terça-feira, 9 de abril de 2013

responsabilidade ou Culpa?




Bom dia

Quero falar a vcs sobre um assunto que pra mim foi fundamental ter discernimento para conseguir caminhar em minha recuperação, a diferença entre responsabilidade e culpa, achei dois termos na internet que achei bem legal vamos lá:

"O complexo de culpa é que nos condena ao sofrimento inútil, que nos paralisa diante da vida e das pessoas, que nos amedronta diante das novas possibilidades, engessando nossa vida e desativando todo o cabedal de virtudes que possuímos e que poderiam estar trabalhando a nosso favor e a favor dos que nos cercam
A responsabilidade faz evoluir, a culpa faz sofrer, por isso é que acredito que a necessidade de desenvolver nossa capacidade de perdoar o outro, tem muito a ver com o auto-perdão evitando o complexo de culpa.

Acredito que perdoar o outro é mais fácil do que perdoar-se, sendo assim, o exercício do perdão ao outro alarga nossa tolerância e nossa compreensão, diminuindo nosso sentimento de culpa diante dos erros diagnosticados no outro e, conseqüentemente, em nós mesmos."

Fonte:http://www.portalespiritualista.org/decio-iandoli-jr/621-culpa-e-responsabilidade

Ai não saimos daquele tal triângulo do drama da codependencia: Perseguidor, Salvador e Vítima

Uma hora tentamos controlar ou perseguir os nossos adictos, tentamos controlar as consequencias do seu uso abusivo de drogas a qualquer custo e conseguimos controlar as consequencias, nisso nos sentimos essenciais a vida deles, nos sentimos verdadeiras guerreiras, mulheres, fortes que não abandonam os seus amados, o tempo passa e eles repetem o comportamento de ativa e na maioria das vezes nos acusam, nos ofendem ai passamos a situação de vitima, como pode EU que faço de tudo pra provar meu amor a ele ser tratada dessa maneira...Ó Deus como é pesada minha Cruz, creio em ti e sei que o senhor me abençoara.

E assim vivemos anos...tentando controlar o que com passar do tempo se torna incontrolável (as consequencias da vida ativa de um adicto), quando temos sucesso nos sentimos A GUERREIRA, A MULHER FORTE...e quando não conseguimos somos A COITADA QUE CARREGA A CRUZ E O SENHOR JESUS IRÀ LIBERTAR.

Meninas...Sim senhor Jesus liberta, alias só ele liberta mesmo....desse ciclo doentio que nos enfiamos.
Mais pra isso precisamos QUERER, parar de CONTROLAR...Aceitar a situação, aceitar nosso papel no mundo como meros seres humanos e permitir que as pessoas cada uma colha o que planta.Sendo mais objetiva PARAR DE FACILITAR A VIDA DO ADICTO.

Quando vc da esse passo, vc sente um vazio enorme, tudo pq vc não tinha vida, sua vida era a do outro.
E agora? Como se sentir bem A MULHER GUERREIRA, A MULHER FORTE QUE LUTA EM NOME NO AMOR...xiiii aquela sensação de bem estar que vc tinha foi embora né.
Então vc começa a se sentir a vitima...COITADINHA DE MIM ..só que nessa altura do campeonato, vc começa a perceber que vivia aquilo pq SE PERMITIA VIVIER...
Ai o ESPELHO...aparece na sua frente...e vc SE ENXERGA...sem véus nos olhos e começa a se perguntar.
Quem sou eu?
Agora eu digo...O SENHOR JESUS CHEGOU PRA LHE AJUDAR...
Começando a ensinar a vc a se perdoar.
Começando lhe fazer entender que vc não
não é Deus, que vc não salva ninguém, que sua obrigação nesse mundo é se melhorar.
Quando vc se enxerga dessa forma uma pessoa normal como as outras cheias de erros e acertos...o orgulho fica ferido, porém vc quando se perdoa...se ve leve...vc se aprende perdoar as pessoas verdadeiramente.
E agora sim o SENHOR JESUS TA FELIZ E ORGULHOSO DA FILHA QUE TEM.

Pq ele viu como vc aprendeu a ser VERDADEIRAMENTE HUMILDE
VERDADEIRAMENTE A CONFIAR NELE ENTREGANDO O QUE VC NÃO PODE CONTROLAR NAS MÃOS DE SEU PAI.
E PQ AGORA ELE SABE QUE VC TEM FÉ E QUER SE TORNAR UMA PESSOA MELHOR.

Entenderam?

6 comentários:

  1. Me identifico muito... qdo decidi abrir mão do controle o que mais doeu foi perceber que enquanto eu controlava o outro a Cicie de verdade estava ali, jogada debaixo da escada como um sapato velho que ninguem quer mais...

    ResponderExcluir
  2. Oi! Criei um blog... Vou contar minha história. Mais uma co-dependente. http://carolcodependente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ótimo post, pura verdade! Mas o pior é que algumas religiões dizem o contrário e reforçam essa crença de que se você casou, você é responsável pelos cuidados do outro, se ele tem um "vício", não pode abandoná-lo, e acho que é aí, nesse ponto, que a culpa chega forte. Mas eu creio que Deus todo poderoso, mostra o caminho correto aos que o procuram. Obrigada por suas palavras e seu testemunho de vida.

    ResponderExcluir
  4. ola anonimo...Eu particularmente não sou radical assim quanto ao casamento, porém mesmo se acreditando que casamento é um só, indissoluvel e pra sempre, e que o companheiro será pra sempre responsável pelos cuidados ao outro,caso ele tenha um vicio não se deve abandona-lo...a culpa não é da religião e sim das pessoas que a interpretam errado...na dependencia quimica sabemos que FACILITAR a vida do adicto é AJUDA-LO A MORRER..então a pessoa não precisa se separar oficialmente...se ela quiser tirar essa culpa de si mesma, é só ela aprender sobre codependencia e dependencia quimica...ai caso seja necessário ela se afastará pra assim poder cuidar do dependente quimico devidamente...se afastar é uma forma de ajuda-lo....então pessoal...vamos manter a mente aberta...e se o afastamento...digo afastamento pq não é abandono...se o afastamento for necessário pra que seu DQ possa quem sabe acordar desse pesadelo...se afaste fique esperando por ele sozinha, rezando, indo a igreja, oferencendo ajuda de vez em quando pra ele lembrar que tem uma mã pra ajuda-lo...MAIS PELO AMOR DE DEUS..NÃO FACILITE A VIDA ATIVA DELE..APRENDAM ISSO..ASSIM VCS MATAM ELES E MATAM A SI MESMAS

    ResponderExcluir
  5. Oi meninas, acho muito importante falar dos adictos fora da ativa, foi qdo realmente a minha ficha caiu, hj o meu não usa mais droga, ai sim começei a conhecer os seus defeitos de carater e como é facil ele simplesmente escolher qualquer coisa a mim, como sou desvalorizada por ele, e logo eu que sofri ao seu lado e qdo ele caiu no fundo do poço o segurei pela mão sem pensar em mim, pensando apenas nele.

    ResponderExcluir
  6. Compartilho esses sentimentos, amiga...
    Tô nessa, de descobrir quem eu sou e procurar me perdoar...

    Difícil, né?
    Mas é necessário...
    bjs

    ResponderExcluir