segunda-feira, 26 de agosto de 2013

como Perdoar?



Bom dia Galera...

Final de semana em paz graças a Deus, vou falar sobre o perdão pq aconteceram coisas na sexta que depois de ir a palestra espiritual e passar pela assistência espiritual no domingo eu entendi o pq de certas coisas.

Recapitulando, sexta feira o Dú me ligou e começou a querer brigar, passou de estágio das lamentações para a manipulação e quis partir pras ofensas, resultado eu extremamente irritada, desliguei celular e telefone pra não ter que falar com ele e não brigar.

Eu vivi durante muito tempo esse tipo de situação e morando debaixo do mesmo teto ficava dificil de não ouvir eu era obrigada a não ser que eu chamasse a policia pra conseguir sair de casa, ou então saisse de casa de vez e não voltasse mais que foi o que resolvi fazer.

Eu já perdoei ele pelo passado, mas quando esse passado vem a tona os mesmos sentimentos de raiva nascem em mim novamente, essa raiva é uma armadura que eu aprendi a usar pra me defender e não ser permissiva, porém esse tipo de armadura não é a ideal pq me machuca e as pessoas que estão ao meu redor.
Quando estou com raiva me torno uma pessoa ignorante, e acaba sobrando pra quem não tem nada haver com a história.
Pois é mais então como eu faço pra me defender, eis a questão?
Pra quem ta de fora pode parecer simples mais pra mim quando chego no estágio raiva é pq ja tentei de tudo e não deu...rs..

Então domindo no aconselhamento espiritual, o senhor me perguntou a quanto tempo eu não chorava, eu respondi que havia chorado ali no inicio da palestra, mais não de tristeza e sim de emoção.
Ele me disse: você se emocionou pq vc gostaria de ser aquilo que vc ouviu, e pq vc não se permite ser você?
Eu respondi: Eu não sei, eu estou em uma fase que é como se eu praticasse o mesmo exercicio várias vezes, estou me esforçando, mais parece ser tão difícil tem horas.
Ele segurou na minha mão, olhou nos meus olhos e disse: perdoa minha filha, perdoa as ofensas das pessoas, perdoa a incompreensão, perdoa a ausência, apenas perdoa você verá como ficará mais leve esses exercicíos.

Agora voltando que somos responsáveis pelos nossos sentimentos e só podemos modificar a nós mesmos, não interessa o que o outro faça ou tente fazer comigo a raiva é minha e perdoar não é um favor que faço a ninguém e sim a mim mesma.

Quem sai ganhando com o perdão primeiramente sou EU.

Gente não é fácil, não mesmo, pq perdoar não é ser conivente com atos alheios.
Perdoar não é fingir que nada aconteceu
Perdoar não é aceitar tudo

Perdoar é não se magoar, não deixar o coração sangrar quando alguém lhe faz alguma injustiça.

Eu não sei perdoar, não assim de cara de imediato, peço muito a Deus que me ensine o verdadeiro Perdão que ele me ensine a me perdoar e ao meu próximo.

Eu seguro minha mão na sua uno meu coração ao seu para que juntos possamos fazer aquilo qu sozinho eu não consigo

Concedei-me senhor a serenidade necessária para aceitar o que eu não posso modificar, coragem para modificar o que posso e sabedoria para distinguir uma da outra.

Força, Fé e Alegria

Só Por Hoje

Fiquem com Deus


 

5 comentários:

  1. Lendo seu post me pareceu que estamos exatamente nessa aula: perdão. Não estamos passando por essa prova toda à toa, e enquanto não conseguimos aprender a lição, a tarefa recomeça e recomeça e recomeça.....já me peguei perdoando coisas que ha alguns anos atrás me pareceriam imperdoáveis....aceitando o inaceitável, e tendo que pedir perdão a mim e a outras pessoas pela pessoa que eu fui e pela intolerância. Enfim é pra isso que estamos nesta vida, nesta terra e nesta família, para evoluirmos, tomara que estejamos fazendo a nossa "tarefa de casa" de forma correta.

    Bjussss,

    Janete

    ResponderExcluir
  2. Kel, infelizmente na hora da raiva realmente perdemos o tino, o sentido e acabamos ofendendo, brigando, e fazendo muito mal aos outros e a nós mesmos... isso é normal, acho que pra não ser assim só conseguindo separar muito as coisas, sendo muito superior, ter muito dominio sobre si mesmo... e mesmo assim acho difícil... e depois de passar por tantas circunstancias desagradaveis e dolorosas essa é a nossa reação. Mas aos poucos vamos aprendendo a nos dominar a elevar os pensamentos e melhorar os sentimos o clima... e com certeza ate a perdoar...
    TMJ
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Bom, perdoando conseguimos acabar com a mágoa, o sentimento de raiva e ressentimento, mas não significa esquecer, deletar o que aconteceu da memória e continuar permitindo que pisem em você ou que te prejudiquem. Acho importante dizer que, mesmo perdoando, as vezes não dá pra continuar convivendo com a pessoa ou dar um novo voto de confiança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. está certíssimo anônimo no que diz "continuar permitindo que pisem em você ou que te prejudiquem. Acho importante dizer que, mesmo perdoando, as vezes não dá pra continuar convivendo com a pessoa ou dar um novo voto de confiança" não digo esquecer mais quando perdoamos conseguimos lembrar sem sofrer entende...perdão e confiança são coisas diferentes, eu já o perdoei por muitas coisas, mas a confiança em voltar a morar com ele ainda nem ferrando....pode ser que um dia eu volte a ter essa confiança ou pode ser que não...o que sei é que só por hoje eu não confio...ele precisará reconquistar o que jogou fora ;)

      Excluir
  4. Pois é, por isso que escrevi isso. Dá pra perdoar e isso faz um bem enorme, mas a confiança é difícil recuperar.

    ResponderExcluir