quarta-feira, 30 de outubro de 2013

amenizando a Dor



Olá galera, bom dia

Nesse mundo em que vivemos, existe de tudo.

Falando do ser humano de uma forma geral, vivemos em busca do prazer e evitando sentir a dor, cada qual tem uma forma de realizar essas buscas, mas se pararmos pra analisar, todos vivemos assim.

Buscando prazer e evitando a dor.

Nessa busca, existem os que conseguem mais equilibradamente se manter e existem os que vão a extremos, não digo só em dependência química, mas várias outras formas nada saudáveis para se obter o prazer.

O que observo é que quanto mais intenso esse prazer e quando mais nos desgastamos para alcança-lo, mais consequências acabamos por sofrer.

Agora falando especificamente de quem convive com a dependência química.

Eu me tornei codependente agindo de uma forma exagerada para evitar sentir dor, e buscando que o outro se modifica-se para que ai sim eu pudesse sentir prazer.

Vivi muitos anos dessa forma, e vivendo de forma exagerada acabei sofrendo consequências que me abalaram bastante.

Hoje eu encontrei um caminho para me sentir em paz e viver harmoniosamente, não evitando a dor e nem desesperadamente em busca do prazer, mas aprendi a caminhar entre esses extremos e conseguir colher bons frutos ou boas consequências com a minha mudança de postura.

Hoje com a ajuda dos grupos e do poder superior que sem ele eu não conseguiria, eu consegui encontrar minha paz, mesmo com meu ente querido estar vivendo uma fase de autoengano, mesmo eu não tendo o controle sobre o futuro, hoje eu tenho equilibrio pra viver  minha vida em paz, pra fazer planos e seguir com esperança.

Pois hoje eu aceitei que não posso e nunca irei controlar nada a minha volta, só poderei controlar a forma com que agirei perante as situações.

E o meu sinal vermelho só ascende agora quando EU começo a não me sentir bem, se começo a ficar incomodada, trato de fazer um inventário de meus pensamentos e atitudes e ESCOLHO mudar a frequencia de meus pensamentos.

Não me iludindo ou me autoenganando, mais mudando o foco para as coisas que estão dando certo.

Hoje quando penso nas atitudes do Dú, eu não me iludo achando que não importa o caminho que ele está trilhando que ele conseguirá, hoje eu tenho uma perspectiva real da situação, sei que a forma com que ele conduz as coisas o levarão a outras recaídas, porém eu não fico focando nisso, quando penso sobre isso faço uma oração e entrego ao meu PS.

Então ai sim, mudo o foco pra algo de positivo e com uma perspectiva real da minha vida hoje, que são meus filhos, meus planos, meus amigos, minha recuperação.

E quando vejo tudo o que tenho de bom, o medo não chega mais até meu coração.

E assim tenho caminhando

Abaixo segue uma palestra de 25 minutos mas com uma mensagem muito bonita

Fiquem com Deus

AS SETE CHAVES PRA FELICIDADE (CLIQUE AQUI)



Nenhum comentário:

Postar um comentário