioria só aprendem na dor, como será essa dor ai já nem filosofo deixo essas coisas pro Poder Superior, afinal também já sei que não sou Deus.

Então vivemos nesse mundo cão, não posso muda-lo e nem as pessoas, desanimador né?

Não o Poder Superior é tão bom que ao chegar no local e conversar com a supervisora, ela nos apresentou suas condições de trabalho, totalmente improvisado, móveis velhos e com cupins, no setor administrativo ela guardava suas coisas em uma estante de sala, geladeira pros funcionários guardarem sua comida, só tinham porque fizeram uma vaquinha e compraram uma na feria da barganha.

Essa supervisora não pensem que era uma mulher que reclamava, ela nos mostrava as condições de trabalho e caia na risada

Essa supervisora não pensem que por esse motivo era acomodada, ela nos disse o seguinte: Quando meus funcionários estão destimulados digo a eles, imagina se fossemos ficar aqui parados sem fazer nada, chegaria o final de semana mais rápido do que o horário de ir embora, imaginem quando vocês consertam logo um equipamento, existe uma pessoa que vocês ajudam, quanto mais equipamentos consertados, mais pessoas são ajudadas, assim vocês fazem uma boa ação ajudam ao seu próximo, cumprem seu papel na sociedade e tudo melhora ao redor.

E assim ela diz que mesmo naquelas condições péssimas de trabalho eles produzem e se dão muito bem.

Saindo de lá pensei, realmente o mundo cão, mais na boa, eu vivo aonde?

Já que não posso muda-lo é melhor eu ao menos fazer do ambiente que eu vivo um lugar feliz de se viver, isso me lembra uma frase que vi no face q eu adoro " Antes de sair mudando o mundo, conserte primeiro a sua casa"

Se cada um fizer a sua parte aonde lhe cabe, estaremos plantando sementinhas que irão crescer, não, não me iludo que ainda verei com meus próprios olhos essa mudança, mais ela precisa começar.

E acredito que nós já demos o ponto de partida quando nos damos conta que devemos mudar somente a nós mesmos.

Somos semeadores, plantando sementes de uma vida melhor e quem sabe daqui algumas gerações realmente possamos viver em um mundo onde ninguém mais precisará morrer de fome

Um comentário: