segunda-feira, 13 de maio de 2013

final de semana Tenso...faz parte da recuperação!!



Bom diaaaa!!

Primeiramente gostaria de desejar um Felis dia das Mães, a todas as mamães do mundo, um grande abraço a essas mulheres que lutam pra dar uma vida melhor aos seus filhos, que são esposas, profissionais, donas de casa ae mulherada a gente é FODA..
Em especial gostaria de dar um grande abraço as mães de adictos, as mulheres que são mães de filhos de adictos...conhecemos bem nossa luta, nossos medos, nossas vitórias...sabemos ao olhar dentro do olho umas das outras o tamanho da dor que já sentimos e o alivio depois de noites de raiva, tristeza e desespero em ve-los retornar pra casa.

Amoooo todas vcs incondicionalmente aqui vai meu abraço (......................--....................)

Agora vou contar os ultimos acontecimentos.

Sexta haviamos combinado de ir ao NA com uns amigos, o intuito era apresentar pessoas em recuperação ao Du, para quem sabe ele se enturmasse e passasse a nãos e sentir tão sozinho que é o que ele tanto reclama.

Ele veio me buscar, já tentando se aproximar, quis me beijar, andar de mão dada, eu pedi a ele que me respeitasse e me tratasse como amiga, ele fechou a cara e começou a reclamar, as velhas chorumelas que me arrepiam de ouvir:
- Que eu o desprezo, que ele não sabe o que fez pra mim tratar ele feito um lixo, que ele se arrumou pra ir me ver e eu nem me importo, que como pode uma pessoa não estar nem ai pra outra e tratar com tanto desprezo, e blablabla

Essas horas eu respirava fundo e pedia pra Deus me da paciência.

No carro o falatório continuou, até que soltei um: Aceita isso são consequencias dos seus atos...e comecei a falar, falar e falar...explicando mais uma vez pq eu estava tomando aquela decisão, pq eu não queria, pq eu precisava ficar sozinha, etc, etc

E ele cada palavra que eu dizia, ele ouvia eu dizer que ele era um lixo, que ele não prestava e que ele era uma pessoa desprezivel.

Eu tentei explicar que eu não tinha dito nada daquilo, que ele quem dizia isso, ai perguntei pa vc se sente um lixo? Pq vc se afirma um lixo? Para se aceita.
Haja argumento, e foram vários de todas as formas e não adianta quando o serzinho resolve ficar cego, não tem pá de abrir mente que de jeito.
Chegamos em casa, e ele começou a caçoar de mim, falando que eu era uma loucao bitolada que ao invés de andar com pessoas normais andava com gente tudo bitolada, que sóf ala sobre reucperação, recuperação e por isso eu havia me tornado aquela pessoa infeliz.
Ai fiquei brava em tom firme, e meio "agressivo" disse a ele: Vc me respeita, vc não tem o direito de falar assim de mim ou dos meus amigos, se vc acha isso problema seu, quero que se dane, prefiro anda com bitolado em recuperação do que com bitolado cego...a vai enche os aco de outro...

Ai gente virou um fua...começou o falatório eu comecei a me irritam eu com as crianças tinha que arrumar as coisas na mochila pra poder sair e ir ao local combinado com meus amigos...e ele com aquele blablabla...as crianças, irritadas, chorando,f azendo birra e eu arrumando as coisas...minha vontade era de da um grito...VAI TOMATE CRUUUU..mais não na frente das crianças meu pai pra chegar em casa e eu quieta tentando não perder a linha, mais uma vez queria que o chão se abrisse pra mim sumir...arrrrgghhhh que ódio me deu dele...
No fim sai de casa, o bunito foi atrás...entrou no carro e disse que ia, chegando perto do local, ele ta vendo podiamos ir ao Shopping, mais não vc sua egoista quer levar seus filhos pra uma sala de NA, sua doente, vc estraha tudo...eu falei quer ir no shopping vai vc, eu vou aonde combinei e se vc ta tentando fazer com que eu me sinta culpada ta perdendo seu tempo, economiza a saliva.

Cheguei no local, acabou que na metade da reunião eu e minha amiga entramos e ele ficou la fora, entrando faltando meia hora pra acabar pq encontrou um membro NA que dava palestra aonde ele ficou internado e este estava limpo há 20 anos.
Essas horas minha amiga disse, é o PS agindo.
Sim era o PS.
Sò que o orgulho dele é tanto que nem assim esse coisinha cedeu, foi embora no carro me infernizando com as mesmas chorumelas, me deixou em casa e ainda continuou o falatório eu respirava fundo contava atpe dez, as vezes respondia, as vezes ignorava, até que ele foi embora...que alivio!!
Eram 23:30, quando ele saiu da minha casa, foi de ônibus até a casa dele e me ligou as 00:30, eu estava dormindo, ele me pergunta: o que vc está fazendo?
Eu: Dormindo
Ele revoltado: vc nem se preocupa comigo se estou vivo ou não e blablabla
Essas horas pensei: engraçado quando eu ligava umas 100 vezes na noite pedindo pelo amor de Deus pra ele me falar aonde estava, ele dizia pra mim não encher que ia desligar o telefone, e o pior que desligava e dane-se se eu estava acordada ou dormindo...comecei  a rir pensando gente que coisa de maluco.
Ele me pergunta: Ta rindo do que?
Eu: De vc
Ele: aé qual pe a graça?
Eu: Não é que lembrei das noites que passei acordada ligando igual desesperada e vc achava ruim, desligava o telefone na minha cara, desligava o celular e agora tu acha ruim pq eu não ligo..kkk é engraçado não é?

Ele ficou nervoso desligou o celular e me deixou dormir..kkkk

Sábado foi dia festa de dia das mães na escola de meu filho, eu estava o caco, emocionalmente abalada ainda, as mães se emocionavam com lágrimas escorrendo e eu parecia uma dodia em prantos...kkkk...ainda bem que a luz do auditório estava apagada...choreeeiii até...kkk..lavei a alma.

A festinha foi linda emocionante, mais ainda meu peito estava machucado com toda a situação, não pelo que ele me disse, mais pelas coisas que precisei fazer e dizer, ainda me dói ter que mandar ele caçar coquinho..kkkk

Mais enfim com o peito doendo consegui dar uns sorrisos e curtir o dia.
O Du me ligava com as chorumelas, hora eu atendia, hora eu ignorava..., até que ele resolveu ir pra igreja...kkk
Me ligou pediu perdão e prometeu não me encher mais a paciência...kkkkk

Essa promessa durou até domingo de manhã...me ligou querendo ir assistir o jogo em casa, eu mais ouvi que falei...mandei ele apenas vai ao grupo ou a igreja.

Eu estava me sentindo triste por em sentir culpada, pq ele sofre e muito com essa situação, ele chora de desespero ao telefone implorando pelo amor de Deus pra mim ficar perto dele...
Então pedi que Deus acalmasse meu coração e fui ler o evangelho e na página que abriu falava sobre o sofrimento, que somente através do sofrimento as pessoas evoluem e se tornam pessoas melhores, valorizando as coisas que possuem.
Me tranqulizei, pos foi como que alguém me dissesse, não se culpe vc está agindo de maneira correta, as coisas precisam ser assim.
Falei com a mãe dele, conversamos sobre o comportamento do filho dela, e ela disse estar notando as mudanças, pra pior denovo..rs..que ele fica se lamentando que não tem ninguém não tem familia...
Ela ficou ofendida quando ele disse não ter familia, segundo ela a resposta a ele foi: VC não tem familia? E eu e sua irmã? A gente trabalhando eu fazendo faxina pra fora, pra colocar comida dentro de casa, pra vc ter uma cama, um lugar pra tomar banho e vc me diz que não tem familia?? Se vc não tem familia eu também não tenho filho.
A Rachel não vai te curar, quem é ela, ela não é nada, é uma pessoa como vc, vc precisa de Deus.
Ai ela desabafou comigo, que estava cansada e que os sentimentos dela e ela como ficava nessa história, eu disse que ela estava certissima e que deveria cuidar da vida dela, afinal o filho dela já não é mais criança.
Que confiassemos em Deus que as coisas iriam se resolver.

Nossa post longo..rs...

Bom com esse monte de acontecimento...o que da pra dizer, ele ainda não aceitou...simples assim...ele ta na fase de sofrimento e só com muito sofrimento, ou ele se rende, ou se rende...

Ainda não recaiu no uso, mais no comportamento ja recaiu em todos aspectos, o que tem segurado ele de pé é que ele tem ido a igreja.

VAmos aguardar, afinal cada um tem seu tempo.

Eu to bem, não to pulando de felicidade mais consegui ficar mais tranquila ontem e menos triste.

Eu também tenho ido a palestras do evangelho aos domingos de manhã, tenho buscado aconselhamento espiritual...e com meus amigos "bitolados" meus iguais...kkk

Isso tem me ajudado enfrentar as crises.

É isso gente TMJ
e fiquem com Deus



9 comentários:

  1. Kel...a gente sabe que o bom seria ele voltar para a clinica antes que o pior aconteça...o comportamento é o primeiro sinal de recaída. Dá tempo de interromper isso. Por outro lado, vc está deixando ele invadir sua casa, sua vida, seu emocional. Coloca limite. Dia de visita às crianças é dia x, das x horas até x horas. Se ele quer ir ao NA ou qualquer outro lugar, ele tem que ir com os pés dele, não é vc quem tem que levar e ainda ficar ouvindo abobrinhas no caminho. Limites meu anjo e rápido!!! Bem claros e exija que sejam respeitados.
    Bjusss

    Janete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tb concordo com que a decisão de voltar pra clinica seja a melhor...

      Excluir
  2. Kel... Paciência... o tempo do PODER SUPERIOR lembra? Ele bem ou mal entrou na sala, isso é um avanço... pequeno, minusculo? sim.. mas é um avanço....
    A gente tá junto... não esquece... sexta ele percebeu, pode não ter aceitado, mas percebeu que independente dele, vc vai seguir sua recuperação... ;)

    ResponderExcluir
  3. é eu sei disso madrinha mas se ele não quer, eu disse que não vou obriga-lo, e os pais dele nesse sentido não querem se meter, já me ligaram da clinica pra acertar a ´parte financeira...kkkk.....afinal meu CPF que ta lá...e o pai dele não foi na visita pra passar a internação pro nome dele...ir ao NA, foi tentar estender a mão...porém vi que ele não quer...então não faço mais...quanto as visitas as crianças vc não está errada, apenas ainda não sei se consigo agir assim..., tenho dito bastante não...mais agir desse jeito ainda não consegui...sei lá se por ele ou pelas crianças...ainda não tive forças pra agir assim, to levando as coisas...as vezes tropeçando...enfim..buscando forças e pedindo pra que Deus me faça agir com assertividade...infelizmente o que vejo é ele cego...ele ta sofrendo disso tenho certeza...to trabalhando meu emocional...pra não me afetar tanto...medindo e testando meus limites...não adianta eu ameaçar o que eu não conseguir cumprir...to em fortalecendo...as vezes fico pensando pq eu tinha q ser "mole" assim..mais enfim...to tentando caminhar respitando meus sentimentos...e se tiver q dar denovo uma facada em meu peito...vou ter que dar fazer o que...bjuuu e ti amuuuu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kel, nem é só a questão da facada no seu peito (isso tb, claro)....mas de interromper uma coisa que já teve inicio, o processo de recaída. Ser boazinha não tem funcionado com o Du, na verdade com a maior parte deles não funciona. E ele te deixa desestruturada, assim vc não consegue ajudar ninguém. Seria importante vc readquirir o seu controle, pra ficar bem e ajudar ele a ficar bem tb. Ele está com acesso livre na sua vida, ele está controlando onde vc vai e com quem, está usando a liberdade de estar com vc qdo quer pra te controlar. Reserve-se tempo para si mesma e sem dar satisfações do porque, de onde vai, volte a ser dona da Kel.

      Janete

      Excluir
  4. a sim ele tem tentado controlar minha vida, mais eu não to deixando de fazer o que gosto por conta dele não...mais naum ta assim naum madrinha...ontem mesmo ele queria ir em casa eu disse q ia sair e pronto...eu to capengando ainda pra não perder o controle...mais tenho conseguido mesmo me afetando ainda com isso...agora interromper o processo de recaida eu não tenho como...se eu tivess grana pode ter certeza eu chamava a involuntaria...e dane-se...mais naum tenho...entaum...o q da pra fazer é deixar isso nas mãos dele...eu vejo algumas mudanças no Du de antes e no de agora...bem sutis...bem pequenas quase que imperceptiveis...ele ta num duelo com ele mesmo...ele ta confuso...e ele que resolva essa confusão dele..pq eu tenho a minha pra resolver......a e sabadão agora...vou comemorar meu niver, de manhã tem caminhada e o que o du vai fazer é problema dele..nem perguntei...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhhhh legal. Kel, fica firme, não é ruim pra ele isso, é reeducação, é ensinar a respeitar limites e pessoas, especialmente você, antes ele tinha perdido toda referencia de respeito com relação a você, meu medo foi que ele estivesse conseguindo derrubar isso. Fica firme, pede socorro, respira fundo. Se hoje vc vê mudanças por pequenas que sejam é pq lá atrás vc conseguiu ter as atitudes adequadas que mostraram a ele a direção. Sobre interromper o processo de recaida, ele teria que ir com as próprias pernas para a clinica e retomar o tratamento, e isso eu sei tb que só por milagre né...mas não custa ir fazendo pressãozinha, ir falando, cortando regalias....quem sabe né? Pra Deus nada é impossivel.

      Janete

      Excluir
  5. o que tem me ajudado é esse lema, eu me pergunto o que posso fazer pra ele e não por ele, exemplo ele me pediu pra imprimir o curriculum dele...OK isso eu faço pra ele, ele pediu pra procurar emprego por ele na internet, não isso ele que faça pq ai vou fazer por ele...

    ResponderExcluir
  6. Renata Rigobelli Bom Chel a minha situação não esta diferente, meu adicto como todos sabem a meses vem recaído e de duas semana pra cá as coisas vem piorando...na última 5ª feira ele ia dormir na minha casa pois no dia seguinte iríamos levar a minha mãe para uma cirurgia.Me deixou em casa e disse que já voltava e realmente voltou mas daquele jeito, o pios é a minha família ter que presenciar essas coisas até que com aquela agressividade nas palavras e atitudes disse que ia embora e que dormiria na sua casa, agora que casa eu não sei pois mais uma vez preferiu a outra.Bom no dia seguinte deu sinal de vida mas não disse aonde estava e eu tbm nem perguntei até pq estava super tensa com a cirurgia...resolveu que iria se internar e ligou para o dono da clínica que foi tarde da noite busca-lo pois não tinha condições de dirigir,enquanto isso eu passando o maior nervoso o hospital pois a minha mãe não passou bem na cirurgia mas do jeito que ele estava pouco queria saber.Pra resumir, ele realmente estava indo para a clínica qdo no caminho o M. que estava dirigindo seu carro com outros dois companheiros atrás o meu adicto me ligou e se alterou por besteira e o M. disse que ele não deveria agir assim comigo entre outras coisas a mais, ele se revoltou,puxou a direção da caminhonete e fez ele parar e descer do carro e por incrível que pareça deu balão nos 3 guarda-roupas que nada conseguiram fazer,me ligou contando e para amenizar a situação disse pra ele passar a noite na minha casa e foi isso que ele fez.Passamos um sábado tranquilo pois decidimos tentar a internação domiciliar,domingo foi quase que tranquilo mas hj já passou em casa de manhã cheirando cevada e qdo comentei virou um bicho e assim foi até o início da noite e como sempre é o dono da razão.Força amiga pois sei justamente o que vc esta passando e não se esqueça que estamos juntas nessa luta.Bjs

    ResponderExcluir