sexta-feira, 3 de maio de 2013

o Reencontro




Buenas..galera...vamos as novidades...

Ontem o Du saiu da clinica de ressocialização, veio sozinho de ônibus, recebi uma ligação dele no meio do dia me comunicando, durante o dia antes de em encontrar ele me ligou mais umas 2 vezes, com a conversa: não acredito que vc está fazendo isso comigo...e cheio de autopiedade me pediu: posso ir visitar as crianças ou vou te atrapalhar..

Ja estava esperando encontrar um drama de novela mexicana ao deparar com ele, graças a Deus me surpreendi, ele chegou em casa as 19:00hs, as crianças pularam no pescoço dele, fizeram uma festa, era papai pra ca papai pra la....eles estavam eufóricos...tadinhos...foi emocionante...e o Du só sorrisos sem chorumelas...eu dei amém...rs

Ai ele colocou meus filhos sentados no sofá, e falou: vem ca mulher deixa eu te dar um abraço, me abraçou forte, e encheu meeu rosto de beijo..na testa, na buchecha e repetia: ai que saudade de vcs
A conversa foi essa:
Eu:  vai devagar que o negócio não é bagunçado assim não
Ele: Eu sei, vc não tem culpa de não gostar mais de mim, e eu tb não tenho culpa de gostar de vc, to demonstrando meu sentimento
Eu: Hum ta falando bonito..rs
Ele: To bem treinado...rs..a gente tinha reunião de Amor Exigente la, vc sabe qual o 7º principio
Eu: Não lembro
Ele: Tomada de atitude
Eu: é verdade de uma atitude tomada, geramos uma crise e de uma crise bem administrada se tiram resultados positivos
Ele: é eu aprendi a lidar com vcs, não adianta falar nada pq tudo que eu disser vc vai achar que é manipulação, então tenho que fazer
Eu: Hummm bom...isso mesmo fale menos e faça mais, pq falar até papagaio fala...rs...to vendo que ta bem ensaiado ai...rs
Ele: Pois é aprendi da pior forma, fazer o que né..teimosia minha, depois que vc me mandou aquela carta (http://dependenciaecodependencia.blogspot.com.br/2013/02/ta-na-hora-de-enterrar-o-defunto.html) eu quase morri la, mais foi isso que salvou minha vida, me fez pedir ajuda la dentro, lembra o conselheiro "joão" que eu odiava..rs...pois é viramos amigos, aprendi muita coisa com ele, ele me levou pra fazer resgate e eu vi o sofrimento das familias, nossa, as pessoas quando chegavamos estavam só caco, destruidas...
Eu: Que bom que vc começou a entender.

Teve mais conversa...o que pude nele: ele está em fase de adaptação, tentanto manter o equilibrio, ele espera ouvir de mim declarações de eu não vivo sem vc...e quando não ouve percebo que ele tenta voltar ao prumo...ele está tentando voltar a vida que tinhamos, ao menos como "namorados"...mais não está querendo me pressionar, então ele ta se controlando pra aceitar minha posição pq finalmente entrou na cabeça do ser humano que se eu hoje o trato assim foi pq ele provocou a situação, como ele priprio falou, a ultima imagem que vc tem de mim fui eu mesmo que construi pra vc, não é culpa sua não acreditar em mim...

O que percebi em mim: ainda tenho certa dificuldade em dizer não...eu digo, mais com certa insegurança, mais digo...rs..ele tava cheiroso, gostoso, lindo deu uam vontade de agarra mais em segurei...kkk...me lembrei do Eduardo da ultima visita, me lembrei da sua outra internação onde o bom moço durou apenas 15 dias...rs..e falei pouco, mesmo pq quando falavamos de nós...não dava certo, percebi que ainda não nos compreendemos, eu até o entendo mais...porém ele ainda tem uma visão bem "egoista" da coisa...

Percebi que tanto ele quanto eu precisamos aprender a viver sozinhos pra um dia podermos voltar a viver juntos...ou mesmo com outras pessoas...tanto ele quanto eu, apoiamos muito nossa paz de espirito e felicidade no outro...e só aprenderemos a viver sozinhos estando sozinhos...rs..por isso continua cada um no seu quadrado..rs..

Sim eu amo ele, e minha vontade era de ficar o resto da vida ao seu lado, mais esse não é a hora, não posso tirar a oportunidade dele crescer e nem a minha...precisamos nos reconstruir como pessoas, pois ambos passamos a vida nos refugiando de nós mesmos, em outros relacionamentos, e em felicidade "articiciais" ele na cocaina e nas baladas e eu na bebida e nas festas...nunca estivemos só, ou tinhamos um relacionamento ou estavamos a mil vivendo a vida intensamene de forma desequilibrada.
Esse é nosso desafio, aprender a nos equilibrar...lembrando que isso cabe a cada um fazer por si proprio.

Ele não vai voltar mais pra clinica...ja deixou claro, tudo que eu peço agora é que Deus nos guie um dia de cada vez

E NO FINAL SÓ DEUS PODE PREVER...

BJUUUUS

7 comentários:

  1. Me preocupa apenas essa decisão de não voltar para a clinica. Ele não está de alta, e mais uma vez tenta ter o controle da situação. Não se rendeu e não aceita regras e disciplina. Você não tem como forçar isso mas já tem um parâmetro, já tem uma primeira atitude a observar (lembra, agir e não falar? Ele já está te dando sinais). Bjusss e fica atenta.

    Janete

    ResponderExcluir
  2. Que Deus continue te sustentando...

    ResponderExcluir
  3. Pois é amiga....agora é com ele, as rédeas da vida está nas mãos dele, assim como vc tem as rédeas da sua vida kel, agora é o lema..."viva e deixe viver", o futuro a Deus pertence, torço muito pra que ele se mantenha firme e recupere a sua confiança, mas isso o tempo vai dizer, né? beijão!

    ResponderExcluir
  4. Kel... parece que ele está se esforçando. Não é fácil. E eu torço muito para que dê certo. Os finais felizes sempre são os mais gostosos. Beijo!
    http://amornadependencia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. conheço a pecinha...kkk...ele ta se esforçando sim..mas vamos aguardara afinal ninguém muda de personalidade em 3 meses...kkk

    ResponderExcluir
  6. E que seja assim, para melhor sempre!!!
    Tomara que mesmo ele não concluindo o tratamento completo que a vontade de parar seja sincera...
    Estarei aqui torcendo pelo bem de vocês...

    Que Deus os abençoe

    Beijos... TMJ

    ResponderExcluir
  7. Na próxima sexta o meu sai de Resso, foi bom ler isso aqui pra me manter na realidade, pra saber agir, sem esperar apenas flores. rsrs
    Que Deus abençoe vcs!

    ResponderExcluir