quarta-feira, 20 de março de 2013

amar É



Amar..o Amor...muito se fala sobre, mais será que sabemos vivencia-lo?

Pois bem vou falar minha opinião...

Um dia achei que o Amor era mágico, aquele que da o friuzinho na barriga..

Depois de um tempo descobri que esse friozinho na barriga vai embora e vem a rotina, eu pensava será que acabou o amor?

Ai entendi que o amor estava na compania, nas caricias trocadas, no olhar, no perdão, na aceitação.

Aprendi que amar é aceitar os defeitos de outra pessoa, sim ele esquecia as datas que eram especiais, ele passava o domingo jogando futebol, não gostava de filmes românticos e nem sabia dançar...rs..

Isso as vezes me irritava mais eram defeitos que as qualidades me faziam esquecer, toda vez em que ele me abraçava, me beijava, perguntava pq vc ta triste e me fazia sorrir.

Um tempo depois descobri um amor que passou a exigir demais, os defeitos já não eram apenas defeitos, eram insultos, eram prisões emocionais, eram chantagens, era o mundo girar ao redor do umbigo (DELE)...e o meu papel nisso tudo era garantir que nada o faltasse.

E eu em nome do amor que tudo suporta...achava que amava...engano meu

O amor é a troca entre as pessoas, como pode se dar o que não se tem?

Não precisa ser exatamente na mesma medida, ou nas mesmas atitudes, mais qualquer Ser Humano que conviva sem amor..morre...morre em vida...

Como se dar amor a alguém que apenas lhe exige, lhe suga, lhe cobra?

Esse amor infinito só de Deus e de Mãe...esse é o amor Fraternal...Incondicional

Amor de Casal...Amor de Homem e Mulher....envolve cumplicidade, respeito, desejo, companheirismo...

Esse amor sobrevive as tempestades da vida, que são muitas...

Por isso GAROTA...ACORDAAAA

Se sua concepção de Amor é dar sem receber nada em troca,arrume um amigo, um filho...MAIS NÃO UM MARIDO.. :)

#FICA A DICA



6 comentários:

  1. P E R F E I T O !!!

    Janete

    ResponderExcluir
  2. kkkkk Arrume um filho é ótimo.... morri de rir aqui...

    Amor é companheirismo...

    ResponderExcluir
  3. Triste mas a verdade, a dor não n~~ao compesa mais porque ja não ha mais alegrias, so o que resta´é o vinculo da co-dependencia

    ResponderExcluir
  4. Kel,dia 11/02/2013, decidi "abortar" a minha participação na vida de um DQ, essa não é a primeira vez, mas posso te garantir que será a última, se Deus quiser!
    Convivi por 7 anos com essa pessoa e nos ultimos tempos tenho tido mais tristezas que alegria, o comportamento(mentiras,manipulação,chantagens..)está cada vez mais intenso, assim como pressuponho, o uso das substâncias quimicas.
    Procurei o Amor Exigente e tenho ido toda semana para buscar forças e apoio de pessoas, que assim como eu, também vivem ou viveram situações semelhantes!
    Descobri lá que essa convivência estava me deixando "doente", e essa doença também estava afetando os meus "pares"(familia,amigos..).
    Sei que não vai ser fácil, porque ele continua achando que esta é só mais uma briguinha, e que tudo volta a ser como antes, mas não é!
    QUERO ME CURAR! EU ESTOU MUDANDO, SÓ POR HOJE!
    PAZ E BEM!!

    ResponderExcluir
  5. é meninas é triste mais verdadeiro...por isso tanto a dependencia quimica como a codependencia...precisam sim de tratamento...de grupo de apoio só quem passa sabe o tamanho da dor...por isso que somente juntos e partilhando conseguimos vence-las Só Por Hoje...e Anee continue buscando ajuda vc consegue superar acredite...bjuuu

    ResponderExcluir