terça-feira, 18 de junho de 2013

serenidade





Bom dia povo...tudo bão com vocês??

Vamos falar sobre Serenidade, a tal Serenidade...

Sabem um dia eu vivi assim, há hoje meu marido ta bem, trabalhando, passeamos...ai simmmm...estou em paz

Puts hoje ele ta irritado, brigando por tudo, costumava dizer ta doidho...rs....ta dificil manter a serenidade

Então depois em seguida vinha o uso da droga, pronto minha serenidade foi pro espaço fiquei doidha igual a ele....hehehehe.

Até isso eu condicionava a ele a minha SERENIDADE...rs..

Vamos combinar a Serenidade vai embora rapidinho, quando a atitude de alguém seja quem for aditco ou não, nos afeta diretamente, um exemplo:

Um sujeito no trânsito te da uma fechada e você quase bate o carro, pronto serenidade foi pro espaço.

Você fazendo compras na 25 de março, um "trombadinha" rouba sua carteira, serenidade foi pro espaço

Você sestá na fila do hospital e demora umas 5 horas pra ser atendida, serenidade foi pro espaço.

O ideal seria que nada nem ninguém fosse capaz de nos tirar a "tal serenidade", mais ainda não nos formamos senhoras e senhores Dalai Lama ou Madre Tereza, então, é aceitável que certas situações nos ainda perturbem, mesmo que aprendemos a não descontar nos outros "tais revoltas", essas situações ainda nos pertubam.

Voltando a quem convive com a dependencia quimica de um ente querido que está na ativa total, sabemos que infelizmente essa pessoa adoecida tem atitudes cada vez mais insanas, contra ela propria e contra quem está ao redor, e é muito dificil de se conviver com uma pessoa que te desrespeita, agride, rouba, humilha, sabemos que tudo isso é tem muito haver com a doença mais não é porque ele tem uma doença que devemos virar santos e aceitar tudo o citado acima.

Voltando ao ensinamento, não faça com o outro o que não gostaria de que fizesse com você, também não é válido justificar violência contra esses porque são violentos.

Como ensinar alguém a amar?

Como ensinar alguém a respeitar?

Ame e respeite, a ele e a si proprio.

Não se permita ser maltratado por justificativa alguma, use dos meios legais pra se preservar se necessário.

Exija respeito  e respeite também

Trate a ele como gostaria de ser tratado, de forma justa e com amor.

Não vou ficar dando sugestões de atitudes a ser tomada, vou contar o que fiz DA MINHA VIDA.

Meu ex marido, não me respeitava, me prejudicava financeiramente, só nunca me agrediu, eu por vezes tentei ensina-lo a me respeitar "nas palmadas" o tratando do mesmo jeito que ele me tratava NUNCA ADIANTOU.

Somente o dia em que eu decidi ME PRESERVAR, separando totalmente a minha vida da dele, foi que este entendeu o recado.

Somente quando eu parei de abaixar pra ele montar em cima, foi que ele mudou comigo, agora o rapaz tem medo de falar comigo e me magoar, pq ele sabe que se ele fizer isso eu me afasto mais ainda...PORQUE HOJE EU ME RESPEITO E RESPEITO A ELE.

Sim ele ainda tenta subir nas costas da moça aqui, mais eu não deixo.

Só consegui chegar nesse ponto quando eu comecei a pedir ajuda e a frequentar grupos...

Ta esperando o que?

Chega de sofrimento!!! Existe luz nessa escuridão, que comece por você...quem sabe seu parente não siga seu exemplo :)

Bjus

Nenhum comentário:

Postar um comentário