quinta-feira, 16 de maio de 2013

Autoengano



Bom dia...pessoal

Comigo tudo em paz graças a Deus..rs..

Hoje pensei em falar sobre o autengano, dos dependentes quimicos e do nosso codependente.

Na terça-feira, saiu uma conversa mais ou menos assim entre meu ex marido e eu.

Du: Posso te falar uma coisa
Eu: Fala
Du: É..a deixa quieto você vai ficar nervosa
Eu: começo fala agora termina
Du: Eu nunca achei que era doente, pra mim eu usava só pra tirar um barato, por isso nunca me importei.
Eu: Eu sei vc já me disse isso
Du: E vc ficou puta da vida
Eu: lógico né, bom mais ja passou e agora como vc descobriu que é doente, me conta to curiosa
Du: Há foi quando eu percebi que ia usar mesmo sem querer, tipo igual no dia do seu aniversário
Eu: Não, vc está se enganando, vc descobriu que era doente nessa sua última internação
Du: Não Rá, quando eu ia usar mesmo sem querer eu já me dei conta disso
Eu: Du, desde que eu te conheço, desde que estamos juntos existiram várias vezes que  vc foi usar sem querer (dei vários exemplo)
Du: é verdade
Eu: Então me responde denovo, quando vc descobriu que era doente
Du: é na verdade eu só fui enxergar que era doente nesse último ano, na minha primeira internação.
Eu: errado denovo
Du: Pq?
Eu: Pq vc só se deu conta que era doente depois que perdeu tudo, casa, familia, emprego, e isso só aconteceu depois que vc recebeu minha carta, lembra que vc me disse que aprendeu da pior forma a se render
Du: to ficando confuso
Eu:..rs..sua mente mente pra vc, vc só se deu conta que era doente quando eu parei de sofrer as consequencias no seu lugar e vc passou a sofrer as consequencias diretamente, até então pra que vc ia parar de usar drogas, não tinha motivos, tava tudo bem, vc querendo ou não tinha sua vida estável, pra que vc ia deixar de "tirar um barato" não precisava.
Du: é pode ser, não sei...
Eu: pede ajuda...kkkk

Percebem como ele se autoengana?

Hoje quando digo que vejo sutis mudanças nele, é sobre isso, ele se rende, mais aos poucos começa a justificar o seu proprio sofrimento, tentando achar sua felicidade em situações, em pessoas, como um emprego, ou ter a familia de volta como ele sempre sonhou.

Eu passei muito tempo me autoenganando, acreditando nas mentiras que ele contava pra si proprio, quando ele dizia, se a minha vida tiver assim, se vc estiver do meu lado, se eu conseguir aquele emprego, eu acreditava no autoengano dele e me enganava também, isso perpetuava o ciclo da doença da dependencia quimica e da codependencia, somente quando eu passei a enxergar a realidade e a não acreditar mais nas ilusões criada por ele, somente quando eu consegui mudar, que realmente as coisas começaram a mudar de rumo.
Não estou dizendo que eu o salvei, mais quando decidi ME SALVAR.
A mente dele, por mais que tentasse o autoenganar, não conseguia, pq agora era apenas ele vivendo aquele mundo de ilusão que ele havia criado.

Enquanto eu topei brincar de casinha com ele, enquanto eu topei fazer o papel da sua salvadora, de que sem mim ele não conseguiria, ele simplesmente aceitou e assim não existiam motivos pra ele mudar de vida.

A mudança gente, é dificil, dói se olhar no espelho, falo por mim, que só consegui mudar quando "a dor de não estar vivendo mais foi maior que o medo da mudança"

Sair do nosso mundo de ilusão, da medo, pq a gente vai pro desconhecido, e lá não sabemos como serão as situações, não temos habilidade pra lidar com o novo, então ficamos escolhendo o velho.

Não acreditem no AUTOENGANO, de seus entes queridos, se informem.

Já ouviram dizer que a adicção é a doença do autoengano?

Pois então pq acreditar em uma pessoa que sofre dessa doença?

Não estou julgando ninguém (mentiroso e manioulador), apenas dizendo que por mais diferentes que sejam as pessoas, por mais atitudes diferentes que cada um tenha: um rouba, outrot rabalha, um é violento, outro dorme, um alegrinho, outro chora.

Na adicção nessa doença dependencia quimica, os sintomas são universais, iguais pra todos.

Autoengano, mentira, manipulação com o final clinica, caixão ou cadeia.

A unica forma de se vencer, é a pessoa querendo se tornar alguém melhor como ser humano, quando essas pessoas tomam essa decisão e aceitam a doença que elas tem, ai sim elas conseguem lutar contra as drogas, se tornando uma pessoa melhor, trabalhando seus defeitos de carater, seja na igreja, NA, Clinica, enfim.

Quer ajudar, então pare de tampar o sol com a peneira, deixe o dependente quimico enxergar a realidade em que ele se encontra

E com amor estenda a mão, de vez em quando pra ele saber que não está sozinho.

Enfim, não espere que o sofrimento seja o oficial de justiça a lhe trazer a intimação compulsória das mudanças que você deixou para mais tarde. Quem deixa a mudança para mais tarde deixa também a felicidade para depois.



 José Carlos De Lucca. Da obra: “Força Espiritual”.



8 comentários:

  1. Você é chata demais!!! Já reparou nessa conversa que teve com ele???
    Poxa vida, ele reconheceu! Quando foi não importa. Você sufoca ele! E no fundo quer que ele tenha pena ou reconheça o que você fez. Mas vamos voltar no passado? QUando ainda eram namorados, vc tinha a escolha de ficar ou não com ele, pois sabia que ele era dq.
    Desculpa o desabafo...
    Não posso, nem tenho moral pra te julgar, mas as vezes é bom enxergar as coisas que não vemos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. repeito sua opinião, mais discordo totalmente em genero, numero e grau..
      vc já ouviu falar que os dependentes quimicos pedem ajuda, a maioria pede, a questão é SERÁ QUE ELES REALMENTE QUEREM AJUDA? muitas vezes o pedido vem apenas como uma forma de contornar a situação isso quem fala não sou eu são especialistas.
      Sem gratidão sem recuperação
      Não gratidão A MINHA PESSOA, mais as oportunidades e mãos estendidas que estão em sua direção
      Eu apenas fui realista com ele, queria mesmo ser apenas "CHATA"..se esse fosse todo o mau...porém foi assim sendo CHATA..que ele finalmente pediu ajuda pela primeira vez, foi sendo "CHATA" que não me afundei com ele, foi sendo "CHATA" que nossas vidas mudaram e pra melhor, porque pela primeira vez tanto eu quanto ele, estamos tendo a oportunidade de RECOMEÇAR, uma vida longe das drogas...se ser ASSERTIVA É SER CHATA..ai concordo sou CHATISSIMAAAAA..AO EXTREMO..pq é isso que tenho lutado pra ser assertiva primeiro comigo e se der com ele tb...sim eu sabia que ele era DQ quando quis ficar com ele...porém eu ACHAVA que sabia o que era dependencia quimica...e eu não sabia era NADA...agora estou aprendendo...quando enxerguei...que sou uma CODEPENDENTE...é só olhar os frutos que venho colhendo...que ele tem colhido...se eu tivesse indo pelo caminho errado...nós dois estariamos lá...no FUNDO DO POÇO NADANDO AN FOÇA ;)

      Excluir
  2. A anonimo e pra complementar...se eu me calo, dou a oportunidade dele voltar a se autoenganar e parar de buscar ajuda diariamente..pq então ele volta a achar que se viver do lado da 'SALVADORA AQUI"..basta...e eu sei que isso não basta...eu sei pq já quis fazer o papel de Deus hoje me contento em ser apenas um ser humano, com direito de errar...sem ter que ficar me culpando que se eu errar ele vai recair...se ele recai, recai pq não cuidou da sua recuperação e não pq eu errei ou acertei..

    ResponderExcluir
  3. mais uma coisa...eu sei é complicado geralmente tiramos conclusões apenas pelo que sabemos...e quando olhamos a vida da outra pessoa pela janela dela as coisas mudam...já que o intuito do blog é levar informação, partilhar e me ajudar...vou esclarecer mais uma coisa...anônimo..sabe quantas vezes ele já me disse isso:Eu nunca achei que era doente, pra mim eu usava só pra tirar um barato, por isso nunca me importei.
    Praticamente todas as vezes que ele usava no dia seguinte quando estava se sentindo culpado, então eu fazia exatamente o que vc sugeriu, não questionava nada, acreditava nele, aceitava e voltava a viver o AUTOENGANO dele...foram 6 anos...me autoenganando...não corrijo 3 me autoenganando e 3 aceitando a adicção dele...pq eu ja sabia que ele viria com essa frase mais não daria 10 dias pra mudar de idéia...isso é um ciclo..por isso eu sufoco sim...mais eu sufoco ADOENÇA DELE E NÃO ELE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kel, entendi seu lado! Me desculpa! Quando fui lendo sua conversa com ele, me pus no lugar dele e te achei chata demais! Mas entendi seu motivo. Agora o fato de encarar um casamento com um dq e dizer que não sabia, eu não consigo entender, porque eu estou vendo sobre esse negócio de dependencia e codependencia agora e JAMAIS aceitaria um relacionamento com alguém que tem vicio desde os licitos.
      Até queria saber se vc aconselha alguém que está começando um namoro com um adicto a encarar essa relação?! Mas de verdade, sem romantizar. Porque tenho acompanhado blogs de meninas que futuramente vão sofrer no casamento e fazer seus filhos sofrer. E vocês que já tem filhos e estão casadas podem dar testemunho da parte boa e ruim de tudo isso.
      Bom... me desculpa. E obrigada por me fazer entender!

      Excluir
    2. me desculpe se fui "agressiva" na forma de me expressar, é que falo falo e falou..ou noc aso, escrevo, escrevo e escrevo...rs...explicando o fato de encarar um casamento, eu cresci com amigos dependentes quimicos os conehcidos "nóias" da vida, eles perambulavam pelas ruas sujps, igual na cracolandia, pra mim viciado era isso, no cado do Du quando conheci ele trabalhava, alias ele nunca ficou desempregado, nunca roubou nada dentro de casa, então quando soube que ele usava cocaina, na minha concepção seria fácil dele sair...e com a força do nosso amor ele venceria...aquela coisa bem codependente...por isso digo que não conhecia de fato o que é dependencia quimica, e esse ciclo maldito dependencia e codependencia...agora o que eu aconselharia a uma filha que quisesse ter um namoro com um dependente quimico na ativa: CAI FORA...se por acaso ele estivesse em recuperação a um bom tempo, e ele mostrasse isso com atitudes eu falaria: VAI COM CALMA, SE PROTEJA E NÃO SE JOGUE DE CABEÇA...é isso...infelizmente essa frasde de que o AMOR TUDO SUPORTA...não deve ser levada a ferro e fogo nessas situações...mais sim essa frase AMAR AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO..NEM A MAIS E NEM A MENOS...e obrigada pela visita:)

      Excluir
    3. obrigada! Você m desculpa e te desculpo e vamos assim, juntas! ;)

      Excluir
  4. Anonimo, a familia tem que ser CHATA sim, enquanto formos bacanas e bonzinhos, nada acontece, nada muda. Se ser chata é não aceitar, não compactuar, não facilitar, não financiar e não acreditar em mentiras e manipulações, então é isso mesmo que temos que ser e vamos ser: CHATAS, CHATÍSSIMAS, CHATÉRRIMAS. Usar drogas e se destruir, não enxergar a realidade e tentar viver às custas do financeiro e emocional da família é opção do adicto. A nossa é outra, é viver, ser feliz, seguir nossa história. Se o adicto quiser nos seguir, que mude. Fácil assim. Porque chato, chato mesmo, é aguentar a pessoa passando dias fora de casa, chegando alterado, nos roubando a saúde, o dinheiro, a paz. Trazendo riscos para nós e nossos filhos. Se destruindo e destruindo as pessoas em volta. Isso é muiiiiito chato.

    Janete

    ResponderExcluir