segunda-feira, 29 de outubro de 2012

mudanças...



Continuando o assunto, depois dos acontecimentos estou vendo mudanças minhas e dele tb.

No domingo, conversamos bastante sobre adicção...e quem mais falava era ele, sobre recuperação, coisa que antes só de ouvir duas letrinhas NA ele surtava...então enxergo que ele ta com a mente mais aberta e quebrando certas verdades dele.

Ele falou muito das partilhas do grupo que ele ouviu, ele disse o seguinte:

- O que eu não gosto das partilhas é que vejo pessoas dizendo "eu uso droga pq gosto, gosto do barato que ela da , eu gosto por isso eu uso" eu não sei como uma pessoa pode gostar disso uma coisa que faz tanto mau

Eu respondi: Mais é verdade, vcs usam pq gostam, e te falo essas pessoas que admitem isso estão dando seu primeiro passo em busca da recuperação, que é parar de achar motivos e desculpas pra fazer o uso.

Ele: é teve um cara que falou que ele culpava o pai dele, depois o pai morreu  ai ele culpava a esposa, ai a esposa foi embora, ai a culpa era pq a esposa foi embora..ai ele foi perdendo tudo até foi obrigado admitir que usava pq gostava do barato que a droga o fazia sentir.

Eu ta vendo..então tu usa pq gosta...ele ficou quieto.

Ele ta confuso, diz muito que quer me fazer feliz,  repete o tempo todo  "me fala o que te deixa segura em relação ao meu comportamento"

Ao mesmo tempo que ele se mostra disposto a fazer o que lhe é sugerido, eles e sente inseguro de que ira conseguir, ele disse que ja viu que pra mobiliar uma casinha pra ele que com 1.000 ele consegue com móveis usados...e segundo ele se não der jeito ele vai alugar um quarto e cozinha...

Eu percebo  ele lutando contra si mesmo...pelo menos agora ele busca opinião de alguém...e vira e meche ele solta agora entendo o que vc me falava

Mudanças minhas: vejo que já não criomais tantas, expectativa ainda as crio mais to conseguindo manter meus pés no chão...e percebendo quando meu emocional acompanha o dele ai tento brecar, me calo e fico em silêncio comigo mesma identificando qual é o meu sentimento, se culpa, medo, autopiedade, querer muda-lo, se estou agindo com raiva.

To conseguindo equilibrar, isso me deixa feliz, não é fácil não...como dizem que nossa droga são eles, tem horas que fico mauuu pra caramba, cansada pra caramba de me manter a uma distância segura dele...mais tenho conseguido...eu ainda deixo minhas emoções falar mais forte em certas horas...mais tenho conseguido não ceder todas as vezes.
Quando não sei o que fazer ou como fazer não faço nada, aguardo, peço que Deus me guie...e ele tem me guiado acredito eu sei la.
Ele ta esperando a resposta do tio dele...pra ver se vai pro RJ ou não.
A verdade é que quando ele se mostra com boa vontade em se recuperar, minha anteninha de expectativa já liga e imagina um milhão de coisas boas, só que estou conseguindo controla-la...no minuto seguinte falo calma fia...vai devagar senão o tombo é grande...
Seria ÓTEMO...se as coisas acontecessem conforme as minhas expectativas e no meu tempo...hahaha, mas o futuro e o tempo a  Deus Pertence....

Eu to caminhando a passos lentos...mais não faço isso por ele, faço por mim...pq sei que as chances de eu me ferrar se quiser correr são grandes...se isso vai ajudar ou prejudicar ele...sinceramente não sei e nem quero saber...afinal sou responsável apenas pela minha recuperação e é isso que tenho tentado focar.
E como estou vendo progressos vou continuando com meus passinhos...rs...

Ele já não da mais uma de machão pq assim ele sabe que não rola...ele já não força mais barra pq sabe que não vai dar certo...ele ja sabe que eu só acredito vendo...então se ele quer mentir pra mim, te mentindo pra ele mesmo...e a mim ele não engana mais em relação a estar em recuperação...AMÉM...

Nas demais coisas...ainda é cedo afirmar algo, esse final de semana ele estava sobre o efeito do pós uso da droga, depressão, essas coisas...vamos ver como será nos próximos dias...

E eu fico nessas me aproximo conforme as coisas vãoa contecendo, se for subindo o poço, mais perto ficamos, se for descendo mais longe continuamos...rs..

Fiquem com Deus galerinha

Um comentário:

  1. Oi amiga,

    Fico muito feliz em ver os progressos da sua recuperação. Sabe, eles são bem parecidos nas atitudes e comportamentos. Ora querem fazer tudo para nos reconquistar, ora não estão nem aí. Mas, tenho a certeza de que o que estava fazendo o seu esposo caminhar, são as suas atitudes. Devo lhe dar meus parabéns!
    Uma vez você postou algo sobre, acho que cão bravo e cão manso e pra falar a verdade nunca tinha percebido isso no meu esposo, mas, a partir do momento em que começo a confrontá-lo o cão bravo aparece. Antes não aparecia porque eu simplesmente não o confrontava e isso era muito cômodo. Agora, que estou tendo certas atitudes, ele mais está parecendo uma criança mimada e birrenta.Só por Deus viu amiga.
    Que DEus nos conceda a coragem para mudar a nós mesmas...rs...
    Bj.

    ResponderExcluir