segunda-feira, 5 de novembro de 2012

surreal



É assim que defino o que to sentindo...uma coisa surreal..uma coisa inacreditável...perder alguém pra uma quantidade de pó branco..cara..é surreal...

Perder pra outra mulher...ou outro homem..sei la o mundo anda moderno demais..mais pra cocaína...

Saber que ele...é um ser humano, mais que olha nos meus olhos..e me mostra o amor que sente por mim...saber que esse amor existe..mais que por trás desses olhos também existe alguém que eu não faço idéia do que é capaz de fazer nas suas noites de loucura...

é SURREAL..É INDESCRITIVEL...não pensei que fosse me sentir assim...

Eu não volto pq eu não consigo voltar....é minha razão me puxando pra frente e meu coração me empurrando pra trás...fico tentando entender tudo o que aconteceu...esses 6 anos...e tudo se resume nisso..PÓ..CARA....
Por isso acho que alguns preferem não entender..melhor, não ver de perto..pra não sofrer tanto..

Eu sei que tudo isso vai passar...mais confesso que to paralisada..ainda em fase...de entender..sei la o que...aceitar sei la tb o que...queria dormir e acordar daqui uns meses...mais tenho 2 filhos que dependem de mim e precisam de uma mãe sã..bem...emocionalmente...

Talvez essa coisa de não poder ficar mau..me sentir mau...pese mais ainda...não sou mais uam adolescente..que essas horas..iria enfiar o pé na jaca...sair pras baladas...e esquecer.....sou mulher, mãe e tenho dois serzinhos que dependem de mim...

Só o tempo....só o tempo vai amenizar essa dor do cão..que não tem dimensão...
Alguém tem uma passagem de um foguete pra lua?...rs...brincadeira...rs..eu sei que não adianta fugir...tem que enfrentar né....
Desculpa é um desabafo apenas...

abraços a todos

7 comentários:

  1. vai passar... acredite...demora dói mais passa... seja firme, e se apegue em algo místico que acredite, você vai ver o quanto ajuda ter uma religião...
    E não fique vendo o copo metade vazio, veja q ele esta metade cheio, voce tem filhos lindos, uma vida linda, um trabalho, familia, VOCE não tem grandes problemas...agora é só colher os frutos de sua esolha, acredite, confie...
    Voce tem tudo pela frente, a vida sorri pra quem sorri pra ela pra quem não desiste dela, pra quem tem sede dela...
    tamo juntinhas beijooosss

    ResponderExcluir
  2. obrigada Gaby...coração burro...rs..ele sabe que passa e fica doendo...rs...agora vou recitar um verso...tem gente que vai odiar...mais...to nem ai preciso rir né..hahaha "o amor é uma flor roxa que nasce no coração dos troxa"..kkkk....ai gente hoje é assim que to pensando...hahaha..sei que vou mudar to dizendo isso pq ta tudo muito recente...mais é o que tem pra hoje..hahahaha

    ResponderExcluir
  3. Kel, por um lado, não podemos "ir pra balada", mas por outro, temos esses anjinhos (filhos) em nossas vidas pra nos levarem adiante! Brinque com eles. Se divirta com eles. Filho cansa, mas também é uma delícia!
    Quanto a sua dor, sinta! Chore! Se esvazie! Já já terá passado. É normal se sentir assim agora. Se dê esse direito.
    Estamos todas com você!
    Como é que você fala? "Força na peruca, mulher!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sim Polly..é verdade...é que como essa é a primeira vez que passo por isso dessa forma..rs..eu fico sem saber como fazer...mais vc ta certa...eu tenho curtido meus filhos...eles que me fazem rir...só quando paro e penso que o coração aperta....mais vai passar..rsobrigada pelo carinho..rs..bju

      Excluir
  4. O poder que a droga exerce sobre eles é inacreditável nos pessoas sem essa doença não podemos compreender como uma cheirada pode levar anos de convivência como pode apagar momentos alegres como pode fazer o adicto optar pelo caminho das pedras po mesmo é F@d...tamujuntu fica bem garota Deus escreve certo por linhas tortas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente amiga...é de não entender...da vontade de correr 100 dias e 100 noites pra bemmmmmm longe e tudo isso...esquecer que um dia eu vivi isso.....mais eu creio que como vc escreveu...Deus escreve certo por linhs tortas...bjuue vlw pelo carinho

      Excluir
  5. É Kelzinha, eu entendo a sua revolta, saber que de repente a droga se torna o sujeito e o objeto da destruição deles e eles nada fazem para mudar isso, é algo surreal mesmo, o sentimento de impotência e inferioridade nos domina e paralisa, mas, minha amiga, sinta tudo o que tiver que sentir, dor, raiva, amor, fé!!! Tenha apenas coragem de sentir e então se permita acreditar que isso vai passar, seja qual for o desfecho dessa história, vai passar.
    Beijos

    ResponderExcluir