sexta-feira, 22 de março de 2013

desabafo de uma esposa de um Dependente Quimico



E um dia ele não voltou pra casa, ela já sabia o motivo, mais uma noite ele iria usar drogas e mais uma noite ele iria gastar o dinheiro que deveria ajudar nas despesas da casa, na verdade ela já até sabia disso e não contava tanto assim com ele, pq ela tinha um emprego bom e era uma boa funcionária, sabia que conseguiria se manter mesmo sem maiores colaborações.
Então realmente ele não voltou e como de se esperar gastou a metade do dinheiro que serviria pra pagar o aluguel, ela ja sabia como iria resolver, já tinha aprendido a se virar sozinha.
Naquela manhã, ele estava sentado no sofá quando ela acordou as 5:00hs, pra ir trabalhar, ela passou por ele e lhe comprimentou com um bom dia seco, ele a olhou de lado e baixou a cabeça e disse assim: Me desculpa, eu não queria.
Ela o interrompeu e disse: até quando vc vai se matar?
Ele suspirou e disse: to cansado de lhe prometer o que eu não consigo cumprir, só quero que saiba que vcs são tudo na minha vida, eu não quero perder vcs.
Ela o olhou e apenas respondeu: preciso ir trabalhar.
Ela se arrumou penteou os cabelos, passou o batom, arrumou as crianças e foi, ela pensava, que pena que não da pra ir trabalhar de pijama seria uma boa, apenas colocar o tênis e sair, mais infelizmente ela não podia então todos os dias ela cuidava e muito bem de sua aparência.
No seu trabalho ela executava suas funções muito bem, sempre simpática com um sorriso no rosto, era querida por todos.
No seu almoço ela aproveitava essa hora do dia que era só dela e fazia  uma das coisas que ela adorava fazer quando sua vida era "normal", ia pra academia se exercitar, isso lhe fazia um bem danado, então valia o esforço e a correria.
Chegava em casa, o jantar estava na mesa,  a casa impecavelmente limpa e arrumada, ele a recebia com um sorriso, um abraço e um beijo.
Ela olhava tudo aquilo, agradecia e sabia que era mais um dia de "puxasaquismo" da parte dele..mais pensava ta tudo tão ruim vou aproveitar esse momento, mesmo sabendo que é tudo passageiro e manipulação pra evitar cobranças sobre a noite anterior. Vou viver o SÓ POR HOJE
Ela já não cobrava mais mesmo pq já havia cobrado, chorado, batido, e nada adiantava pra que se desgastar mais...definitivamente não valia a pena
Eles sentavam, jantavam, ele lhe perguntava como havia sido seu dia, ele cuidava das crianças ela era tratada como uma princesa.
Ao se deitar ela morta de cansaço pois não havia dormido direito, mesmo sem querer, nas noites em que ele não vinha pra casa, o sono sumia, e o dia era puxado, acordar as 5:00, trabalhar, ir pra academia, cuidar das crianças realmente a deixava exausta, tudo o que ela queria era dormir...desmaiar na cama
Ela se deita, uma meia hora depois ela sente alguém encochando ela e apertando os seus seios, ela zonza de sono pede: me desculpa, mais to muito cansada, me deixa dormir amanhã a gente namora.
Ele se vira irritado, e bufa
Ela finge que não ouviu e continua dormindo, se passam alguns minutos e as cobranças começam, ele a acusa: vc me trata feito um lixo, vc está me rejeitando??só pode ter outro
Ela sem acreditar apenas, diz: por favor não vamos brigar, estou com sono me deixa dormir
Ele a olha com raiva e a acusa: como vc acha que eu me sinto, quando vc me rejeita?
Ela não diz nada, ele se levanta vai até a sala, procura algum canal onde passam mulheres semi nuas e mata sua vontade ali sozinho, ela levanta e espia aquela cena...ela desaba num choro sufocado no travesseiro, é tanta tristeza é tanto cansaço, ela antes de adormecer consegue pedir a Deus, por favor me ajuda, não aguento mais viver assim.
No dia seguinte a rotina é a mesma, levantar cedo, se arrumar , cuidar das crianças, trabalho, academia, responsabilidades.
Ele foi trabalhar também, quando chega em casa, ele larga tudo jogado, e não ajuda com as crianças, ele toma seu banho, arruma seu proprio prato e vai se deitar sem ao menos trocar uma palavra com ela.
Ela cuida das coisas e depois de tudo acabado vai se deitar, mais uma vez exausta, depois de meia hora a mesma cena se repete, ele mexe com ela e nessas horas uma lágrima rola do seu olho, ela pensa o que é pior transar sem ter vontade, ou ter que mais uma vez brigar e mais uma vez ser humilhada daquela forma, ela então escolhe a primeira opção, sem muita cena se vira e no automatico deixa que ele mate a sua propria vontade, quando ele acaba, ele fala umas besteiras no ouvido dela se vira e dorme.
Ela fica acordada olhando pro teto e chora...mais uma vez se pergunta até quando ela vai fazer isso com ela mesma.
Os anos passam e a vida não é muito diferente do que foi descrito acima, lógico com periodos melhores e outros piores, ela se questiona sempre, pq ela vive isso, ai ela lembra que um dia lhe disseram que o amor verdadeiro tudo suporta, ela sabe que o ama, ele foi o amor da vida dela, se apaixonou assim que o viu, assim a primeira vista, ela se lembra que um dia ele a fez a mulher mais feliz do mundo, e ela se paralisa sem encontrar a saída dessa prisão emocional a qual ela mesmo se colocava, tendo esperanças de que um dia ela vai voltar a ser feliz, como, ela não sabe mais ela tem essa certeza.
É gente essa história acima, é a minha história, eu não tenho reservas em falar sobre pq GRAÇAS A DEUS ja superei...já o perdoei ele por essas coisas...e já me perdoei por ter feito isso comigo mesma.
Mais acordei desse pesadelo, e não permito NUNCA MAIS que alguém faça isso comigo, sabem pq?
Pq eu parei com essa idiotice de que Amar é suportar tudo..pode até ser mais não desse jeito..não dessa forma com toda certeza
APRENDI A ME AMAR
Eu sei que vão ter muitas esposas que se identificam com o que leram aqui.
O que eu posso dizer a vocês é que existe areia do outro lado, que existe uma vida diferente, basta VC ESCOLHER nadar dessa praia que vc cismou que deve permanecer estática, por um zilhão de desculpas
Que o amor verdadeiro tudo suporta
Que é crueldade abandonar alguém doente
Que o casamento é pra vida toda
Que  vc tem um fardo a carregar, que esse fardo é seu e de mais ninguém
Meninas, já ouviram essa musica:" O mundo pode fazer você chorar, mais Deus te quer sorrindo"
Vcs acham, acreditam mesmo que Deus ou o PS é sadomasoquista e quer que você sorria vivendo esse pesadelo, não, definitivamente não.
Deus quer que vc sorria, ele quer ver vc feliz, ele quer te dizer que ele te AMA INCONDICIONALMENTE..mesmo vc escolhendo o que parece errado.
Ele quer que vc CRESÇA...e assuma sua propria vida, que vc irradie essa luz que vc tem dentro de SI...
Ele quer que vc AME e seja AMADA...
Por favor por vcs, pensem nisso que lhes digo com carinho...e BUSQUEM A FELICIDADE DE VCS...

E NUNCA SE ESQUEÇAM JUNTAS SOMOS MAIS FORTES

40 comentários:

  1. Chorei....

    Bjus

    Janete

    ResponderExcluir
  2. É uma dinâmica muito complexa, pois não exatamente apenas envolve a dependencia química mas como nós mulheres ainda somos condicionadas nesta sociedade machista. Crescemos brincado de bonecas, casinha, acreditando em príncipes encantados e toda essa babaquice.
    Beijos grandes,

    ResponderExcluir
  3. A sua historia, a minha história...e de tantas outras...mas assim como você eu tbm superei..

    Maria Albuquerque

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb estou passando por essa historia, não esta sendo fácil, as vezes me perguntou ate quando vou aguentar. Bjs

      Excluir
  4. Me identifico na permissividade, que acontece independente da DQ.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. chorei chorei e chorei escutando meu marido fumando no banheiro dentro da própria casa, aqui ao meu lado, muitas e muitas vzs me encontrei exatamente na msma situação, aquela chorando espiando o marido que me troca por droga durante dias me esquece e qndo ele resolve querer sexo e estou realmente cansada ele me procura, faz muito tempo que nem sei oq é amor, me sinto culpada pelo fato de ter um filho de 5 meses que merece minha atenção necessita dela, e simplesmente eu não consigo, eu choro choro mto olhando para aquele anjo que não tem culpa de nada, e q eu o obriguei a ficar nessa situação, penso hj como sera meu futuro? ta faltando coragem pra eu conseguir dar aquele passo o passo pra felicidade algo me prende vontade de morrer, vontade de fugir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://1diadecada.blogspot.com.br/

      Excluir
    2. Nossa dificil ouvir coisas tão próximas a nossa realidade!

      Excluir
    3. Estou passando por isso também me sinto fraca, desanimada, sem forças para reagir.o vicio do meu marido acabou com minha auto estiama,acabou com meus filhos.

      Excluir
  6. Perfeito, exatamente o retrato de muitas de nós, esposas de DQ. Me identifico muito, já cedi muitas vezes e me senti uma idiota por isso. Hoje vejo como a co-dependência chega de mansinho e nos amarra e faz com que perdemos a vontade de reagir ao mal que a doença causa na nossa vida. Hoje frequentando ao Nar-Anon vejo que tenho muitas escolhas e que só eu posso mandar na minha vida, as escolhas são e serão minhas, assim como as consequências. Peço ao PS que faça com que todas que como eu sofrem ou sofreram com essa doença descubra uma sala de NAr-Anon e se permita viver.

    Parabéns pelo blog, muito inteligente.

    ResponderExcluir
  7. Meu marido esta internado a 15 dias pela quarta vez, mas ainda não superei muito bem tudo que sofri... Temos 3 filhos do qual o caçula tem 5 meses, tbm fiz 30 anos agora em agosto e sinto tanto não ter ainda me recuperado desse massacre, ele esta tendo oportunidade de recuperação... E eu fiquei sozinha, individada com 3 filhos pequenos... Muito triste a família destruída pela droga.

    ResponderExcluir
  8. Estou disperadamente sofrendo .....há 11 anos desde que casei,luto com isso....meu marido usava maconha qdo eu o conheci.....era muito nova ,nem tinha muita noção do que isso poderia ser lá na frente...Ele conheceu o crack....sofri muito vendo ele ir p á rua se drogar e eu ficar em casa noites chorando...sendo trocada várias veses por essa droga maldita....no fim de 2012 p 2013 ele começou usar todos os dias.....ele estava magro ,sem dormir,já ficou 4 noites sem dormir até.....ia trabalhar se arrastando.......depois q tinha usado o crack,pedia desculpas.....mas toda aquela dor que eu sentia ,não era uma desculpa q ia cura lá......já vi ele drogado na minha frente,me pedindo me ajuda,eu estou ruim......passavam uns minutos ,ele estava lá fazendo de novo......tinha medo de ver ele morrer na minha frente.agora ele está internado.......saiu ,recaiu......voltou .....e ele não quer se tratar......acha q não precisa e sabe o q está fazendo.Ele não percebe a destruição da droga......princ em meu coração..........não consigo desistir pq eu amo ele.......não consigo viver sem ele e nem tocar a vida ,com ele internado......no fundo sei q ele me ama muito e precisa de mim ,e eu tb com ele........só nos dois sabemos o q somos um p o outro......nosso amor é tão forte,mas como vou aceitar ele ser dq...,tenho medo de perder ele para o crack.......sofro demais,q Deus tenha misericórdia e faça um milagre,só queria ter uma vida feliz ao lado de quem eu amo.......NÃO QUERO QUE SEJA EU ,ELE E O CRACK.........desesperada estou..........

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga se vc quer ajuda-lo antes precisa se ajudar, procure um grupo de apoio para VOCÊ..www.amorexigente.org.br ou www.naranon.org.br....vá e mesmo sem concordar ou entender tudo continue voltando...se vc quer ajuda-lo essa é a unica forma...aprenda a cuidar de vc...não se desespere ...estamos juntas nessa luta...fique com Deus

      Excluir
  9. Preciso compartilhar com vocês dessa experiência e tentar entender como tudo funciona e tentar me proteger de tudo isso. Conheci meu namorado numa sala de batepapo, trocamos telefones e a cada dia ia me encantando por seu jeito doce. Ele trabalhava numa casa para dependentes químicos e me confessou já ter sido um. Achei a sinceridade dele encantadora e não vi nenhum motivo para não está próxima. Passaram duas semanas até que ele começou a não ligar nem atender minhas ligações, pensei que ele tinha alguém e que o melhor era me desligar. Foi quando o celular tocou e era ele, dizia que precisava falar muito comigo, estava triste não sabia como começar. Confessou que tinha recaído, eu nunca perguntei a ele detalhes por que era tudo tão recente, ele chorando me disse que iria ficar longe, voltar para clínica de recuperação só que agora novamente como residente. Deus tocou no meu coração, não podia deixá-lo só, a dor dele era tamanha, decepcionou seus pais. Ele me passou o tel da clínica disse que só poderia ligar depois de 15 dias... Então, perguntei se ele queria que eu fosse com ele. Ele chorando disse que me ama, que eu era um anjo que Deus tinha colocado na vida dele. Ele nunca tinha dito que me ama. Só tinha o visto por foto. Mas, fui. Confiei nele, dei de cara com a mãe dele, atordoada, triste. Percebi o quanto o conhecia, pois ele sempre foi transparente. Passou pouco tempo na clínica e saiu... Voltou para as drogas... Eu não entendia. Eu estava ali, a mãe dele também. Era mais forte, voltou novamente e saiu de novo. Eu vivenciei cada lagrima derramada por sua mãe e a dividir com ela. Hoje, percebi o quanto faço parte disso, sou o apoio de sua mãe que hj é um pouco minha também. Vejo a gratidão nos seus olhos. Me recurso a vê-lo destruido, tentei cair fora, até que ele resolveu se tratar novamente, dizendo que prefere ficar 3 meses longe de mim e me ter por resto da vida, do que está ao meu lado 3 meses e não me ter mais. Acredito nele e principalmente em Deus que tem cuidado de todos nós.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia!
      O seu relato é muito forte.
      Estou vivendo uma situação muito semelhante a sua a dois anos. Vejo que você postou em 2015, gostaria de saber como vocÊ está hj.
      Poderia me escrever. segue meu e-mail.
      lucianasoarescica@gmail.com

      Excluir
  10. amei sua publicaçao tanbem vivi com alguem dependente quimico e e muito dificio agente nunca sabe quando ta tudo bem ou nao é um verdadeiro camaleao viver com eles

    ResponderExcluir
  11. Estou vivendo essa situação, tenho 25 anos, ele tem 26, temos um filho de 6 anos, já faz oito anos quesconvivo com essa situação, não aguento mais. Ele some fica 3 dias fora de casa se drogando. O que eu faço, as vezes penso que a culpa é minha, sei lá... Penso em me separar, mas não tenho para onde ir, não tenho familiares. Me vejo num beco sem saída. Poderia morar sozinha, mas como? Com filho fica tudo mais difícil, sou universitária, como vou trabalhar, estudar e ainda cuidar do meu filho sozinha? Ele me dar tudo o que eu preciso( materialmente falando), só coisas materiais. Eu tenho pena dele, mas não estou conseguindo mais conviver com uma pessoa dependente do crack. Já não o vejo como homem, o vejo como uma pessoa que precisa de ajuda, um doente. Quero ajudá-lo, mas não quero me ver obrigada a ficar com ele, isso me dói muito, tenho medo de empurrar com a barriga e daqui uns anos me arrepender amargamente por não ter tomado uma atitude. Não sei, por favor me ajudem, preciso de um conselho, como eu disse , eu não tenho familiares, e a mãe dele vem aqui em casa só para chorar, não aguento mais... Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi mulher....entendemos como se sente....existe um caminho, não é um beco sem saída...pode parecer mais não é...primeiro a se fazer é buscar ajuda se puder ir a um grupo Amor exigente ou Naranon...ou então me manda um email que tento te adicionar em um grupo do Facebook que talvez possa lhe ajudar...bjus e fica com Deus

      Excluir
    2. Olá vc pode me colocar em uns desse grupo de ajuda? Desde ja obrigada.

      Excluir
    3. Olá
      vivo essa situação a dois anos
      não sei o que fazer
      pode me mandar um e-mail
      lucianasoarescica@gmail.com

      Excluir
  12. Triste ter que abandonar alguém que a gente ama tanto, que é bom pai, bom marido, bom trabalhador, tudo de bom. Mas é viciado e o vício sempre fala mais forte. Parte a alma ter que deixar o unico homem que a gente amou. Ver nossos filhos crescer sem o pai que eles veneram. Mas eu sinto que preciso. Eu nāo posso competir com a droga. Ela vale mais que eu pra ele.

    ResponderExcluir
  13. A co-dependencia e meramente emocional não se caracteriza como DQ pois tal pessoa não faz o uso da droga, então è muito facil vc acordar um dia e dizer, "NÃO AGUENTO MAIS,PRECISO MUDAR DE VIDA".Enquanto isso o DQ vai ter levar a vida como pode, hora em recuperação, hora recaìdo e no uso, porque ele tá condenado pelo resto da vida conviver com essa MALDITA doença, doença pela qual o DQ tem uma dificuldade em alto-aceitar.Abraço

    ResponderExcluir
  14. Olá Paulo....é vdd é uma doença do caramba...muito dificil de se lidar.....não perca as esperanças..por isso q tanto falam do só por hoje...força

    ResponderExcluir
  15. Olá Paulo....é vdd é uma doença do caramba...muito dificil de se lidar.....não perca as esperanças..por isso q tanto falam do só por hoje...força

    ResponderExcluir
  16. A luta contra a droga é a mais desumana

    ResponderExcluir
  17. oi, sei bem como é isso tbém vivo essa luta, me acompanha no meu blog também podemos trocar experiências, força e esperança... beijos
    http://soporhojevoucuidardemim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Sou uma ex-usuária de drogas e álcool, estou limpa a muitos anos. Se está com este problema em sua família me adicione no whatsapp, eu posso te ajudar! Andressa 11 999350662. Abraços.

    ResponderExcluir
  19. Sou uma ex-usuária de drogas e álcool, estou limpa a muitos anos. Se está com este problema em sua família me adicione no whatsapp, eu posso te ajudar! Andressa 11 999350662. Abraços.

    ResponderExcluir
  20. Gostaria tambem de entrar nesse grupo d ajuda!!Estou vivendo isso

    ResponderExcluir
  21. Esse testemunho é a minha historia estou vivendo isso tbm há 12anos

    ResponderExcluir
  22. Esse testemunho é a minha historia estou vivendo isso tbm há 12anos

    ResponderExcluir
  23. Olá, gente!!!! Estou há 03 anos vivendo dessa mesma dor e ele recaiu tem uns 02 meses mais ou menos. Mas nega e mente!!!! Estou disposta a ajudá-lo mas ele me faz parecer louca e paranóica. Me culpa o tempo todo. Eu não sei muito bem como lidar porque brigamos muito. Como oferecer ajuda sem ameaças, sem cobranças e de modo menos traumático possível? Ele é bom pai e sempre foi um ser humano incrível, mas a droga transformou ele em outra pessoa. Egoísta, agressivo, mentiroso e manipulador. Quando ele está limpo, parece que estou no paraíso!!!! Não sei o que fazer!!!! Ele não admite, nega e mente.

    ResponderExcluir
  24. Vivo uma história parecida há 4 anos e 1 mês. Cocaína... Meu marido é viciado desde os 13 anos, o irmão já é falecido de overdose da mesma droga, os dois foram inúmeras vezes internados. Tenho esclerose múltipla, e com ela, minhas limitações, nunca desisti dele. ATÉ HOJE. Hoje nossa história acaba. Não mereço tanto desamor, não posso lutar uma batalha q não é minha. Deus é testemunha, fiz o que pude

    ResponderExcluir
  25. Oi. Estava lendo seu texto e me identifiquei com ele parecia que vc estava falando de mim. Faz 2 dias com hj que resolvi sair de casa ele chegou agressivo e me bateu, estou muito mal por dentro pois alguma coisa me diz que isso aconteceu pois fui uma mal esposa. Minha mãe me aconselhou a esquecer e voltar pra ele e leva-lo para a igreja. Acho isso um absurdo pois a única coisa que quero e retoma minha vida e ser feliz com meus filhos. Eu preciso de alguém que me apoie agora. Como foi o seu período de separação? E como foi a sua atitude em relação aos filhos? Como vc agia quando ele queria ver as crianças? E quando ele pediu pra voltar o que ti fez seguir firme na sua decisão? Preciso de uma luz e de conselho de alguém que já passou por issi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  26. Milhares de mulher ainda estão passando por isso e pensando exatamente o que vc colocou

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que casamento é para vida inteira. Mas nessa nos machucamos muito machucamos os filhos na esperança de um dia eles mudarem só que essa mudança não acontece é por mais que eles Jurem que não vão fazer isso .. e no outro dia fazem tudo igual. É triste conviver assim todos temos o direito de ser feliz

      Excluir
  27. Também vivi 3 anos com um dq. Alem do crack, ele mentia muito, era manipulador, chantagista e tudo o q ele fazia era culpa minha. Em 3 anos ele me destruiu como pessoa, como mulher, como tbm acabou com tudo o q eu tinha conquistado em anos de trabalho. Ficava dias sumido e qdo voltava dizia q me amava. Suportei mta coisa, até o dia em q sumiu com meu cartão de credito e estourou ele numa casa de prostituição. Comecei a me perguntar: mereço isso tudo? Isso é amor ou ele me manipula fazendo acreditar q é amor? Qto tempo isso vai durar? Qdo vai ser a minha primeira surra? Questiono isso tudo, pq nesse tempo todo ajudei mto ele. Acompanhei em tratamentos, em terapias e nada teve resultado. Hj estou separada, decidi colocar um fim nessa história pq comigo ou sem mim, ele vai continuar. Se a pessoa não ama a si mesma, como vai amar o outro? É mto difícil sair de um relacionamento assim, ainda mais pq somos humanos e ainda pensamos e sofremos sobre os dias futuros dessa pessoa. Mas na vida temos q fazer escolhas. Eu escolhi terminar meus dias com um pouco de paz e amor próprio.

    ResponderExcluir