quarta-feira, 15 de maio de 2013

TRAUMAS





Bom dia Galera

As coisas continuan na santa paz, amém...rs..ontem o Du veio aqui me buscar e depois fomos buscar as crianças na escola, ele foi la em casa ficou um pouco e antes das 20:00 hs já foi embora, ele estava tranquilo, me respeitando e sem chorumelas...uuuuu que alivio...kkkk

Vou falar sobre Traumas, pq hoje consigo enxergar melhor os meus, vejo que ultrapassei demais meus limites e antes que eu "me matasse" meu organismo criou um mecânismo de defesa "Pânico" em situações as quais eu me exponho que já me causaram muito sofrimento, meu organismo reage com informações do tipo: PERIGO, coração acelera, corpo se agita e a vontade é de sair correndo.
Queria deixar claro que não passei com psicologo e nem psiquiatra, não estou me diagnosticando, mas descrevendo alguns sintomas onde conversando com uma pessoa que já teve sindrome do pânico diagnosticada por especialistas, diz serem os mesmos que os meus.

Eu apesar de estar melhorando meu "desligamento emocional" em relação ao meu ex marido (adicto) ainda reajo a ele, mesmo sem querer, exemplo:

Ontem ele me ligou perguntando se podia vir ver as crianças, eu disse que tudo bem, porém logo após a desligar o telefone, minha respiração e coração começaram a dar uma leve acelerada causando uma situação de desconforto, isso me deixa apreensiva, agressiva e com medo, pronta pra me defender de um "ataque" seja "fugindo" ou seja "atacando".

Tenho notado que é exatamente assim que eu reajo quando estou ao lado do Dú, mesmo não guardando magoa, perdoando, sabendo de como agir, eu na maioria das vezes reajo pra me defender de um "ataque" que nem aconteceu..kkkk
E quando o ataque da indicios de acontecer, pense em um soldado pronto pra guerra, armado até os dentes, essa sou eu...kkkk
Ai sai merda...kkk como na sexta
Não me culpo por isso, me aceito já me perdoei por ter me permitido viver certas coisas.
Não culpo ele, já o perdoei por ter feito essas coisas, porém sim ele é responsável pelo que causou, tanto que hoje sofre as consequencias dos atos dele para comigo, nosso afastamento.
E enquanto eu não superar isso, vou continuar no meu canto.
Enquanto ele não me der segurança, não me provar que mudou com atitudes, eu nem penso em me arriscar.
Pode ser que ele se encha da "doida traumatizada" e arrume outra
Pode ser que eu nunca mais supere esses traumas e queira encontrar outra pessoa pra dividir minha vida.
Pode ser tanta coisa
O que eu sei é que quero viver em paz, quero ser feliz e desejo a ele a mesma paz e a mesma felicidade.

Ontem quando disse a ele:
- Eu sou sim cheia de traumas, doida e bitolada..kkk como vc diz, e preciso viver a recuperação, e estou lutando pra isso, tanto que tenho duas madrinhas vc tem todo o direito de ir viver sua vida como achar melhor, assim como estou fazendo com a minha, no final Du, tudo que eu mais desejo pra nós dois é que sejamos felizes e vivamos em paz, juntos ou não, é isso que quero do fundo do meu coração.

Ele respondeu:

- Eu te amo, assim como você é, maluca, doida e bitolada...kkkk....e falando o tempo todo, sobre 12 passos, autoconhecimento, traumas, etc, etc, eu vou te esperar porque a mulher da minha vida é você.

Eu me contendo pra não criar expectativas dei um sorriso e respondi:

- Deixa o tempo passar e veremos se realmente nascemos pra viver juntos e "ser feliz pra sempre"

Ainda não é  hora, porque falar até papagaio fala quero ver é fazer...kkkk

Vamos aguardar, aceitar a situação, confiar e entregar nas mãos do Poder Superior que meu esse cara é porreta..kkkk


Bjus e fiquem com Deus

3 comentários:

  1. Nossa Kel... vc falou de mim?? rs...

    Só de imaginar que meu marido pode ir se drogar eu sinto uma falta de ar, coração começa acelerar me da medo,muito medo!!

    Gosto muito das suas postagens, força, foco e fé!!

    Bjus que o PS de abençoe

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Acredito que, (no meu caso pelo menos), a pior coisa são os traumas! Me geram medos, incertezas, raiva, tristeza.. é uma mistura de sentimento. Às vezes uma única palavra dita pelo meu namorado já me passa mil coisas na cabeça. E digo isso a ele. São marcas da ativa que ficaram em mim. Tento lutar contra isso, mas nem sempre consigo.
    Mas vamos lá.. um dia de cada vez! Ou melhor, um minuto por vez!
    Beijoss

    ResponderExcluir