quinta-feira, 20 de setembro de 2012

sentimentos de uma Codependente...




Buenas Galera...

Hoje estou melhor mais calma, ontem minha sogra foi lá em casa, chamou ele pra ir a igreja ele não quiz ir disse que queria ir no mercado com ela, eles sairam eu fiquei em casa com a minha pequena foram momentos de paz e tranquilidade que eu estava precisando pra me recarregar.
De manhã quando vou trabalhar ele sempre desce comigo pra ajudar a colocar as crianças no carro, quando ele ta fazendo birra pra me atingir, ele desce coloca meu filho na cadeirinha, vira as costas sem nem olhar pra trás e dar um  tchau...DESPREZO...puro...é isso ele me despreza de uma maneira que até hoje isso ainda da uma pontadinha no coração...
E depois dessa ultima palhaçada eu consegui a voltar com os pés no chão, e estou me sentindo como antes dele se internar, quando eu estava decidida a acabar tudo, estou brigando comigo mesma pra não fechar os olhos.
E hoje de manhã eu ja nem esperei ele virar as costas com aquele gesto de desprezo, eu simplesmente entrei no carro, só que ele ficou parado olhando pra mim, e depois me ligou:
Ele: -Aé quer ficar agindo assim agora?
Eu: - Assim como só estou quieta, até ontem vc simplesmente virava as costas me desprezando, pq eu tenho que ficar esperando vc fazer isso?
Ele desligou o telefone
Acho que to vivendo o momento do LUTO, onde brigo com meus sentimentos, onde tento entender meus sentimentos e trazer pra minha nova vida o que somente vale a pena, alguns desses sentimentos são:
Medo de sair da zona de conforto, medo do novo, medo da reação dele, são medos que eu sei que são inúteis e não vão me levar a lugar algum, vão apenas me paralisar e fazer com que eu em afunde mais.
Briga interna: é isso gente eu to em uma briga comigo mesma, hoje mesmo eu acordei parece que nada de mais tinha acontecido, estava me sentindo super bem, ele acordou e ficou brincando com a filha, eu olhando aquela cena primeiro comecei a sentir culpa por me separar e evitar que momentos como esse aconteçam, depois entrei na negação onde parecia que aquele HOMEM, pai, meu marido, brincando com a nossa filha, sempre foi dessa forma, carinhoso, atencioso, bom e por um instante tudo que a droga, a adicção causou nesses 6 anos pareciam ter sumido, e que daquele instante em diante tudo seria diferente, mais logo em seguida me olhei novamente construindo um castelo de areia, prestes a ser derrubado por uma onda, meu coração apertou os olhos encheram de lágrimas e precisei voltar a realidade, aquele não era mais meu marido e sim o que restou dele...e que alguns instantes, horas ou dias depois mesmo sem estar fazendo o uso, o comportamento dele voltaria a ser de uma pessoa maldosa, egoísta, ignorante, ruim sem sentimentos pelo próximo tudo pra satisfazer seu ego, seja por uma lata de farinha lactea, uma cerveja, uma viagem a praia, me controlar e até finalmente a droga.
Ele passaria por cima de qualquer um pra conseguir não só a droga, mais o que ele quizesse naquele instante
E mais uma vez meu castelinho se desmoronaria...MAIS UMA VEZ DENOVO  E OUTRA VEZ...
Ai eu disse em pensamento, Kel planeta terra chamando, a vida de sonhos é linda, mais olha pra realidade e para de se enganar, vc precisa enfrentar seus medos e tomar uma atidude, parar de brincar de construir castelos de areia, pra vir uma criança birrenta e destruir tudo, até quando vc vai viver assim?

Coloquei meu coração em uma caixinha, passei correntes, cadeados e joguei bem longe no precipicio, só assim conseguirei nadar de volta a superficie...depois eu resgato meu coração denovo...: )

fiquem com Deus

Nenhum comentário:

Postar um comentário