quinta-feira, 1 de novembro de 2012

LIMITES




Queria falar sobre os tais limites....que devemos ter bem definidos em nossa vida.

Primeiro quando pensamos em limites, traçamos uma linha imaginária que diz o seguinte: vc só pode vir até aqui...depois CUIDADO...poderá se machucar.

Pensando sobre meus limites, vi que existem os bons e maus limites, explico:

Um bom limite, nos impede de irmos a uma área de risco, um exemplo é ir a uma boca atrás do nosso adicto...então me imponho um limite, não me coloco mais em risco pra ir atrás dele.

Um mau limite...OLHEM ESSE LIMITE É MEU TÁ....quem se identificar não se ofenda PLEASE...

Eu amo meu marido, sou uma codependente e ficar longe fisicamente dele, sem saber da vida dele, me faz sofrer, pq me faz sentir medos, inseguranças, por vezes prefiro permanecer em terreno seguro aonde eu ja sei como me sentir e o novo me assusta,  abandonar meus sonhos me assusta...praticar o tal do desapego me assusta..mais é preciso pra que eu cresca como pessoa..preciso superar esse limite essa Barreira

Esse é um mau limite...pq me ingessa, me impede de ser feliz VERDADEIRAMENTE..eu acabo me enganando e dizendo que assim ta bom, por medo quando poderia ser melhor ou não..

Eu sei que esse meu limite deve ser SUPERADO..pq me impede de crescer, de desenvolver todo meu potencial...

Eu posso fazer mil coisas e parecer a mulher maravilha...mais se eu não superar meus limites que me imobilizam...eu não terei dado o máximo de mim, eu terei sido covarde..

Isso me incomoda...mais eu não  desisti...to trabalhando e buscando ajdua em grupos, em blogs..em Deus e dentro de mim...pra conseguir...

Precisamos identificar limites e saber quais devem ser superados...e não nos trancar no nosso mundo...ACREDITE VC TEM A FORÇA PRA SOBREVIVER...NÓS TEMOS..PQ JUNTOS SOMOS MAIS FORTES...

B

2 comentários:

  1. Limites é bem complicado né? Lembro que comecei no nar-anon, em recuperação decidi colocar limites pra tudo e depois de um tempo senti que estava sendo rigida demais comigo, como sempre eu estava exigindo demais de mim, nada me era suficiente se não fosse "o melhor".
    Depois de algumas cabeças percebi que não posso ser a mulher maravilha, decidi ser mais amorosa comigo e percebi que alguns limites eu quero transpor... outros "não me dão tanto trabalho assim, outro dia mexo nisso" rsrrsrsrs entende? rsrs estou feliz que você esteja procurando um caminho e que nessa sua jornada vc esteja se conhecendo, se redescobrindo... tamujunto

    ResponderExcluir
  2. é então...eu costumo ser ou 8 ou oitenta...nunca acho um meio termo..to conseguindo agora equilibrar isso tudo...os extremos que a codependencia nos leva..do amor ao ódio..do se exigir demais...ou de menos...tudo extremo...hoje tento não me levar tão a sério assim...tento manter minha personalidade, mais me dou o direito de mudar...afinal como vc escreveu em um post do seu blog...essa é a MINHA vida...e eu vou voltar atrás e mudar quantas vezes for necessário pra me sentir bem comigo mesma...rs..independente das outras opiniões...bjinhu

    ResponderExcluir