sexta-feira, 26 de julho de 2013

por quê?




Bom dia galera

Lendo um post da querida "dona barriga", me peguei de novo fazendo essa pergunta, por quê?

Porque existindo tantos dependentes quimicos, uma epidemia como dizem os noticiários (isso por que mostram somente a ponta do Iceberg na minha opinião), por que os grupos de ajuda a familiares ainda são em menor numero se comparando com os grupos de adictos?

Por que o número de frequentadores é inúmeras vezes menores do que aos adictos?

Então paro e olho ao meu redor, e vejo adictos cujo tem uma vida aparentemente normal, vejo familias se autoenganando pra não enxergar a realidade.

E quando essa mesma realidade gritar na cara de todos, somente ai é que se começa a fazer algo para mudar, somente quando a realidade conhecida como Cracolandia, bate em nossas portas que a maioria se meche, e muitas vezes nas inúmeras tentativas de curar uma doença incuravel acabam optando pelo abandono, não por falta de amor, mais não saber mais sofrer.

E tudo isso por quê? Falta de conhecimento, falta de informação do que é a dependencia quimica do que é a codependência.

E também "dona barriga" concordo em gênero número e grau que familia em recuperação tem muito, mais muito mais chances de levar o adicto a se recuperar também.

Somos uma rede de blogs que grita ao mundo o que vivemos, como vivemos e aonde encontramos forças e como conseguimos dar uma virada em nossas vidas, ajudando a nós mesmos e muitas vezes também ajudando ao familiar que usa drogas.

Já fizeram reportagens com nossos blogs, até em Portugal conseguimos de certa maneira fazer com que ouvissem ao menos um sussurro de nossa voz.

O que falta pra algum grande veiculo de comunicação fazer uma matéria séria sobre o assunto?

Séria e informativa.

Chega de mostrar somente cracolândias e familias desesperadas atrás de seus queridos.

Mostrem o que é de fato essa doença.

Como o cancêr de mama, um exemplo, se fazem capanhas informativas de prevenção, de grande alcance, não ficam  mostrando mulheres mortas ou sem seios com marido que abandona.

Mostram a doença como ela realmente é.

A dependência quimica também é uma doença, porém só se pegam no assunto marginalidade, é uma realidade? Sim é, mais não é só isso.
E infelizmente é só isso que se mostra.

Então dependência quimica fica ligada á marginais e cracolândia.

Engraçado como não falaram mais nada sobre a morte do cantor Chorão do Charlie Brow Junior, ta ai uma dica a vocês, e um gancho pra uma ótima matéria.

Chorão não viveu nas cracolândias e morreu devido ao uso de drogas, aproveitem quando a morte dele completar um ano e em sua homenagem façam uma reportagem, não somente sobre a vida dele, mais sobre vidas e familias que vivem essa doença.

E comecem a mostrar aonde se encontra ajuda antes de chegar a um dos 3 finais: Caixão, Cadeia e Clinica.

E a você familiar lhes digo você, não Causou, não Culpado e não pode Curar.

Busque ajuda

www.amorexigente.org.br
www.naranon.org.br

Fiquem com Deus


3 comentários:

  1. Vendo sua postagem, tive um "despertar": criar um abaixo-assinado para enviar aos veículos de comunicação. O link para assinar é esse http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/11501 . Veja o que acha... Agora é só divulgarmos! Bjão! TMJ!

    ResponderExcluir
  2. http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/11501

    ResponderExcluir