sexta-feira, 14 de junho de 2013

cuidado: O peixe morre pela boca!!


Saindo um pouco do foco adicção e codependencia, todas as sextas no meu trabalho temos uma reunião do setor, onde falamos sobre os projetos, os prazos, rotinas de nossa empresa, e de uns tempos pra cá, além de reunião minha chefe transformou em um coffe break, entre nós colegas de trabalho, somos em 6 mulheres no departamento, e nesse “bate papo” inicialmente durante o café, falávamos sobre outros temas, como: filmes, filhos, estética, casamento, maridos, modas de um tempo pra cá os assuntos foram se tornando mais interessantes (pelo menos pra mim), não que os assuntos acima não me interessem, sim claro, mais deixou de ser uma conversa “superficial” passando a ser uma conversa mais profunda digamos, começamos a discutir temas como, violência, dependência química, corrupção, sociedade, política, injustiças, etc, etc.

Eu sempre aprendo algo e também ensino, assim como todas nós, hoje um assunto foi discutido “o caos de São Paulo”, no que acabamos falando de muitos temas, e em um assunto aprendi uma coisa que já ouvi várias vezes, mais dessa vez isso realmente me chamou a atenção, já ouviram dizer que: “o peixe morre pela boca”..kkkk

Pois é...hahaha, não fui eu não galera....foi uma colega...rs

O assunto discutido na hora era a “super população” de São Paulo e os imigrantes que vinham do nordeste, essa colega dizia o quanto isso atrapalhava nossa cidade, enfim expomos nossas opiniões uns contra outros a favor, e ela categoricamente afirmava que a imigração dos nordestinos deveria ser controlada pois isso afetava muito a cidade.
E no meio do debate onde a maioria discordava, essa colega me solta: “Vou dar um exemplo de uma imigração que deu certo, meus avós são da Bahia”...kkk essa hora não preciso dizer que a “teoria” dela caiu por água abaixo....enfim ela explicou como deu certo a vinda deles pra cá.

Sem entrar em debates aqui no blog de qual a melhor solução pra São Paulo...rs..acredito eu que muita, mais muita coisa precisa mudar, porém esse não é o objetivo, pra não sair do foco, voltamos a está frase: “o peixe morre pela boca”

Ai ta um exemplo de como não agir, tomar cuidado ao ser categórico e irredutível em suas ideias, fale e exponha sua opinião, mais OUÇA também.

Pondere e se quer um conselho NUNCA BATA O MARTELO E AFIRME..que sua verdade é a única.

Se lembrem sempre de olhar a vida através da janela do outro, ninguém é certo e ninguém é errado...SOMOS CRIATURAS, buscando a tal felicidade, errando e aprendendo, caindo e levantando.

Perdoem mais e julguem menos ;)...e aprendam a pensar com suas próprias cabeças...não façam de discursos alheios, verdades absolutas...

Fiquem com Deus

Um comentário:

  1. E verdade Kel, devemos manter nossa mente aberta pois nao somos os donos da verdade e nem tudo sabemos.
    a vida e feita de experiencias, ensinamentos e aprendizados.
    bjs

    ResponderExcluir