segunda-feira, 3 de junho de 2013

ja é Segunda!!!!




Bom Diaaa..galerinhaa..!!!

Depois de um feriadão prolongado, com friuzinho e chuva aqui em sampa....bora começar a semana...e bora atualizar "meu diário"...rs....vamos aos fatos!!

Quinta-feira: Acordei estranha, na verdade não tinha vontade de levantar da cama, ansiosa, triste, desanimada, eu orava, rezava e nada parecia adiantar, estava fazendo tudo no automático, o Du me ligou disse que queria passar pra ver as crianças, eu permiti e o avisei que as 18:00hs ia sair ir pro Naranon, minha prima foi em casa também isso eram umas 15:00hs, nesse tempo o Du tentava se aproximar mais eu saia de perto ficava dando atenção a minha prima e ele as crianças, quando eu estava me trocando pra sair....apareceu o "zagueiro" e  começou a marcação cerrada..kkk...e eu "driblando" e me arrumando e ignorando, consegui me arrumar pra sair e o "zagueiro" começou a apelar...eu andava, ele em segurava, eu saia na frente ele corria atrás e me parava, depois das chorumelas dele de sempre e de eu ignora-lo...ele me solta:
Du: Se vc não ficar comigo dia 05 quando receber volto pra ativa
Eu: Sem pensar respondi, boa sorte, se o fundo do seu poço aindanão ta bom continua cavando, o que posso lhe dizer?? Aonde vou hoje tem Naranon e sala de NA, quer ir junto?
Ele continuou coma  conversa de doido e eu entrei no carro com a minha prima e deixei ele falando, ele deu um grito: espera vou junto!!
Entrou no carro e foi, paramos la na frente ele me chamou de canto, pediu perdão que estava perdendo o controle, eu apenas respondi: A porta do NA é logo ali, vai lá...Ele virou as costas e foi embora.
Eu entrei na sala do Naranon, com minha prima lá ficamos, chegou uma companheira que conhecia apenas pelo Face a Tati...ela não me reconheceu de primeira, quando ela me comprimentou eu respondi: prazer Kel...rs..ela me olhou surpresa e nos abraçamos forte
Queria agradecer:
Obrigada Tati pelo seu abraço, nossa vc não sabe o quanto me ajudou, muito obrigada pelo carinho....
Conheci outras pessoas, uma oputra amiga do Face tb, (Verônica) bjaum....
Partilhamos, comemos, rimos, aprendemos, ensinamos e até minha prima que não tem problemas com adicção adorou a reunião e disse ter aprendido muita coisa...foi muito show..
Cici sou obrigada a concordar...nada substitui um abraço de verdade, os grupos da internet ajudam, o blog ajuda mais aqueles abraços que recebemos nossa....não tem comparação...
Isso foi na quinta...heheh..terminei o dia em paz...amém...apesar das mais de 40 ligações do Du no meu celular não atendidas e depois de chegar em casa e ter que desligar o telefone da tomada...realmente fiquei bem

Sexta...nada demais...em casa, lendo um livro brincando (Marley e Eu)...brincando com as crianças, imbernando um pouquinho...o dia passou tranquilo

Sábado passeio no Sesc com os baixinhos, chegando em casa a noitezinha...comendo uma pizza...e depois cama...dormindo com 2 cobertores que falam e brigam  disputando espaço em cima de mim dizendo: é minha mamãe...kkkk

Domingo: de manhã palestra espiritual, como combinado levei as crianças na casa do pai pra passarem o dia com ele, e os avós...chegando lá, o "zagueiro" volta a marcação cerrada e o "centro avante" teve que colocar em prática a     ginga pra sair do jogo entrar no carro e voltar pra casa...kkk..ufaaa...isso não tem me afetado tanto...graças a Deus.

Eu tinha planejado ir caminhar no museu do Ipiranga, mais papai do céu mandou chuva...ele tinha um plano diferente pra mim...kkkk...então voltei pra casa pra curtir minhas horinhas de folga...rs..

Depois de almoçar com papis e mamis...sentei e estava passando um filme: Comer, rezar e amar...

Caraca amei e me identifiquei DEMAIS, não apenas com a personagem principal, mais com vários deles...tirei muitos ensinamentos das frases ditas no filme, nada que eu já não tivesse ouvido mais pareciam respostas as minhas dúvidas...me emocionaram pois me esclareceram, vamos a elas:

"Você está esperando ele te perdoar por vc ter partido pra poder se libertar? E você já se perdoou?"

Nossa essa foi pra mim...nessa cena a atriz principal sofria sentindo falta do "seu amor" o ex marido, o qual ela havia decidido se separar, pq ela não se sentia feliz casada com ele, ela sentia um vazio, então ela percebeu que desde a sua adolescencia nunca tinha de verdade olhado pra si mesma, apenas vivido a vida dos outros, começando e terminando relacionamentos, e naquela altura da vida ela parou e pensou "caramba eu não sei quem eu sou, não sei viver sozinha" foi então que ela decidiu partir pra essa descoberta de si mesma, porém nesse processo ela sofria demais ao lembrar do ex marido, então ela ficava insatisfeita e triste, na verdade ela estava esperando que ele dissesse a ela: eu te entendo, vai ser feliz que eu ficarei bem...é exatamente isso que estava me deixando "embarulhada" esses dias...eu inconscientemente fico esperando o Du..."me libertar" só que eu devo fazer isso por mim e por ele...

Então ela questiona a um amigo: Como faço pra arrancar ele da minha cabeça, dos meus pensamentos?

Este responde: Veja bem, nós não controlamos nada a nossa volta, não controlamos o mundo, a unica coisa que somos capaz de controlar é nossa mente não nossos sentimentos...então quando vc sentir a falta dele...SINTA....sinta essa falta e  enquanto vc senti-la não fique pensando no que foi ou no que poderia ser, apenas mande muita luz e amor pra ele...e depois apague ele da sua cabeça.

Lembre-se Deus quer que vc abra a porta que vc tem na sua mente para que ele entre e preencha seu coração com paz e amor, mais pra isso vc precisa abrir essa porta, então esvazie sua mente e pare de tentar controlar o incontrolável, apenas confia e você verá coisas mágicas acontecerem...

Outra cena, essa a atriz principal se consultava com uma "local" de bali, que era tipo uma "farmaceutica" digamos assim e essa outra personagem diz a ela:
Eu sei o que é ter um coração partido, dói, meu marido infelizmente não foi um bom marido, ta vendo essa cicatriz na minha testa? Ele acertou o capacete uma vez, e minha filha que na época tinha 4 anos, me pediu que eu me divorciasse, eu amava ele, eu amo ele, mais infelizmente ele não era bom pra mim, e ver minha filha de 4 anos apenas me pedindo pra ir embora, eu não pensei, vendi todas minhas coisas até o tapete do banheiro pra pagar advogado e conseguir a guarda dela, pois vc sabe mulher divorciada aqui em Bali é discriminada e hoje estamos aqui.

Outra Cena:

Ela conversando com um homem o qual acabava de conhecer, ele lhe conta a história de amor dele e o motivo por estar sofrendo após a separação, e depois pergunta a ela e vc? Ela responde há nada demais eramos imaturos e não deu certo. Ele respondeu: Não interessa o motivo, um coração partido é sempre um coração partido

Ta ai...a minha dor é MINHA...rs..indenpendente dos fatos...ela dói mais do que a de qualquer um..kkk
Outra cena:

Ela ja havia conhecido um outro homem e estava apaixonada, então ela estava vivendo momentos intensos ao lado dele, e pra isso havia abandonado a rotina a qual ela havia traçado que era meditar, visitar o guru do local, passear e prestar serviços, assim ela havia conseguido reencontrar o equilibrio pra sua vida...por duas semanas ela não fazia nada que sempre tinha feito, então ele a chama pra uma viajem romântica em uma ilha deserta onde eles passariam 2 dias, porém ela se assusta ao não poder retomar suas atividades e por medo de se perder novamente ela se nega a viajar, esse homem olha pra ela e diz: Vc não aprendeu que o equilibrio está dentro de vc? Que Deus está em seu coração? Então pare de buscar isso fora, em 20 minutos de meditação em visitas ao guru..apenas APRENDA A AMAR VC PRIMEIRO ANTES DE AMAR ALGUÉM SE PERMITA SER FELIZ.

Ela vai embora e não viaja com ele...volta a sua rotina, e em uma das consultas ao guru ela diz que terminou um relacionamento, pois estava abandonando a sua propria vida e tinha medo de perder a paz de espirito e se perder de si mesma denovo, o guru responde:
- Entendo que tenha medo de se desequilibrar e sofrer novamente, o amor faz isso, nos deixa fora do enxi desequilibrados, porém esse desequilibrio causado pelo amor, faz parte do equilibrio da vida.

Gente depois de assistir o filme fiquei pensativa...kkk..tentando encaixar algumas peças dentro de mim...e entendi que...
A vida é assim, quando conseguimos nos manter em paz, temos medo não confiamos em ousarmos novamente, por medo de sofrer, porém se não nos arriscarmos a viver, jamais aprenderemos a nos superar a nos conhecer.
Realmente a paz de espirito deve ser conquistada, sempre em qualqure situação, não da pra nos refugiarmos de nós mesmos criando uma redoma de vidro para que não nos machuquemos mais...

Eu preciso me libertar desse sentimentos...dessa vida que eu sei que não funciona, não agora, pq é recente demais...então to exercitando...sempre que sinto falta dele...do Du...vou Sentir, sem imaginar nada, apenas mandar amor e luz pra ele em minhas orações e depois simplesmente esquecer e viver... :)

Bora voltar ao trabalho...Amo vcs!!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário