segunda-feira, 22 de julho de 2013

e agora será que Cola?




"Cristal quebrado não cola jamais
Sonhos feridos não curam não sai"


Bom dia galera!!

Final de semana tenso, não pra mim graças a Deus, pro Du, pra mim foi normal com momentos de ter que pedir ajuda pro papai do céu, mais perder a serenidade graças a Deus não...rs

Comecei o post com essa frase ai porque é assim que estamos em relação a sentimentos, nos ferimos demais, nos despedaçamos em várias partes, depois da adicção ativa o que restou? Cacos pelo chão, eu to colando os meus...rs...ele está procurando as peças dele ainda.

O que tenho percebido, podemos até casar de novo...rs...como ele me disse, mais nunca mais seremos os mesmos, podemos ser melhores...rs...dependerá de cada um de nós querer...eu tenho tentado fazer minha parte.
No sábado e domingo o Du estava embarulhado..ou colado como ele diz, mas analisando os fatos posso dizer que pelo menos pra mim, teve crescimento, vamos aos acontecimentos:

Sábado eu estava numa TPM de da medo, super hiper irritada, como aprendi que não devo me cobrar de mais, parei de ficar questionando os motivos, o que será que fiz errado pra estar assim ó meu Deus!! Não dessa vez me vi irritada, nervosa e pensei to irritada mesmo sem motivo é TPM PS me ajuda..e o dia foi passando fui me acalmando
O Dú foi em casa a  tardinha, ficou com as crianças, e convidei vamos comer uma pizza? Ele topou.
Ele também tava de TPM..kkkk autopiedade em pessoa, que ninguém me ama, ninguém me quer, que minha mãe não olha na minha cara, que seu pai fica com cara feia, que eu não sei viver sozinho....eu tentei falar algo do amor incondicional que ele poderia tentar aplicar nesses caso,  toda carinhosa falando ele me responde: que mané amor incondicional eu sou um ser humano, não sou santo.
Eu respirei contei até 10 pedi mais uma vez, senhor Deus me ajuda, e um pensamento veio, fica quieta deixa ele fala.
Ordem dada ordem acatada...fiquei quieta ouvindo as lamentações dele, e enquanto ele falava eu pensava, PS devolva a sanidade deste ser humano..rs
Depois dele tanto se lamentar eu amorosamente lhe disse, Du essa é sua doença a adicção faz você sentir....
Ele não deixou eu terminar....não adianta eu tento ser amorosa, mais só "fununcia"...com a marreta...kkkkk...
Ele irritado: chega que mané adicção, isso não tem nada haver com adicção...
Ai peguei minha marreta e soltei: A não vc está curado então, falou senhor ex adicto.

Ele me olhou quieto e disse, eu não aguento mais, não to dando conta.
Eu pede ajuda caracaaaaa....mais vai pedi ajuda no NA, a única coisa que posso fazer por você é lhe dizer, tu tá vivendo no mundo fantástico de Boby, dando realidade as suas insanidades, ta ai nervosinho com um bando de coisa que você não tem o poder de controlar "ozotro", e nem está sentindo o gosto dessa pizza de mussarela maravilhosa.
Ele parou olhou pro prato e disse: é verdade está uma delicia.
Eu respondi: Então bora muda o rumo da conversa!!

Conseguimos voltar pro presente...rs...depois de comermos  a pizza fomos passear na avenida paulista, a noite estava agradável, sentamos na calçada e tomamos sorvete ficamos la um tempinho, conversando sobre um monte de coisas, indo embora pra casa ele me disse: queria me sentir sempre assim bem, parece que tirei um peso das costas.
Eu respondi: Tá vendo como é bom colocar em prática o programa dos 12 passos...rs...
Ele foi pra casa dele e eu pra minha

Domingo:

Fomos a festa de aniversário da filha da minha madrinha (ti amu nega),  foi muito legal, as crianças se divertiram, minha pequena se lambuzou de chocolate, e na mesa dos companheiros só refrigetante....kkk...chop geladinho passando e os homens: não..rs

O Dú é muito tímido, um companheiro puxou assunto com ele sobre NA...enfim o bichinho é cabeça dura e acho que ele só vai ouvir se um dia Jesus se materializar na frente dele e dizer: vai pra sala meu filho..kkk
Saímos da festa com o Du me dizendo: não adianta eu não me identifico com NA...e blablabla....
Eu nem respondi.
Chegamos em casa, ele ficou brincando com nosso filho e eu fui assistir um filme "Alice no pais das maravilhas" amei inclusive depois vou fazer um post com uma lição que tirei desse filme mais fica pra amanhã.
Voltando, estava tudo bem, fiz pipoca, minha filha dormiu, o Dú brincando com nosso filho no computador, ai de repente o senhor blablabla começa:
-- Que não vai dar certo, uma hora vai sair merda, não aguento mais cara insatisfeita pro meu lado, porque seu pai isso, aquilo.
Eu respirei fundo e pedi PS me ajuda, porque eu conheço e bem esse filme, já vivi ele umas trocentas vezes e sempre acabava em quebra pau.
Continuei ouvindo ele falar, então começou a manipulação.
- Porque depois que sair briga você não reclama.
Eu respondia:
- Olha eu não vou morar com você, e tem mais só saio da casa dos meus pais quando eu comprar a minha casa, pode falar o que quiser, antes nego não saio.
- É as pessoas só se preocupam em se adiantar, os outros que se lasquem
- Azar o seu, corre atrás do prejuízo e resolve a sua vida, pq eu não resolvo mais ela pra você, se vira.
Ele continuou tentando me manipular, dizendo que meu pai isso, meu pai aquilo, e que ia sair merda, eu respondia problema de vcs dois.
Ele continuava, uma hora me enchi e interrompi
- Escuta essa é a casa dele, se você brigar com ele
- Tá vendo já está me acusando, eu brigar, eu
- Tá desculpa vamos inverter, seu meu pai brigar com você o que posso lhe dizer, quando um não quer dois não brigam, você já aprendeu que a raiva é sua, e se por acaso você brigar, desculpa se meu pai brigar com você e você revidar se já está ruim pra ti vai ficar pior, pq de casa eu não vou sair.
Ele ficou quieto.
Ai minha filha foi bajular o papai, e o Dú me solta:
- Isso aqui que me da forças, ela gosta de mim, de verdade, é uma criança inocente e me mostra o amor que ela tem por mim.
- Dú porque você tem a necessidade de que alguém mostre a você, que você é uma boa pessoa? Você é uma boa pessoa, o G. filho da minha madrinha que ficou internado contigo, disse a ela " o Dú tem um coração enorme". Pq vc não enxerga isso em vc? Se ame, se valorize, vc tem defeitos mais também tem qualidades igual a qualquer um, se aceite.
Ele ficou me olhando com os olhos cheios de lágrimas, eu disse a ele.
- Isso ai é problema de aceitação, fazer o 1 passo escrito, seguindo o guia de passos do NA me ajudou muito.
Ele
- A mais você sabe que eu não me identifico com NA
- Então tá, procura uma psicóloga, terapeuta, sei lá, mais você precisa de ajuda pra aprender a se aceitar e superar essa dificuldade que você tem, a questão é você tem dinheiro pra isso, pagar uma terapia?Não, então, NA é de graça, eu que não sou adicta to usando o guia de vcs.
- Mais eu não me identifico já disse
- Porque você não se identifica?
- Porque eu me sinto mau falando sobre adicção
- Mais o que faz você se sentir mau exatamente?
- A não sei, eu não gosto
- Mais pq qual o motivo?
- Porque eu não queria ser um adicto.
- Tá vendo como você não se aceita, você não queria ser, mais é, você queria ser curado mais não existe cura, existe controle apenas, quanto mais rápido você aceitar isso menos você sofre, ou vai esperar a sua realidade te provar?
- Não se ta louca!
- Então, ta esperando o que?
- Você tem essas perguntas do primeiro passo ai?

Foi assim gente, nossa relação tem sido assim, quando em aproximo dele e vejo que ainda ele se perde demais, me sinto insegura e por isso não me jogo, e não vou mais me jogar não.
Hoje tenho consciência que estamos construindo uma nova relação, e se ele não se manter limpo ao menos será impossível, esse é apenas o primeiro passo, depois vem as mudanças, minhas e dele, e somente com o tempo vamos colando os caquinhos desse cristal que quebrou, o resultado de como ficará?
Impossível prever.
Pode ser que no decorrer do tempo nossas peças não se encaixem mais, pode ser que sim.
Podemos moldar um outro cristal mais bonito e mais forte ou não.

Hoje minha preocupação não é essa, já entreguei das mãos de quem sabe o que faz, hoje minha preocupação é em me tornar uma pessoa melhor, apenas.

O resto é consequência e pelo menos hoje tenho tranquilidade pra dizer que SEJA O QUE DEUS QUISER...e será bem aceito por mim.

Fiquem com Deus



3 comentários:

  1. Brilhante como sempre, Rachel...assertiva! Bjusss

    Janete

    ResponderExcluir
  2. Oi querida, conduziu muito bem o "diálogo"e chegou no fundo da questão: ele não aceita ser adicto. Simples assim... talvez o primeiro passo tenha sido dado (ou não). Mas lembre-se você não é terapeuta dele, ajudar é uma coisa, fazer o papel que não é sei é outra. Só estou dizendo isso pois eu estava cometendo este erro e fazendo papéis que não eram meus...Com o Caiçara, por exemplo, sem perceber me peguei sendo a terapeuta/companheira de NA (como né? nem adicta eu sou)/mãe/etc...Eu sou sua mulher e mãe do nosso filho, e é só esse o papel que faço daqui em diante. Amiga, ótimo post mesmo! Feliz por você! Serenidade...

    ResponderExcluir
  3. realmente amiga...tenho q tomar cuidado pra não fazer o papel q não é meu...mesmo pq disse a ele: o homi nem sempre eu to bem pra conversar sabia?...um tempo atrás eu me pegava me preocupando com isso...hoje tento só fixar meus pensamentos nessas conversas quando estamos juntos...fora isso to focando bem em mim..tentando ao menos...obrigada tmj mulé

    ResponderExcluir