terça-feira, 24 de setembro de 2013

a codependência vai além de viver a vida do adicto, ela vive focada no OUTRO




Bom dia Galera...

Voltei aos grupos presenciais, semana passada fui ao AE, e pretendo continuar voltando.
Sai dos grupos virtuais, o que eu tinha que aprender por lá acredito que já tenha aprendido, achei melhor me afastar.
A codependência tem haver com tomar conta da vida do OUTRO, esse outro muitas vezes não é o adicto, as vezes transferimos nossa codependência pra outras pessoas e eu estava transferindo para os grupos virtuais, então decidi me afastar, havia trocado a vida de um adicto por outras dezenas de codependentes..kkkk

Me fez bem, pude concentrar minhas energias em outros assuntos, pude dividir melhor e mais equilibradamente meu tempo.

Sabe tanto adictos quanto os codependentes, chega uma hora em que precisamos ter uma vida "normal", viver coisas normais, e não só grupo...grupo e grupo.
Nunca devemos abandonar, o grupo é um remédio que devemos tomar pelo resto da vida, porém acredito que com o tempo a dose vá diminuindo conforme vamos nos fortalecendo, e assim continuamos a tocar a nossa vida.

Nunca havia pensado em parar com o blog, passou pela minha cabeça isso esses dias, mais vi que ia mais me prejudicar do que ajudar, afinal aqui é uma dosezinha diária que eu tomo o remédio da recuperação, onde eu me lembro de onde vim e pra onde eu não quero nunca mais voltar.

Minha dificuldade tem sido manter o equilibrio das minhas emoções, por mais que eu hoje seja uma pessoa mais tranquila, ainda me deixo levar muito pelas emoções alheias, principalmente a do Dú o qual eu tenho maior convivência.

O outro ainda me afeta bastante, apenas aprendi a colocar logo o carrinho no trilho quando ele da uma descarrilhada, ta na hora de aprender a manter esse carrinho por mais tempo firme em seus trilhos.

Deixo essa mensagem a vocês:


   Habitua-te a não tomar decisões importantes, sem que recorras à inspiração da prece.
A oração areja-te os pensamentos e coloca-te em sintonia natural com os Planos Superiores.
Não há rogativa sem resposta.
No mínimo, a prece há de concorrer para a tua serenidade de espírito, contrapondo-se à tormenta ao derredor.
Nada decidas, contando apenas com os teus próprios recursos de discernimento.
Habitua-te a orar antes de agir e, mesmo não acertando em tudo, as consequencias de teus erros serão amenizados.

Do Livro:- Senhor e Mestre
Médium - Carlos A. Baccelli - Espírito Irmão José

Um forte abraço, fiquem com Deus

Nenhum comentário:

Postar um comentário