sábado, 28 de dezembro de 2013

desejo que você seja NOVO no ano que chega!!!





Bom dia povo....

Finalzinho de ano ta ai....e achei bem legal uma frase que ta circulando pelo face: " O ano novo não vai ser novo se você for o mesmo"

É isso que desejo a vocês, não que o ano que vem seja diferente, mais que você seja diferente.

Desejo que você se olhe no espelho e reconheça a pessoa maravilhosa que tem dentro de ti
Desejo que você não tenha vergonha de assumir seus erros, pedir perdão e recomeçar quando necessário
Desejo que você olhe pras pessoas ao redor enxergue os defeitos delas, e simplesmente lhe sirvam como exemplo do que você não deve fazer ao invés de servir de comentários maldosos ou julgamentos
Desejo que você além de esperança, tenha alegria de viver, não adianta manter a esperança se não tivermos alegria pra fazer acontecer o bom.
Desejo que sejas feliz, que se triste saiba que isso vai passar.
Desejo que encontre seu equilibrio para que possas viver em paz.

Um feliz ano novo pra todos vocês, que o Papai do céu, segure nas nossas mãos e continuem a nos guiar.



quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

o que verdadeiramente Importa?



O que verdadeiramente importa?

Eu não sei há quanto tempo ele está limpo e se está conseguindo se manter limpo, mais o que importa? Até aonde vai meu limite em relação a sua adicção?

Meu limite é: desde que seus comportamentos não me afetem o problema é seu, se passar uma linhazinha chamada LIMITE...ai sim já era.

As coisas estão assim, e quando o descontrole emocional aparece acaba ascendendo as minhas luzinhas de emergência..

Devido as minhas mudanças por mais que eu de umas derrapadas, quando acontece algum "piti" do rei bebê, eles já não tomam as grandes proporções que antigamente tomavam, não mais é apenas uma criança mal criada que bate o pé e fica falando sozinha, então logo cansa e logo para..rs..

E quando as coisas estão bem, a gente aproveita..rs..vive...ama, abraça e curte a familia.

É isso que importa, estar em paz.

Acho que nunca soube o que era verdadeiramente estar em paz, esse natal foi diferente, em PAZ...pq ele tava bem? Claro q isso ajudou mais não foi o fator principal...pq ele já esteve bem em outros natais mais o medo me dominavam e quando na ativa, a raiva tomava conta.

Nesse natal não...eu estava feliz em paz....mesmo não tendo certeza de nada.

Pra mim é isso que importa...me amar e me respeitar pra ser feliz :) 

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

e o Natal tá chegando!!



Bom dia galera!!

O natal está chegando....

Sempre nessa época eu me lembro do ano anterior, e é inevitável não lembrar e comparar com os acontecimentos deste ano.

Me lembro que no ano passado eu saia da minha casa e voltava a morar na minha mãe, o condominio onde eu morava estava todo enfeitado, lindo, e lembro a última noite que vi aquelas luzes de natal, a última noite que passava na minha casa, e de onde eu saia devido ao final do meu casamento, que havia sido destruído pelas drogas.

Naquele final de ano foi difícil, minha vida literalmente de pernas pro ar, quanto esforço em vão, pra salvar quem não queria ser salvo!!

Hoje graças a Deus consegui encontrar o caminho da paz e da felicidade, da aceitação do amor a mim e ao próximo, aconteça o que acontecer posso ficar triste mas não desesperada, minha vida continua a caminhar pois tudo que preciso aprendi a encontrar dentro de mim.

Como entendo o sofrimento de familiares que tem seu ente querido ainda cego por essa doença, mães que convivem com o medo da perda de seu filho, esposas, filhos que sofrem, por causa dessa doença maldita.

Peçam ajuda, existem milhares de grupos espalhados pelo Brasil que podem lhe ajudar a encontrar o caminho que encontrei

Desejo a quem esteja na ativa, que acorde desse pesadelo e saiba que é possível mudar, basta QUERER.

UM FELIZ NATAL A TODOS VOCÊS QUE DEUS AQUEÇA O CORAÇÃO DE CADA UM NESSE DIA

EU SEGURO MINHA MÃO NA SUA E UNO MEU CORAÇÃO AO SEU PARA QUE JUNTOS POSSAMOS FAZER AQUILO QUE SOZINHO EU NÃO CONSIGO.

FORÇA, FÉ E ALEGRIA SÓ POR HOJE FUNCIONA!!!

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

a Recuperação




Olá galera!!

De férias em casa curtindo as férias, os filhotes, a preguiça, resolvendo coisas que estavam paradas, fazendo novos planos, assim tem sido esses dias.

Fazendo essa retrospectiva do blog, observei o caminho trilhado por mim, percebi o quanto mudei, o quanto me recuperei.

Falar sobre recuperação no mundo da adicção e codependência gera polêmica, há quem seja a favor de internação há quem não seja.

Quem se identifique com grupos e quem não goste.

Quem busque em uma religião a cura, e quem procura encontra-la com profissionais.

Existem tantos caminhos, infinitas ferramentas e me pergunto, por que ainda essa epidêmia se espalha pelo mundo.

Será que autoritarismo é o caminho certo?

Ou será que devemos sempre acolher e estender as mãos?

Não, definitivamente não existe uma única verdade, as pessoas são únicas, diferentes em seu EU, o autoritarismo que serviria pra alguns pode ser fracasso para outros

O sempre acolher e estender as mãos ao mesmo tempo que salva alguns, empurra outros pro abismo.

O que funciona então?

PRA MIM, funcionou parar de querer controlar o incontrolável, ou seja tudo que não faz parte da MINHA MENTE...

PRA MIM, funcionou fazer mudanças na minha forma de olhar o mundo.

Foi só quando aprendi a desvendar os meus segredos que consegui ascender uma luz dentro de mim, com as demais criaturas desse mundo, qual meu papel?

Dar a elas o que elas precisam, como cada ser é único o que serve pra um pode não servir pro outro.

E nunca se esqueçam, CADA UM  é responsável pela PRÓPRIA VIDA.

Desejo a vocês uma ótima semana
  

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

entregando minha vida - RETROSPECTIVA

eu prefiro deixar nas mãos de quem Entende!!! DEUS




Buenas Galera...

Comigo está tudo bem graças a Deus...

Sabe gente eu até pouco tempo atrás martelava em minha cabeça exaustivamente...os serás da vida....
Será que devo partir?
Será que devo ficar?
Será que ele irá conseguir?
Será que existem coisas as quais não imagino?
Será que ele me traiu?
Será que o que diz é sincero?
Será que agora vai?
Será ...será....será....e minha vida não passava de SERÁS!!

E depois do susto das histórias dos tais caderninhos...rs..decidi não me preocupar MAIS COM "OS SERÁS", decidi ser feliz...e deixar nas mãos de Deus...pq acreditem se existe mentira que deve ser revelada ele nos revela....se não é pq não tinha a necessidade...rs..

Hoje eu acredito verdadeiramente em duas coisas Deus e Atitudes,..palavras são palavras.....mais atitudes sólidas...de quem quer mesmo...´digo isso até de mim mesma.

Já pararam pra pensar quantas vezes desejamos algo? Fazer algo?..e falavamos...um exemplo besta...quero emagrecer...e o regime é sempre adiado pra segunda-feira...nossa amiga Lu...não disse que iria emagrecer...ela emagreceu...rs...hahaha

Entendem o que quero dizer..?

Quem quer faz, quem não quer arruma desculpa.

Isso é fato.

Promessas...?...só confio nas de Deus
Felicidade? confio no meu poder de sorrir
Certeza? tenho certeza de que posso ser quem sou e mudar quando achar que devo

Bjus e fiquem com Deu

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

surreal - retrospectiva

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

surreal



É assim que defino o que to sentindo...uma coisa surreal..uma coisa inacreditável...perder alguém pra uma quantidade de pó branco..cara..é surreal...

Perder pra outra mulher...ou outro homem..sei la o mundo anda moderno demais..mais pra cocaína...

Saber que ele...é um ser humano, mais que olha nos meus olhos..e me mostra o amor que sente por mim...saber que esse amor existe..mais que por trás desses olhos também existe alguém que eu não faço idéia do que é capaz de fazer nas suas noites de loucura...

é SURREAL..É INDESCRITIVEL...não pensei que fosse me sentir assim...

Eu não volto pq eu não consigo voltar....é minha razão me puxando pra frente e meu coração me empurrando pra trás...fico tentando entender tudo o que aconteceu...esses 6 anos...e tudo se resume nisso..PÓ..CARA....
Por isso acho que alguns preferem não entender..melhor, não ver de perto..pra não sofrer tanto..

Eu sei que tudo isso vai passar...mais confesso que to paralisada..ainda em fase...de entender..sei la o que...aceitar sei la tb o que...queria dormir e acordar daqui uns meses...mais tenho 2 filhos que dependem de mim e precisam de uma mãe sã..bem...emocionalmente...

Talvez essa coisa de não poder ficar mau..me sentir mau...pese mais ainda...não sou mais uam adolescente..que essas horas..iria enfiar o pé na jaca...sair pras baladas...e esquecer.....sou mulher, mãe e tenho dois serzinhos que dependem de mim...

Só o tempo....só o tempo vai amenizar essa dor do cão..que não tem dimensão...
Alguém tem uma passagem de um foguete pra lua?...rs...brincadeira...rs..eu sei que não adianta fugir...tem que enfrentar né....
Desculpa é um desabafo apenas...

abraços a todos

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

F É R I A S ........



Chegou minhas fériaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaasssssssssssssss


uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

Galera passando apenas pra dar um tchauzinho, esse ano to com net em casa...rs...então vcs ainda vão me aturar por esses dias...hehehe

Ótimo final de semana a todos e inté mais

largando a corda - RETROSPECTIVA



segunda-feira, 5 de novembro de 2012


ele foi Embora


Buenas Galera..é isso mesmo...ele foi embora...

Não foi pra uma clinica..infelizmente...preferiu ir embora...foi pra casa do pai dele...

É finalmente as coisas parecem que se resolveram da forma em que eu estava lutando pra que se resolvessem..na paz..nos entendendo...e assim foi...

É estranho...doeu pra caramba..ainda dói...a sensação é de queimação no peito..rs..isso mesmo sabe queimação no estômago..só que no peito...isso que eu sinto fisicamente...

Ele foi embora dizendo assim: Eu não to te abandonando..não chora...eu te amo...e vc vai ser minha mulher pro resto da minha vida... essa é a unica oportunidade que a gente tem prá ser feliz...e eu estarei te esperando...quando vc quiser me liga...que eu venho..enquanto na nossa história for só a gente...eu vou te esperar...eiii não chora menina...eu  perdi a luta e não a guerra....

Eu né gente nem preciso dizer que tava chorando igual uma criança...eu passei o dia todo tentando esconder as lágrimas que insistiam em escorrer do meu olho...eu disfarçava...eu me lembrava que eu tinha que ser forte e deixa-lo ir ...pq só assim talvez eu pudesse realmente ajuda-lo...só assim talvez...eu pudesse ter minha vida inteira de volta...e só assim talvez eu pudesse dar a oportunidade pros meus filhos terem uma familia feliz...juntos ou não...e foi assim chorando que eu deixei ele ir...deixei...é dificil de aceitar que as coisas chegaram nesse ponto...mais era o único jeito de talvez...as coisas se acertarem...meu pensamento nesse exato momento é esse: PUTA QUE PARIU QUE M*RDA...TEVE QUE SER ASSIM...pois é teve..
Meu pensamento pro futuro: EU ACREDITO EM DEUS, EU TENHO FÉ...TENHO ESPERANÇA...E SEI QUE O MELHOR SERÁ FEITO...
Isso me mantém de pé..com o peito doendo..vontade de chorar...mais to aki..né...e sei que tudo passa...essa dor que sinto...vai dimnuindo aos poucos..e vai passar...
Domingo fiquei na minha mãe...com as crianças...fiquei di boa...contendo as dores do coração..rs
Agora tenho que tomar coragem e tirar o extrato do banco..hahahaha...pra ver que rumo dou na minha vida...to procurando outra casa...pra alugar...bem mais barata...e vamos...ver...é um passinho por vez né...então vamos caminhando um passinho poe vez...

Sabem quando eu aceitei que ele não ia parar de usar...quando eu comecei a acompanhar os blogs...frequentar os grupos, ler sobre os assuntos...hoje me dei conta que eu não procurava um remédio milagroso de como cura-lo da dependencia quimica...eu queria encontrar uma maneira de ser feliz ao lado dele...do jeitinho que ele era...com essa coisa de adicção...cara...eu procurei...eu questionei..eu duvidei...eu trouxe muitos exemplos de vida pra minha vida...e tentei...tentei ser feliz...mesmo com a adicção ativa dele...e cara eu RACHEL..não consegui...rs...até falo se tem alguém que conseguiu essa façanha...ser uma pessoa feliz convivendo com um marido na ativa me conta como..por favor...de verdade...rs

PQ eu tentei gente de um tudo...e não consegui ser feliz ao lado dele na ativa...e por mais que eu questionasse....observasse...a vida de outras pessoas...nos grupos..entre minhas amigas, nos blogs..nunca encontrei alguém que fosse feliz de verdade...encontrei mulheres como eu...que viviam de SÓ POR HOJE.....os só por hoje deles...SÓ POR HOJE..ele ta bem então eu também estou...só por hoje ele fez uma grosseria devido a doença do comportamento...e só por hoje ele me magoou muito..só por hoje ele usou...só por hoje eu dormi...mais triste pq sabia que isso ia acontecer mais cedo ou mais tarde, só por hoje ele voltou, só por hoje eu voltei a ser feliz, só por hoje ele disse que me amava e que não queria mais me fazer sofrer, só por hoje eu acreditei...e depois só por hoje ele fez outra grosseria...e depois só por hoje eu voltei a viver nesse ciclo maluco...que me arrastava...eu me agarrava a algumas coisas que me faziam feliz...mais ainda assim ele me arrastava...e eu vi que estava perdendo muitas coisas pelo caminho...e eu precisava parar...eu finalmente acho que parei..
PAREI...DE CORRER ATRÁS DELE...DESSE CICLO...acho que consegui...

É isso gente por enquanto é isso...bjus e fiquem com Deu

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

depois dele sair da Internação


quinta-feira, 13 de setembro de 2012

se isso é possivel ME EXPLIQUEM COMO!!




Agora peço a todos que afirmam que:

É possivel se manter na praia sem ser atingida pelas ondas
É possivel esperar o carrinho dele subir de volta
Se desligar com amor,vivendo junto

É por isso que eu sempre fico insistindo em que NÃO SE É POSSIVEL VIVER DESSA FORMA COM UM ADICTO QUE NÃO ESTEJA VERDADEIRAMENTE EM RECUPERAÇÃO E APENAS LIMPO.

To devendo 50.000 no banco de empréstimos...não tenho dinheiro pra cobrir todas as despesas do mês, tento de todas as formas conversar com ele que é preciso ele ter comprometimento com a familia na parte financeira...

Blza..ele ta mau humorado...ele não quer falar comigo..ele quer tomar todas,..ele quer usar...legal vai to nem ai...

Agora... quando ele por causa do seu egocentrismo joga as despesas da casa todas nas minhas costas, não ve o esforço que to fazendo pra tentar resolver...se eu peço pra ele economizar é pq sou ruim e to culpando ele....

Eu falo de me separar numa boa..ele tranca a porta...eu falo de ficar..só que ai  pra viver em paz tenho que fazer todas as vontades do bebe chorão senão ele grita...ofende...e se eu fizer as vontades dele..me ferro mais ainda financeiramente e o pior ainda sou ruimm...atrapalhada...e as dividas nada tem haver com ele....eu que sou uma irresponsável e descontrolada...

QUERO VER QUEM É QUE SABE COMO FAÇO O QUE ENSINAM NAS FRASES ACIMA...VIVENDO JUNTO COM ELE...SE SOUBER ME CONTA PQ EU JURO QUE AJ TENTEI DE TUDO E NÃO VEJO SAÍDA...

ENTÃO A UNICA SAÍDA QUE EU VEJO É LUTAR POR UMA PESSOA QUE QUEIRA DE VERDADE LUTAR...E PULAR FORA CASO CONTRÁRIO
ENTÃO SE SEU ADICTO..ACHA QUE SOZINHO CONSEGUE...FIA CAI FORA...VC VAI SE FERRAR IGUAL EU

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

durante a Primeira internação -Retrospectiva




quinta-feira, 21 de junho de 2012



é preciso SE aceitar para SE modificar...

Bom dia a todos...

Estive pensando muito ontem a noite sobre a aceitação, nós codependentes falamos muito em
Aceitar o que não podemos mudar: e logo ja vem na cabeça, não posso mudar meu ente querido. Coragem para mudar o que posso: ai pensamos posso mudar meus comportamentos para assim ajudar meu ente querido.
Serenidade pra saber a diferença:...ai..parei...e comecei a tentar entender quais as diferenças..

Bem nas duas primeiras frases aceitamos e modificamos, porém sempre pensando no outro AINDA...é...não que esteja errado...mais não podemos parar por ai...

Então percebi que eu estava aprendendo a ME aceitar...e assim estava ME modificando...

Percebi isso quando me peguei na visita reagindo as manipulações do meu marido, e depois veio uma sensação de tristeza e medo..Ai comecei a mudar minhas atitudes, passei a ouvi-lo e a não reagir, eu estava pensando antes de falar, estava agindo, e troquei o medo que eu sentia por entregar nas mãos de Deus.
Assim eu estava pensando em mim, não estava permitindo me machucar, eu parei de pensar nele e concentrei meus pensamentos em MIM, por ele só posso pedir que Deus o ilumine e tentar ser assertiva.
Só que pra ser assertiva eu não preciso ficar remoendo os miolos da minha cabeça pra saber o que dizer o que fazer..mesmo pq sou um ser humano passivel de erro...o unico ser perfeito que não erra é Deus e ainda irei errar bastante nessa vida.
Quando me aceito consigo enxergar com mais clareza meus erros, sem pressa, sem cobranças, e ai encontro a serenidade para entender como eu devo agir pra mudar a MIM...independente se vai trazer resultados perante o meu marido...se trouxer ótimo se não trouxer Deus se encarrega de guia-lo e está nas mãos do meu marido escolher quais caminhos seguir.

Mudando o assunto...ontem meu marido pediu que me ligassem pq era dia de ligação e ele queria muito falar comigo, pra se desculpar, liguei então e conversamos...eu mais ouvi do que falei...me limitei a responder..fiquei tranquila...mais não empolgada de felicidade...eler econehceu e subiu um degrau...mais sei que ainda tem uma longa escada pela frente...

Bjus a todos e que Deus esteja hoje e sempre na vida de vcs


terça-feira, 10 de dezembro de 2013

dando tiro no Pé




Aeeee mídia, governantes, etc etc

De que adianta lançarem essas campanhas?

Crack

Se ainda continuam a incentivar essas?

Alcool

Alcool

Se deve cortar o mau pela raiz, fica a dica

retrospectiva..rs




Bom dia galera....

Final de ano chegando, resolvi fazer uma retrospectiva do blog...essa foi minha primeira postagem:

**********************************************************************


Gostaria através deste espaço, esclarecer algumas coisas pra nós que convivemos com a dependência química, minha intenção é apenas mostrar o que aprendi com a minha codependência e a adcição do meu marido com quem tenho 2 filhos (4 e 1 ano) e vivo há 6 anos.

Como todas as pessoas que convivem com um adicto, vivi o auge da minha codependencia ao lado o meu marido, deixei de viver minha vida, realizar meus sonhos tudo porque passava o tempo todo tentando encontrar algo que o fizesse parar de se drogar, tive filhos, mudei de casa, comprei carro, ajudei ele a trocar de emprego, o acompanhei na igreja, o incentivei a frequentar o N.A., mostrei varias reportagens sobre o que é a dependência química, controlei o dinheiro dele, controlei ele, realmente com tantas responsabilidades, fora: casa , filhos e trabalho,  impossível sobrar algum tempo pra mim não é mesmo?
Enfim fiz tudo isso esperando que ele parasse de se drogar para que ai sim a gente conseguisse ser feliz, eu sempre coloquei minha felicidade como: preciso ter uma família estável, viver uma vida estável para ter paz e assim ser feliz.
Assim vivi durante 6 anos ao seu lado, até que esse ciclo que nunca se acabava: (uso da droga- culpa – recaída) nunca tinha um fim, nesse período li alguns livros, me informava sempre sobre a dependência até que ouvi falar em codependência, mais ainda assim não conhecia exatamente o que significavam essas duas palavras, eu não estava vivendo, estava me arrastando, foi quando conheci o blog “ Amando um dependente químico” nele aprendi muita coisa, coisas que eu deveria fazer e coisas as quais eu não deveria fazer, mais uma coisa indiscutível que aprendi foi confiar em Deus, colocar nas mãos dele os problemas com os quais eu não podia resolver, eu não sabia exatamente qual caminho seguir e pra onde ir, mais sabia que precisa fazer algo, ouvia o tempo: nada muda se vc não mudar, mais não sabia o que exatamente deveria fazer, então todos os dias que eu levantava pedia a Deus, me guie e me mostre o caminho certo.
Assim se passaram uns 3 meses até que eu dei com a cara na porta, e “ A PORTA” que eu aprendi que deveria abrir, isso se eu quisesse mudar a minha vida, já que só posso mudar a MIM, e não ao outro e de quebra quem sabe talvez, a minha mudança afetasse meu marido pra um despertar.
Confesso que abrir essa porta foi o maior sofrimento da minha vida, entrei em depressão emagreci 5 kilos, eu não comia, só cumpria com minhas obrigações e dormia, eu acordava pela manhã e via meu marido dormindo calmo, quando eles e as crianças acordavam e eu os via brincando, era como se uma faca atravessasse meu peito. Eu pensava: meu Deus, vou perder minha família, meu marido, meus sonhos pras DROGAS, eu não queria aceitar isso, mais a realidade era essa, ou eu pulo do barco ou me afogo junto com meu marido e de quebra levo meus filhos, então decidi colocar um basta.
Disse ao meu marido e não voltei atrás que nosso casamento havia acabado e que ele tinha o direito de viver da forma que ele julga-se correta e eu também tinha o direito de escolher e eu estava escolhendo viver longe das drogas.
Como sempre ele não deu ouvido, fez ameaças, gritou, tentou usar minha culpa tudo contra mim  e depois como se nada tivesse acontecido se aproximava para tentar ficar bem, MAS dessa vez eu não cedi, não foi fácil viver durante uns  20 dias um inferno real, todos dias eram brigas, chantagens, gritos, ameaças,  eu só me limitava a dizer não adianta assim eu não quero. Naquela semana ele foi pro seu fundo de poço, se drogava dia sim dia não até que no último dia ele saiu no meio do trabalho e foi se drogar, ficou usando drogas sem parar até as 3:00hs da manhã, quando ele vomitando sangue, me ligou desesperado pedindo me interna porque eu não aguento mais.
Mais que depressa corri e 2 dias depois ele já estava em uma clinica, ele está lá  a 2 meses e meio.
Nesse tempo segui o conselho de pessoas que vivem isso, todos me diziam, aproveita essas “férias” e se fortaleça, busque conhecimento, não somente sobre a dependência mais sobre a codependência, e foi isso que fiz.
Nisso aprendi sobre a dependência que: é uma doença comportamental, a droga só é o resultado final, explicando melhor:
Todos os seres humanos querem de alguma forma, se sentirem seguros, aceitos, querem se sentir bem, felizes, alguns buscam isso praticando um esporte, outros acumulando dinheiro, outros buscando a fama, outros ser bem sucedido profissionalmente, outros auxiliando o próximo, outros servindo a Deus, outros formando uma família e alguns infelizmente buscam isso nas drogas.
Então essa pessoa que busca esse sentimento na droga, no inicio o encontra de imediato, ele usa e no mesmo instante, se sentem bem, feliz, legal, aceito. Porém a droga cobra um preço alto por essas sensações, pois ela altera fisicamente seu cérebro, ela o faz perder a fé, perder sua autoestima, ela o tira tudo mais por alguns instantes ela lhe da tudo também.
Então depois de um tempo de uso nada mais que a pessoa faça ira lhe preencher o vazio que a droga deixou. Por isso a irritação, a manipulação, as mentiras, pq eles precisam a qualquer custo se sentirem bem, e somente a droga é quem lhes da essa sensação. Então enquanto algo muito grave não acontecer com o adicto eles não enxergam o mau que a droga os faz, posso eu, o papa, a mãe o filho qualquer um lhes dizer: se olha no espelho vc não enxerga no que vc está se transformando, as barbaridades que vc anda cometendo.
Que eles não vão admitir verdadeiramente, porque enxergar isso é ter que admitir que não da pra continuar usando a droga, e no tempo de adcição que geralmente quando começa de fato interferir na vida do adcito e familiares, já se passaram anos..5..10..20 anos, eles aprenderam a se comportar de determinada maneira, tudo para não saírem da zona de conforto deles e não ter que lidar com a realidade de cara limpa e enfrenta-la, e pra mudar isso??
Ai aprendi sobre a codependencia: Vcs devem se perguntar, o que podemos fazer?
Respondo que a melhor coisa que devemos fazer é deixar-los viverem todas as consequências dos atos deles, pra assim QUEM SABE..batam com a cabeça bem forte no chão e TALVEZ  acordarem, e busquem força pra sair do fundo do poço.
Ai entra o papel dos familiares os codependentes da situação, enquanto tivermos de alguma forma, protegendo eles deles mesmos, não estamos permitindo que eles “BATAM COM A CABEÇA” e acordem...por isso é de extrema importância vivermos  NOSSA VIDA, e se isso infelizmente incluir o afastamento, sim deveremos nos afastar,  isso é a maior prova de amor que podemos dar a alguém, é deixa-los viver e sofrer as consequências de suas escolhas sejam elas boas ou ruins, amar verdadeiramente não é suportar o sofrimento do outro, é abrir mão da nossa então sonhada felicidade e seguirmos nosso caminho para mostrar a eles que é possível SIMMM...ser feliz independente das circunstâncias, e que se nós conseguimos eles também conseguem.
Hoje posso dizer que meu marido está limpo, porém ainda infelizmente não entrou em recuperação, ainda tem mais 2 meses e meio pela frente de internação e espero que ele desperte desse pesadelo encontre forças pra se conhecer e pra começar a se transformar, enquanto isso o que eu posso fazer?
Viver minha vida, cuidar dos meus filhos, sair com amigos, aprender, me divertir, descansar e PRINCIPALMENTE ENTREGAR NAS MÃOS DE DEUS, pedindo sempre que ele me guie na minha recuperação e que me faça agir de forma correta com meu marido para que as minhas atitudes mesmo que aparentemente egoístas possam ajuda-lo a despertar para uma nova vida.


“Eu seguro minha mão na sua, uno meu coração ao seu, para que juntos possamos fazer aquilo que sozinho eu não consigo.Concedei-me, Senhor, a serenidade necessária para
aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar aquelas que posso e
sabedoria para distinguir umas das outras.
FORÇA! FÉ! ALEGRIA!

*********************************************************************************

Engraçado ver como na teoria eu até que tava bem, mais como dizem recuperação é pra vida toda, o segredo ta na próxima continuem voltando ;)

Fiquem com Deus

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

as Várias formas de AMOR

Veja se tem amado de maneira correta, muito enriquecedor

AMOR

A importância da família na luta contra as drogas

maior medo dos paulistanos é que jovens entrem nas Drogas




Bom dia galera!!

Final de semana em paz, graças a Deus.

Esse ano foi realizada uma pesquisa sobre qual o maior medo do paulistano, em primeiro lugar é o medo dos jovens se envolverem com drogas.
PESQUISA

Infelizmente a informação que temos na mídia, de prevenção e sobre tratamentos, é muito pobre, não nos trás esclarecimentos que de fato contribuam para o entendimento da problemática "drogas".

Se usa de muito sensacionalismo pra mostrar a cracolândia, acabam colocando a internação como a resolução do problema quando na verdade não é.

Uma coisa que quase não se fala e ao meu ver é de extrema importância: NÃO EXISTE CURA.

Portanto não existe EX DEPENDENTE QUÍMICO e sim DEPENDENTE QUIMICO EM RECUPERAÇÃO.

Outro assunto muito pouco abordado: A CODEPENDÊNCIA.

A família também adoece junto, e também precisa de apoio.

Nem o dependente químico e nem seus familiares precisam ser vistos como coitadinhos, precisam apenas de informações de qualidade e que mostrem os caminhos que já existem e funcionam nessa luta contra a dependência química.

E falando de prevenção, como querem previnir o uso abusivo de drogas se permitem propagandas publicitárias que induzem ao consumo delas o ÁLCOOL é droga, e é uma das DROGA QUE MAIS MATA, perdendo apenas para o cigarro.

Jovens prestem atenção, aquelas pessoas que hoje vocês veem nas cracolândias da vida e andando feito mendigos nas ruas, um dia começaram com o álcool, com a maconha.

Familiares e jovens, existem pessoas morrendo e famílias sendo destruidas, muito antes do dependente químico chegar ao uso do crack.

Existem pessoas desenvolvendo esquizofrenia devido ao uso de maconha
Existem pessoas morrendo de overdose, devido ao uso de cocaína
Existem, filhos, esposas, mães, pais, avós...perdendo seus familiares devido ao uso de álcool.

As drogas não vitimizam apenas quem as consome, elas causam um buraco enorme aonde passam, deixando filhos órfãos de pais vivos, famílias desestruturadas emocionalmente, jovens mortos em acidentes devido ao consumo de substâncias que alterem seus reflexos, pessoas adoecendo fisicamente com vários tipos de cancêr.

Pessoas perdendo a sua mente e a sua liberdade de escolha

Pessoas se esquecendo do que é olhar pra vida e se alegrar sem precisar de um estimulo artificial pra isso.

As drogas licitas e ilicitas, estão destruindo o bem mais precioso que temos de graça: A NOSSA PRÓPRIA VIDA E A DE QUEM AMAMOS.

DIGA NÃO AS DROGAS

BUSQUEM INFORMAÇÃO, E VOCÊ QUE TÁ NESSA, EXISTE UM CAMINHO DE VOLTA, RETORNE ENQUANTO É TEMPO.

"Eu seguro minha mão na sua, uno meu coração ao seu, para que juntos possamos fazer aquilo que sozinho eu não consigo"

Fiquem com Deus

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Palestra Controle suas Emoções

Bom eu achei fantástica, vai ai pra vocês:

Palestra Controle suas Emoções

o Amor e o Ódio



Bom dia galera, tudo em paz por aqui...

Nos grupos de apoio o meu amigo Chico Saldão, comentou algo que me fez refletir e entender de que modo esses sentimentos Amor e Ódio, contribuíram para a a perpetuação da MINHA rendição e ajudando a alimentar a doença da adicção do meu ente querido.

Durante muito tempo meu Amor que era capaz de "salvar" foi um facilitador pra vida da adicção ativa do meu marido, ele cometendo insanidades e eu evitando que ele sofresse as consequências destas tudo em nome do Amor que tudo suporta.
Então depois de um tempo, passei a sentir Raiva da quela situação, eu Odiava viver daquela forma, e por consequência esse Ódio que eu sentia, fazia com que eu descontasse todas as minhas frustrações em cima do meu marido.
Esses sentimentos alimentavam ambas as doenças, tando a dependência como a codependência, no Amor eu facilitava e no Ódio eu o incentivava a continuar a se matar.
Em algumas situações passei a agir com indiferença, explico:
Se ele está desempregado devido a dificuldade de se manter em um emprego, e acaba conseguindo uma nova oportunidade, eu não preciso sair soltando fogos de artificio, o trato como trataria a qualquer pessoa.
Se ele fica desempregado, devido a sua doença, eu não preciso ofende-lo, humilha-lo, apenas permito que ele sofra as consequências de se estar desempregado, assim como qualquer outra pessoa.

É desse tipo de indiferença que falo, nem Amor de mais e nem Ódio.

Quando o Dú me ligou e eu questionei "Por que vc me liga tanto, o que você quer me explica que não entendi", ele respondeu "Quero resolver a minha vida"

Como durante nosso relacionamento eu sempre tentei resolver as coisas dele, ele acostumou e por isso fica me enchendo o saco, minha resposta foi: A vida é sua resolva como achar que deve resolver.
Sem raiva e sem pena, apenas permitindo que ele aprenda e cresça.
Talvez isso tenha contribuído pra ele parar e pensar no que realmente é melhor pra ele e te-lo feito pela primeira vez entender que se ELE não mudar a vida dele NÃO VAI MUDAR.

Portando se ele quer ter a família dele de volta, morando na mesma casa, terá que ter condições para isso.

É ruim isso?

Pra mim não, por respeito e amor a ele estou dando a oportunidade dele crescer e por respeito e amor a mim, estou aprendendo a ser feliz independente do OUTRO e de suas escolhas.

Um ótimo dia e fiquem com Deus

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

se Rendeu




Bom dia Galera..

Gente como o PS é maravilhoso, hoje de manhã relembrando o dia de ontem, fiquei muito emocionada, é lindo ver um despertar espiritual, é maravilhoso ver alguém se render, ainda mais quando esse alguém é seu ente querido adoecido pela adicção.
Eu sei, tenho consciência que não da pra criar expectativas, eu sei que o caminho da recuperação é longo e que depende unica e exclusivamente da pessoa querer caminhar.
Mas pela primeira vez vi o Dú enxergar esse caminho e dar o primeiro passo, pela primeira vez ele abriu essa porta é muito emocionante tudo isso, foi assim:

Essa semana ele estava surtado, e ante ontem uma das últimas vezes em que conversamos nossa conversa foi assim:
Eu: Dú você já me ligou umas 100 vezes e até agora não entendi o que você quer, afinal o que você quer?
Ele: To esperando minha vida se resolver
Eu: E por acaso você acha que eu posso resolver sua vida? A vida é sua resolve você o que quer pra ela.

Ele desligou.

Ontem de manhã, me liga novamente, no mesmo "barulho" sem saber muito o que dizer, ele reclamou, se lamentou eu só ouvi e ele desligou.

Passando-se algumas horas ele me liga emocionado, chorando de felicidade e dizendo assim:

Dú: - Rá  eu te amo, aquele Dú que você conheceu não existe mais, eu sou outra pessoa, caramba eu tava cego, como pude ser tão cego
Rá: - Caramba o que aconteceu viu um anjo e disse amém, que bom né
Dú: - É sério, eu não sei como, mais foi como se alguém dissesse no meu ouvido enquanto eu tava indo de moto pra Alphavile e me questionava o que eu ia fazer da minha vida, alguém me disse: "a vida de ninguém é perfeita, valorize o que você tem e será feliz" eu sei que você já me disse isso várias vezes, mais parece que eu tava cego, dessa vez eu entendi, não sei o que aconteceu mais eu entendi, caramba como eu tava cego, eu tenho a você a meus filhos, a gente passeia, vive momentos bons, tenho meu emprego o que mais eu quero, problemas eu e todos sempre teremos, e pensa que eu tava perdendo vocês de novo, eu não me conformava pedi tanto pra Deus trazer vocês de volta pra minha vida e quando vocês voltam o que eu faço? A mesma merda de sempre, volto a brigar com vocês, volto a adicção, não eu não quero perder vocês denovo, a felicidade que eu via quando estava cego é ilusão.

Eu ouvi quieta, não disse nada, só que bom que você percebeu isso, vai ser feliz então.

Como sabemos que falar qualquer um fala mais que além de falar pra se conseguir algo, precisamos fazer, ter atitudes, então fiquei aguardando pra ver o que aconteceria, pra minha surpresa:

Ele chegou na minha casa, me abraçou conversamos e ele disse, vou ao grupo, vê o horário pra mim, e ele foi, quando chegou em casa me ligou e mais surpresa:

Du: - Nossa foi muito bom, é verdade quando dizem que a doença sai pela boca e entra pelo ouvido, aprendi muito ouvindo as partilhas e olha que quase não entrei, lá perto tinha um bar, um monte de gente tomando cerveja nesse calor, por um instante olhei e pensei, ninguém me conhece aqui mesmo, mais logo me lembrei que aquilo é ilusão que a minha felicidade não tá lá, aquilo passa e depois o que resta é nada.
Eu: Que bom
Du:- Me vi em uma partilha o cara tinha acabado de sair da clinica e dizia, "há já estou trabalhando, vou vir na sala quando der, e se me sentir mau, minha vida já voltou ao normal" nossa eu dizia isso que sala que nada..tb achava q por estar limpo e trabalhando ja não tinha mais nada pra fazer...sei bem aonde ele vai acabar parando e outro que disse já estar há um bom tempo limpo e que hoje colhe os frutos disso, mais que não é pq ta limpo que não colhe ainda os frutos da adicção, mais que não interessa pra ele ficar de pé ele tem que olhar o que ele tem de bom na vida dele, senão ele recai pq vai começar a se sentir infeliz e automaticamente vai buscar a fuga.
Foi muito bom, eu vi que não sou só eu que tenho essas dificuldades, e que tem pessoas que me entendem, eu entendi que não estou sozinho nesse barco.

Gente o que dá pra dizer, se rendeu ou não se rendeu...eu to muito feliz, to emocionada, sem expectativas claro...

Mais to muito grata ao PS por ter me proporcionado poder ver esse MILAGRE.

Como o Dú disse, não quero ficar contando tempo limpo, isso me deixa ansioso, pq fico me cobrando será que chego há 11 meses, será que chego a 1 ano, o que me interessa é que só por hoje eu to bem.
O que me interessa não é ser premiado por ter alcançado um número, o que me interessa é aprender a ser feliz de verdade.

Só por hoje eu sou muito grata e feliz demais SÓ POR HOJE FUNCIONA

Fiquem com Deus

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Eu não CAUSEI, eu não tenho CONTROLE e eu não posso CURAR



Bom dia galera, to eu aqui madrugando  de novo, trabalho..rs..

Dessa vez acho que ele desandou, entrou em compulsão, eu acho...quase certeza.

E agora?

Se desesperar, se entristecer, sentir raiva, sentir pena, cansaço, desânimo?

Dessas palavras acima citadas acredito que as únicas que estão me afetando ainda é o cansaço e a tristeza, nada em grandes proporções.

A vantagem de quando nós familiares buscamos ajuda e autoconhecimento, fica menos pesado lidar com essa doença, com a nossa doença.

Graças ao meu pedido de ajuda,  a minha dedicação a minha recuperação, aos grupos, aos amigos as minhas queridas madrinhas, graças a vocês eu posso dizer que hoje estou preparada pra enfrentar essa realidade, de maneira calma e serena.

E o que fazer agora?

Meus planos eram me separar caso ele recaísse, sim eles continuam.

Nós já não moramos mais juntos, os meios legais só voltam a funcionar ano que vem, e sinceramente minha grana vai ser pra eu viajar com as crianças e comemorar o aniversário de minha filha.

Se ele me pedir ajuda, não vou lhe estender a mão, não dessa vez, ele precisa aprender a valorizar a ajuda que ele recebe.

Ele ainda tem uma confiança muito grande que se recair terá uma mãozinha estendida pra ele, sim vou deixar com que ele sinta o desespero de estar sozinho, já falei com a familia dele e ambos dessa vez estão do meu lado, então quer se internar, quer ajuda SE VIRA.

Ele sabe aonde encontrar ajuda, basta querer ir atrás.

Quando ele desejar a sua recuperação como se fosse o ar que ele precisa respirar pra estar vivo, a gente nem vai precisar correr, arrumar esquemas, a gente simplesmente direciona e tenho certeza que ele vai ir correndo e com as próprias pernas.

Assim espero, sim espero com muita ESPERANÇA.

Claro que tem chances de nada disso acontecer, dele piorar, dele descer mais, dele morrer.

Mas ja abandonei meu cargo de "Deus", não posso controlar, não posso curar ta entregue nas mãos DELE.

Eu aceito minha impotência: Isso me liberta da culpa
Eu entrego nas mãos de um poder superior: Isso me deixa aliviada porque sei que não estou sozinha
Eu confio no poder superior: Confio tanto, e tenho tanta fé que eu sei, ele não da uma cruz maior da que eu possa carregar e nada acontece sem sua permissão.

Enquanto isso oro, vigio e aguardo a hora certa e o momento certo de agir, se assim for preciso.

Um bom dia e fiquem com Deus


o Rei Bebe



Bom dia Galera!!

Tudo em paz por aqui (pelo menos comigo)..rs

Ontem o rei bebe aflorou no moço, fiquei a reparar suas atitudes e vi meu filho de  6 anos quando digo NÃO a ele...rs...

Na minha visão o que acontece é que o cérebro dele está gritando por drogas, os neurotransmissores devem estar lá de prontidão esperando aquele bando de hormônio de bem estar que a droga proporciona.

Quando isso acontece, o Dú deixa de achar graça ou ver prazer na sua vida, ele começa a ficar triste, mas continua conformado, não trabalha a sua tristeza pra transforma-la em aceitação e poder modificar a sua própria vida, fica esperando que algo mágico ou que alguma surpresa como ganhar na loteria aconteça pra que ele possa resolver tudo que não lhe agrada, os dias passam ele não ganha na loteria (e pior nem joga né) e vem a frustração de olhar pra sua própria vida e ver que ta tudo uma mer$#, nada do jeito que ele gostaria e pior não tem como mudar, não do dia pra noite e o cérebro lá gritando: QUERO DROGA.

O "homi" explode, e vai afetar quem estiver perto, ontem os responsáveis pela vida dele ser uma merda era eu e meu pai..rs..então ele me ligou com essa frase ensaiada: Você ta querendo se vingar de mim, tá conseguindo, vc ter ido morar com seus pais ta me afundando...

Na hora juro que tive vontade de rir...pensei gente que maluquice é essa agora...

Mais respirei e respondi: Você conheceu as drogas a quase 20 anos, conhece eu e meu pai há 7 anos e a gente quer te afundar? Antes era sua ex e o pai dela...sinceramente

Ai ele veio com as acusações de sempre, quis me provocar, falou mau do meu pai, deu uma de coitadinho eu ouvi tudo e quando ele ficou quieto, respondi: Escolhas, são suas escolhas que te levaram a estar desse jeito, não adianta querer culpar ou querer me provocar, eu já te perdoei e nada do que vc me diz me afeta, quer mudar sua vida escolha agir diferente, pq ficar berrando não vai adiantar nada.
Ai que o homi gritava, ficou nervosinho porque não conseguia me tirar do sério, ficou caçoando dos grupos, tentando me ironizar, até que ele soltou, porque acha que eu devo sofrer, mais você não gosta de sofrer tanto que foi embora, se você acha que eu tenho que gostar de viver sofrendo, você devia então aceitar sofrer também.
Eu calmamente respondi: Eu aceito sofrer, desde que esse sofrimento tenha sido provocado por um erro meu,ai fazer o que vou colher o que plantei, agora se você ta me propondo que eu viva ao seu lado sofrendo porque VOCÊ USA DROGAS, a nego na boa, não mais, você quer escolher o caminho do mau, da destruição vai lá boa sorte, porque eu já sofri muito ao andar nesse caminho do seu lado, POR MINHA ESCOLHA, sofri e resolvi mudar, superei e não é por isso que fico te culpando de nada, afinal eu fiz tudo porque eu quis, agora sofrer as consequências dos seus atos, não da mais não já foi, já deu.
O que posso lhe dizer ou sobe, ou desce mais, só que uma hora vai ter que subir de volta, não adianta fugir e lhe digo quando mais fundo mais sofrimento.

Ficou quieto e parece que rebobinou a fita na mente dele e voltou com o discurso, interrompi e lhe disse: Não adianta reclamar, você só está colhendo.

Ele continuou a gritar, espernear, bater o pé, eu lhe disse educadamente: Vou desligar preciso cuidar das crianças, não adianta ligar que não vou atender, tchau e boa noite.

Celular e telefone no silencioso...rs...

Antes de dormir ele me ligou, atendi, estava manso, no inicio até que ouvi ele pegando ar pra desembestar a falar, interrompi: para nem começa, me respeita eu to indo dormir amanhã eu acordo cedo.

Ele emburrado disse tchau e desligou e não ligou mais.

Olha se fosse há um tempo atrás eu tinha socado ele pelo telefone, mais dessa vez me surpreendi, ele não me afetou, e isso foi devido ao que aprendi:

- Aceitar as pessoas como elas são
- Perdoar meu próximo
- Respeitar meus limites
- Humildade pra pedir ajuda
- Estreitar meu contado com o Poder Superior

Fui dormir leve e acordei leve, pois não me ofendi, não ofendi a ele, já o perdoei sem ele nem pedir e respeitei meus limites, não passei em cima das minhas prioridades pra brigar com ele.

Quanto a ele não sei, só estou orando ou rezando pra que ele encontre a luz nesse labirinto dentro de sua mente.

Bom dia e fiquem com Deus

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

tenho um Dependente Quimico na familia!!



Bom dia Galera!!

Final de semana em paz, de muito trabalho, e lazer com os filhos e com o Dú, é impressionante como a personalidade dele e o estado emocional oscilam, como se fosse duas pessoas em uma, bom até o momento se por acaso ele está usando, ainda não entrou na compulsão, não percebi sinais de uso, mais sei que isso não garante 100%, mas como sempre digo, se estiver mais cedo ou mais tarde aparece, por enquanto vamo que vamo..rs

Gostaria de falar as pessoas que tem um dependente quimico na familia, e também para os dependentes quimicos que acham ter controle e usam  apenas socialmente.

Eu desde a minha adolescência, sempre convivi rodeada de amigos que usavam drogas de todo tipo, licitas e ilicitas, e sempre pensei que eu sabia tudo sobre essa questão, achava que sabia até aonde ir e eu mesma diferenciava os amigos que apenas "curtiam" e os que haviam se descuidado e virado "nóias".

Quanta ilusão, infelizmente as informações que temos são muito pobres, dando vasão a mídia expor sem nenhum conhecimento, dizendo que a maconha não é tão ruim, incentivando o consumo do álcool e usando tremendo sensacionalismo pra falar do Crack

Foi somente após casar com um dependente químico que ao meu ver era uma pessoa que usava "controladamente" que fui começar a aprender sobre essa doença.

Foi quando comecei a frequentar grupos de apoio, ouvir palestras, ler livros, ouvir especialistas, ouvir dependentes químicos em recuperação, ouvir seus familiares, só assim posso dizer que hoje consigo entender um pouco desse mundo complexo, as conclusões que cheguei foram.

A maioria das pessoas quem fazem o uso de drogas, seja qual for a droga licita ou ilícita, acabam percorrendo uma escadinha rumo fundo ao poço, descendo estágios.
A diferença entre essas pessoas é que umas avançam mais rápido e outras mais devagar, isso tudo vai depender do orangismo da pessoa, do tipo de droga e da quantidade utilizada.

O termo "fundo de poço" pode ter vários significados, normalmente quando ouvimos esse termo imaginamos os "nóias" perambulando pelas ruas jogados atrás de mais uma dose, mas esse termo pode ser muito mais abrangente ao meu ver:

- Uma doença como um câncer causado pelo excesso de bebida ou cigarro durante toda a vida
- Suicídio em decorrência de depressão devido ao abuso de drogas.
- Doenças psiquiatricas como esquizofrenia, bipolaridade, entre outras
- Perda de oportunidades de emprego, de estudo, de tempo de lazer saudável, em troca de horas de "loucura" causadas artificialmente onde muitas vezes tomamos atitudes irresponsáveis.
- Provocar um acidente com vitimas fatais
- Servir de exemplo pros seus filhos que ser feliz é encher a cara e ficar loucão e num futuro mesmo que você não desenvolva nada de mais grave, ver um filho seu se afundando nesse caminho
- Cometer atos inconscientemente, podendo vir a contrair uma doença ou uma gravidez indesejada.
- Perder a oportunidade de ESCOLHER o que quer pra SUA vida e passar apenas a gerenciar as consequências de atos inconscientes, precisando sempre estar correndo atrás do prejuízo.

Esses são apenas alguns exemplos, é "da hora" a sensação que sentimos, lógico que sim (eu já bebi muito), mas o preço que pagamos é alto demais, é uma liberdade realmente artificial, pois nossos momentos de prazer vivem eternamente ligados a essas substâncias e então pra festa ser legal, pra relaxarmos, pra nos sentirmos bem, precisamos consumi-las.

É isso galera que queria dizer a vocês, existem formas de ficarmos bem sem que precisemos de algo artificial que nos auxilie.

Um bom dia a todos

Bjus 

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

assim



Bom dia galera!!

O you tube não ta abrindo e eu não to conseguindo terminar de repassar a palestra do Augusto Cury pra vocês, vou ficar devendo.

As coisas por aqui não estão nada bem, eu to meia mau me esforçando pra ficar bem, o Dú ta "surtado" cego, com a mente fechada, querendo "fugir" da realidade utilizando a tal fuga geográfica, na cabeça dele se ele mudar de estado e não viver mais o que vive hoje ele fica bem.

Enfim sabemos que não é isso, quando ele me liga querendo conversar eu digo o que penso: não adianta você se mudar, você tem que mudar, mais ele já deixou bem claro e disse: EU NÃO QUERO APRENDER, EU SÓ NÃO QUERO VIVER MAIS ISSO.

Eu também ja pensei muito assim, porém, todavia, contudo, não teve jeito, ou eu me olhava no espelho e aprendia a ME MODIFICAR, ou eu sofria...Fugir de um problema não é uma solução, temos que enfrentar e superar...e quanto mais rápido percebemos isso, mais rápido aprendemos e mais rápido os sofrimentos diminuem

Haaaa se todos soubessem disso..
Haaaa se todos soubessem que basta querer
Haaaa se todos soubessem que a chave da felicidade está dentro de si

Haaa se o Dú tivesse esse despertar, mais enfim orgulho no topo, vai fazer do jeito dele, vai sofrer, até quem sabe um dia ele entender....espero que ele entenda logo...é só querer

Ontem no Amor Exigente, 3 adictos, 2 homens e 1 mulher deram o depoimento do que foi a rendição deles, os 3 chegaram em situação de rua, um morou 15 anos na rua, apanhou de 30 traficantes, levou 2 tiros, ficou em coma, ai se rendeu.

Outro a mulher não aguentou, a familia não aguentou e ele viveu 3 anos na rua, e ainda assim não tinha vontade de usar droga, até que um dia ele pensou: Chega né..se rendeu

A mulher viveu 8 meses na rua, ela passava sete dias usando, votlava pra casa, comia, tomava banho, dormia, se restabelecia e voltava pra rua, até que um dia ela tocou a campainha da casa dela e a mãe dela lhe recebeu dizendo: Fia aqui você não entra mais, não assim..
Ela: Apelou, me deixa tomar banho, mãe to com fome, só um prato de comida
Mãe: Fia, nem pra usar o banheiro, va comer e tomar banho aonde você estava, por que aqui, só depois de você se tratar.
A filha pensou: pois é e agora? Foi pra uma comunidade terapêutica e está se recuperando.

Uma mãe que estava presente na sala deu seu relato:
Meu filho foi pra rua e foi assassinado há dois anos atrás, hoje ela abriu um grupo do AE aqui em São Paulo e ajuda a outras famílias.

Uma outra mãe: Meu filho foi pra rua, pegou 5 anos de prisão, hoje é esquizofrênico e está internado de novo porque tentou matar o padastro.

A famosa doença do SE, se não fez vai fazer.

Da pra ajudar?
Dá com amor, com assertividade

É fácil?

Não, não é fácil requer, ter que fazer o que o Dú ta correndo de fazer: SE MODIFICAR, SE OLHAR NO ESPELHO

Dói, mais é só assim, limpando a ferida que podemos cicatriza-la.

Peçam ao PS, Humildade, mais muita humildade pra trilhar esse caminho

Um bom dia pra vcs...


quarta-feira, 27 de novembro de 2013

começou o sobe e Desce





Bom dia Galera, to eu aqui madrugando, quero ficar rica trabalhando essas horas..hehehe


Amanhã continuo com a interpretação da palestra do nosso amigo Cury...rs...não vou ter tempo hoje de ouvir e repassar pra vcs, mas já que acordei e to aqui vamos aos fatos.

Começou o sobe e desde do Du, a gente sabe q isso acontece, mas quando as coisas estão calmas a gente se habitua a elas, digo sobe e desce não de uso de comportamento que sinceramente é o que mais me afeta, então aquele pai e marido dedicado está se transformando em uma pessoa totalmente perturbada.
Até então desde que não encha meu saco e dos meus filhos, porém infelizmente o alvo acaba sendo quem ta próximo e ontem fomos nós, hora de impor meus limites, engraçado uma companheira perguntou no face ontem a diferença entre ser firme e dura, todos responderam alguns afirmaram agir com firmeza é ser assertiva eu por ironia do destino comentei depende "a ocasião faz o ladrão" pois bem, ontem tive que ser firme, dura e quase usar a força física, explico.

Eu baixei a apostila do Freemind e imprimi, pretendo começar a ler assim que acabar os dois livros que estou lendo, um de estudo e outro uma história, muito bons por sinal quem quiser a dica os livros são:
Horizontes da mente e Sonhos Perdidos.

Então estava lendo alguns trechos para o meu pai, o Du chegou, achei um texto que falava sobre a dependência quimica, mostrei a ele, ele leu e de forma irônica disse: você gosta dessas coisas de maluco né?
Apenas respondi, me respeita, não me ofende.
Ele me questionou algo, eu respondi é claro que ele discordou, e queria por que queria que eu dissesse, sou louca e você está certo, aprendi que é besteira discutir com quem ta com a idéia formada, no fim acho que me sai bem esclarecendo meu ponto de vista, pois foi concordando em partes com ele, então ele se calou.

Mais em sua mente doente, ele já havia achado um ponto pra fazer da noite de ontem um inferno, fomos levar as crianças pra comprar doces e dar uma volta na pracinha, tentei me aproximar algumas vezes, peguei na mão dele, mais ele lá perdido em seu mundo não dava abertura, deixei quieto.

Meu filho mais velho está se mostrando muito agitado essa semana, estou querendo leva-lo a um psicólogo, ele tem convênio e vou procurar algum que  seja coberto por ele, porque se for pra pagar infelizmente não tenho como.

O Dú com a irrtabilidade que se encontrava não estava sabendo lidar com o filho, e estava muito agressivo, no meu modo de vista, falando como se estivesse lidando com um adulto, até então eu somente acalmava os dois, sem interferir diretamente.

Vindo embora pra casa, meu filho com as birras e eu tomando conta da menor, vi que o Du e meu menino estavam indo na frente e chegaram em casa primeiro, quando entrei no quintal, meu filho já não estava apenas birrento, estava desesperado gritando: MÃE, MÃE, QUERO MINHA MÃE.

Eu olhei pra ele e disse o que foi K.?
Ele respondeu: Meu pai quer me levar embora, meu pai quer me levar embora, mãe, mãe (pra quem não sabe eu e o Du não moramos mais na mesna casa, devido a sua adicção, mas estamos ou estavamos tentando reconstruir um relacionamento)
Eu abaixei, olhei no olho dele e lhe disse: Seu pai não vai te levar embora, eu não vou deixar nunca ele fazer isso.
Ele me abraçou chorando, fui dar banho nele e o Du havia entrado e subido pro quarto.
Quando fui trocar meu filho, que não queria ficar perto do pai de maneira alguma, o Du começou a falar coisas sem sentindo: Ta vendo olha o que você fez, mais uma coisa pra me acusar, ta vendo o que você ta fazendo K.
Eu interrompi e disse: Para, ele ta assim porque você falou que ia levar ele embora da casa dele
E o Du com a sua insanidade olhou pra ele nervoso e disse: Essa não é a sua casa, um dia você vai ter uma mais essa não é a sua casa.

Meu filho chorando me abraçou eu acalmei ele e disse pra não ligar pro que o pai dele dizia que ele estava nervoso, e que sim era a casa dele, expliquei que as roupas, os brinquedos, as coisinhas dele o quarto dele estavam aqui que eu morava aqui portanto essa era a casa dele.

Falei pro Du, ou para ou vai embora

Ele nervoso saiu resmungando que ia embora, subiu na moto, e ficou parado no meio do portão por quase meia hora, falando que eu o acusava, que eu era falsa, que nós queriamos ferrar com a vida dele, eu tentei explicar a ele que aquelas coisas não se diziam a uma criança e q eu iria sim me afastar e que se ele tivesse no uso de drogas só poderia ver as crianças com autorização de um juiz mediante exame toxicológico  se ele insistisse em agir assim ele, na sua razão não deu o braço a torcer e depois de meia hora desceu da moto e disse tb não vou embora, e voltou pra dentro de casa.

Quando entramos precisei ser dura, e lhe disse vá embora porque são mais de nove horas e preciso dormir, ele se irritou fez a cena da autopiedade, quase precisei literalmente empurra-lo pra ele ir embora e parar de acusar o filho dizendo: ta vendo o que você fez a culpa é sua.

Essa hora no portão eu falei alto: PARA DE CULPAR SEU FILHO, A CULPA NÃO É DELE, ELE NÃO TEM CULPA QUE VOCÊ NÃO SABE LIDAR COM ELE, CHEGAA

Ele no meio do portão não tinha como fechar, deu um abraço no filho e pediu desculpa, agora a culpa não era mais do filho era minha...rs

Enfim ele me ligou na rua querendo jogar na minha cara que eu só tava esperando um erro dele pra mandar ele embora, que eu era uma falsa apriveitadora e blablablabla...eu respondi apenas: Eu nao to esperando um erro seu, eu to esperando ver o caminho que você vai escolher, usar droga não é um erro é uma escolha, ja lhie disse seu tempo ta acabando, to só vendo o processo que você está, to esperando e vendo qual caminho você quer pra sua vida, ter uma familia e viver de uma forma saudável ou usar drogas e viver nesse mundo podre e de sofrimento que é a adicção, e você pode ter certeza de uma coisa, você até pode escolher se destruir mais escuta bem você vai sozinho, pq nem eu e nem meus filhos você vai levar junto.


E foi assim me ligou mais uma dezenas de vezes, desliguei o celular e fui dormir...liguei as duas horas da manhã meu celular e ele me ligou denovo e mais uma vez eu desliguei.

Haja saco e paciência pra viver essa fase...faço o que posso pra preservar meus limites e se assim o Sr. Dú desejar assim que o fórum voltar de recesso, separação oficialmente e  com direito a visita assistida e com exame toxicológico se assim o juiz decidir.

Fiquem com Deus

Palestra Cuide-se Mais



Bom dia Galera

Assisti a essa palestra a alguns dias atrás e achei muito interessante o estudo do Augusto Cury, sobre a mente humana, já publiquei ela no blog, mais por ser uma palestra de 40 minutos e em linguagem médica em algumas partes, achei interessante repassar pra vocês o que tenho aprendido com ela, vou dividir em partes pra facilitar a minha interpretação e o entendimento de vocês.

Antes vamos conhecer um pouco sobre Augusto Cury:

Augusto Jorge Cury (Colina2 de outubro de1958) é um médicopsiquiatrapsicoterapeuta eescritor.
Seus livros já venderam mais de 16 milhões de exemplares somente no Brasil, tendo sido publicados em mais de 60 países. Foi considerado pelo jornal Folha de São Paulo o autor brasileiro mais lido da década.
Pesquisador na área de qualidade de vida e desenvolvimento da inteligência, Cury teria desenvolvido a teoria da Inteligência Multifocal, sobre o funcionamento da mente humana no processo de construção do pensamento e na formação de pensadores.

Outros papéis[editar]

Cury foi conferencista no 13° Congresso Internacional sobre Intolerância e Discriminação daUniversidade Brigham Young, nos Estados Unidos[carece de fontes]
Além disso, ele é diretor da Academia de Inteligência, instituto que promove o treinamento de psicólogos, educadores e outros profissionais. Desenvolveu o projeto Escola de Inteligência3 que tem como principal objetivo a formação de pensadores através do ensino das funções intelectuais e emocionais mais importantes para crianças e adolescentes, tais como, o pensar antes de reagir, a proteção de sua emoção, o colocar-se no lugar dos outros, expor e não impor as suas ideias.
Foi considerado o autor mais lido da última década no Brasil, pela revista Isto é e pelo jornal Folha de São Paulo [[1]]

Livros

  • Inteligência Multifocal
  • Revolucione Sua Qualidade de Vida (em Portugal intitulado: Revolucione a Sua Qualidade de Vida) - Outubro 2002
  • Escola da Vida: Harry Potter no Mundo Real - 2002
  • Você é Insubstituível - Novembro 2002
  • Dez Leis para Ser Feliz - Fevereiro de 2003
  • Pais Brilhantes, Professores Fascinantes - Setembro de 2003
  • Seja Líder de Si Mesmo (em Portugal intitulado Seja Líder de Si Próprio) - Outubro de 2004
  • Nunca Desista de Seus Sonhos (em Portugal intitulado: Nunca Desista dos Seus Sonhos) - Dezembro de 2004
  • A Ditadura da Beleza e a Revolução das Mulheres (em Portugal intitulado: A Ditadura da Beleza) - Fevereiro de 2005
  • O Futuro da Humanidade (em Portugal intitulado: A Saga de um Pensador) - Março de 2005
  • Coleção Análise da Inteligência de Cristo - Março de 2006
    • O Mestre Inesquecível
    • O Mestre do Amor
    • O Mestre da Vida
    • O Mestre da Sensibilidade
    • O Mestre dos Mestres
  • Superando o Cárcere da Emoção - Dezembro de 2006
  • Doze Semanas para Mudar uma Vida - Janeiro de 2007
  • Os Segredos do Pai-Nosso - Fevereiro de 2007
  • Maria, a maior educadora da História - Maio de 2007
  • A Sabedoria Nossa de Cada Dia: Os Segredos do Pai-Nosso 2 - Maio de 2007
  • Filhos Brilhantes, Alunos Fascinantes - Setembro de 2007
  • Treinando a Emoção para Ser Feliz - Dezembro de 2007
  • O Código da Inteligência - Maio de 2008
  • O Vendedor de Sonhos: O Chamado - Dezembro de 2008
  • O Vendedor de Sonhos e a Revolução dos Anônimos - Janeiro de 2009
  • De Gênio e Louco Todo Mundo Tem um Pouco - Novembro de 2009
  • Mentes Brilhantes, Mentes Treinadas - Julho de 2010
  • O Semeador de Ideias - Novembro de 2010
  • A fascinante construção do Eu - Novembro de 2010
  • Mulheres Inteligentes, Relações Saudáveis - 2011
  • O Colecionador de Lágrimas - Holocausto Nunca Mais - 2012
  • Manual para jovens estressados, mas muito inteligentes! - 2012
  • Armadilhas da mente - Setembro 2013
  • Em busca do sentido da vida - Outubro 2013

Vamos a 1º Parte: Falando sobre a mente humana e a formação de pensamentos

Nossa mente possui uma forma de armazenar informações e gerir pensamentos, essa forma Augusto Cury denomina de RAM (Registro Automático da Memória), ou seja, desde crianças e em toda a nossa vida, recebemos informações, vivemos situações e elas são gravadas em nosso cérebro, essas informações trazem junto um conjunto de coisas, vemos a imagem, essa imagem nos gera algum sentimento, e assim é registrada.
Um exemplo que ele cita, se conhecemos alguém que de imediato não simpatizamos com essa pessoa, a imagem dessa pessoa sempre que repetida no cérebro nos fará sentir sentimentos negativos e como não sabemos gerir nossos pensamentos, muito provavelmente essa pessoa que nos marcou negativamente, irá passar a viver conosco, dormir conosco, e passar o dia conosco.

Todas as memórias que são registradas em nosso cérebro, são impossíveis de serem excluídas, isso é muito importante de se ter em mente, nós não podemos apagar nada que está gravado em nossa mentem NADA.

Ele compara nossa mente com a memória de um computador, o qual gravamos e desgravamos informações o tempo todo, somos "Deuses" do computador, já nosso EU não tem esse poder, somos limitados, é por esse motivo que um processo psiquiatrico ou psicológico não é cirúrgico, pois não se trata de algo "mecânico" diferente de um tumor por exemplo no cérebro que esse sim pode ser tratado através de uma cirúrgia.

Outro ponto, nosso EU não é o único responsável pela formação dos nossos pensamentos, ou seja nós não controlamos tudo o que pensamos, não escolhemos todos os pensamentos, muitos pensamentos são produzidos automaticamente por mecanismos inconscientes, um desses mecânismos ele cita como gatilho da memória, e sem este seria impossivel sermos capazes de interpretar imagens, informações os quais recebemos.

Quando vemos uma imagem nosso gatilho da memória dispara inconscientemente buscando informações em nosso cérebro para interpreta-la.

Um exemplo uma pessoa que tem Claustrofobia (medo de lugares fechados), ao entrar em um elevador, o gatilho de memória dispara encontrando uma janela "killer" ou "traumática", bloqueando as outras janelas, e isso faz com que  individuo, perca toda a noção de segurança e de noções de como agir. 

Pessoas muito inteligentes, podem sofrer graves acidentes emocionais, por ter esse tipo de dificuldade, ao se expressar em publico, não conseguir trabalhar em equipe, etc.

Por enquanto paro por aqui, amanhã vamos pra segunda parte, e aqui vai a palestra pra vocês:

Cuide-se Mais

Bjus e fiquem com Deus