sexta-feira, 14 de setembro de 2012

respostas!!!




Buenas Galeraaaa...

Gente amei os comentários a participação de todas, eu estou me sentindo bem hoje é o que importa, agora vamos as respostas

1º Em nenhum lugar do meu blog, eu tiro a esperança de alguém, eu digo que a recuperação não existe, eu apenas conto a minha vida como ela acontece E partilho E aprendo E ensino, isso se chama troca

2º Não existem lados opostos, apenas praias (vidas) e mares (adicção) de cada uma de nós, existem histórias diferentes, superações diferentes,finais de relacionamentos tristes ou felizes diferentes, isso é individual como sempre fiz questão de deixar bem claro aqui no Blog

3º NÃO, não é possível permanecer na praia sem ser atingida EM ALGUMAS SITUAÇÕES, não em TODAS...nunca disse ser certo se jogar no mar junto com seu adicto pra ir salva-lo, disse apenas que quando um TSUNAMI, estiver se formando e vindo em direção a SUA praia, corra, de barco, nadando, como puder, senão o TSUNAMI te carrega pra junto do mar e vc pode morrer afogada, como por exemplo Polly, teve um dia em que vc estava na praia e o Tsunami veio em direção a vc, vc pegou seu barquinho e foi embora rumo a outra praia isso aconteceu quando vc se separou do seu marido e ele dormiu no expurgo do Hospital, ai ele se viu sozinho e GRAÇAS A DEUS e a BOA VONTADE dele mesmo, ele te pediu a bóia, como vc estava salva do Tsunami, vc teve condições de jogar essa boia e ajuda-lo da maneira correta, e GRAÇAS DEUS até hoje seu marido reconhece que precisa de bóias pra navegar nesse mar que é a adicção se fosse posspivel viver na praia sem ser atingida vc nãoa firmaria que caso seu marido estivesse na ativa vcs não estariam mais juntos apesar do seu enorme amor por ele

4º Eu não quero que vc escreva ou deixe de escrever nada em seu blog, eu sou uma leitora assidua dele...só apenas aproveito o espaço pra partilhar minha história tb, assim como vc conta a sua eu conto a minha, são experiências de vida que trocamos, e como um grupo de ajuda ninguém tem todas ferramentas, então é fundamental dividirmos as ferramentas...relata uma história de sucesso de conquistas e superações eu relato minha realidade  hoje, a qual estou buscando MINHAS CONQUISTAS E MINHAS SUPERAÇÕES

5º Nunca culpei a adicção do meu marido pelo meu sofrimento, alias culpei sim antes de descobrir que era uma codependente, hoje tenho a plena consciência de que a responsável pela minah vida sou eu, tanto que eu sito no post que eu estou travando uma luta comigo mesma e não com meu marido

6º Eu reconheço minhas fraquezas e uma delas é manter a SERENIDADE, eu to em uma luta lascada pra alcançar isso...ainda mais quando se mora com alguém que te provoca a cada 5 minutos

7º Eu consultei a advogada, ela irá me ligar, quero tirar dúvidas, me previnir, buscar alternativas, e depois decidir, mesmo pq eu nã vou fazer isso antes do aniversário do meu filho que sera dia 23/09.

8º Quanto ao meu marido está nas mãos de Deus e não nas minhas, se percebem eu to lutando pra ME SALVAR e não a ele, não luto por ele pq sou ruim, não luto por ele pq só ele pode fazer isso por si mesmo.

O Post, anterior foi uma forma de mostrar que  precisamos olhar pra nós mesmas, SE QUESTIONE, DÚVIDE, FALE, ESCUTE NÃO ABOSRVA COMO VERDADE UMA SITUAÇÃO PRA VC QUE MUITAS VEZES NÃO CABE NA SUA VIDA...OLHE PRA SI E DECIDA QUE CAMINHO SEGUIR

Mais aprenda a identificar os TSUNAMIS que poderão ocorrer na vida de vcs pra conseguirem se salvar a tempo.

A e respondendo agora somente a VC POLLY que infelizmente removeu seus comentários:

As dividas foram feitas antes da internação do meu marido a apenas 6 meses eu frequento grupos, sim quando fiz essas dividas eu estava codependentassaaaa e hoje to lutando pra não cair mais nas armadilhas da codependencia
Quais destas coisas vc acha que eu devo deixar rolar:
Não Pago o Aluguel e sou despejada
Não compro comida e passo fome
Sujo o nome da minha mãe

Queria agradecer o carinho de todas vcs: Minha madrinha J, Luciana, Emily, Giu, Polly, Lado a lado, Maria...

Fiquem com Deus Galera...

Ei dor eu não te escuto mais, vc não me leva a nada
Ei medo eu não te escuto mais, vc não me leva a nada

E quer saber pra onde vou..pra onde tenha SOL é pra la que eu vou!!!!

5 comentários:

  1. Excluí os comentários porque percebi que não ajudariam... Kel, espero de coração que você encontre o caminho da sua própria recuperação. Todas nós temos o direito de relatar o que vivemos, o que não podemos é pensar que porque não vivemos o que a outra vive, a experiência dela não é real. Afinal cada uma sabe apenas de si. Esperar na praia não é ficar junto ou separada do adicto, esperar na praia é se desligar. Muitas se separam e ainda assim não se desligam... Espero que entenda isso. O ficar junto ou separada não é a questão, a questão é aprender a olhar para si mesma, senão, mesmo sozinha, você continuará a lastimar da vida. Entende? Quanto as contas, o que fiz foi substituir as coisas de acordo com minha realidade (escola particular por pública, cancelar planos médicos, economizar nas compras, aluguel mais barato, etc), e um dia tudo estará pago, dai pode-se voltar ao padrão anterior. Boa sorte, Kel. Que Deus ilumine suas escolhas!

    ResponderExcluir
  2. Olá Polly..sim estou em busca da minah recuperação...e essa luta será enterna...e eu nunca jamair pensei que o que vc vive não é real, pelo contrario, nos mostra que é possível..e é exatamente isso que quiz passar que cada história é uma história de vida..nem sempre o que serve pra uma serve pra outra...o que não significa ser mentira o qua a outra pessoa vive..entendo que o ficar junto ou separada não é ficar ou não na praia...mais pra minah realidade tem sido isso entende..hoje enxergo que só conseguirei não ser atingida se ficar longe, assim como um dia tb aconteceu contigo...e tb acredito q existem pessoas que mesmo separadas não se desligam...
    Eu ja me reprogramei de todas as formas possiveis acredite...só não coloquei em escola publica meu filho maior pq infelizmente os horarios não conhecidem com o meu entro as 7:00 e saio as 16:00 e as escolas publicas abrem depois das 7:00 e ainda fecham nas férias não teria com quem deixa-lo...e minah filha fica na creche que funciona onde trabalho a qual pe de graça..planos de saúde não tenho..só meus filhos eu apgo da minah filah e minha mãe paga do meu filho..comprar to tentando economizar, mais se vc ler no post carrinho desce..desce não despenca..por causa de uma lata de farinha lactea o extress rolou...aluguel...mais barato de onde vivo até acho..mais no extremo de sp..ai o que compenso no aluguel gasto na gasolina...por isso q digo q não estou conseguindo não ser atingida permanecendo na praia...EU...e tb sei que algumas mulheres assim como eu um dia tb pensei...q não deverioa arredar o pé de la de jeito nenhum...hoje enxergo que talvez seja necessário tanto pra minha recuperação como pra recuperação dele...
    E obriogada pelo carinho...to pedindo pra Deus me iluminar e me guiar pra que eu consiga chegar aonde o sol estiver...bju

    ResponderExcluir
  3. Bom dia querida Kel.
    Passando apenas para desejar um dia cheio de paz e serenidade.
    Que Deus esteja contigo dando-lhe forças hoje e sempre para que vc consiga sublimar os obstáculos da melhor maneira.
    Não esquece que tamujuntas viu?
    BJs.

    ResponderExcluir
  4. Um texto para refletir:

    O Vaso de Porcelana e a Rosa (Paulo Coelho )

    O Grande Mestre e o Guardião dividiam a administração de um mosteiro zen.
    Certo dia, o Guardião morreu e foi preciso substituí-lo.
    O Grande Mestre reuniu todos os discípulos para escolher quem teria a honra de trabalhar diretamente ao seu lado.
    - "Vou apresentar um problema. - disse o Grande Mestre.
    Aquele que o resolver primeiro será o novo Guardião do templo".
    Terminado o seu curtíssimo discurso, colocou um banquinho no centro da sala.
    Em cima estava um vaso de porcelana caríssimo, com uma rosa vermelha a enfeitá-lo.
    - "Eis o problema", disse o Grande Mestre.
    Os discípulos contemplavam, perplexos, o que viram: - os desenhos sofisticados e raros da porcelana, a frescura e a elegância da flor.
    Qual seria o enigma?
    Depois de alguns minutos, um dos discípulos levantou-se, olhou o mestre e os alunos à sua volta.
    Caminhou resolutamente até o vaso e atirou-o no chão, destruindo-o.
    - "Você é o novo Guardião", disse o Grande Mestre.
    E então explicou: - Eu fui bem claro; disse que vocês estavam diante de um problema.
    Não importa quão belo e fascinante seja, um problema tem que ser eliminado.
    Um problema é um problema; pode ser um vaso de porcelana muito raro, um lindo amor que já não faz mais sentido, um caminho que precisa ser abandonado, mas que insistimos em percorrê-lo porque nos traz conforto. Só existe uma maneira de lidar com um problema: - atacando-o de frente.
    Nessas horas, não se pode ter piedade nem ser tentado pelo lado fascinante que qualquer conflito carrega consigo.

    BJs.

    ResponderExcluir
  5. Oi Fenix...esse texto é maravilhoso...vc ja me deixou ele, e ótima oportunidade pra relembra-lo...eu to olhando pra esse vaso e essa flor..tentando tomar coragem pra jogar o vaso no chão...rs...tentando ter certeza de que é isso que devo fazer...kkkk coisas de codependente...mais eu to olhando e to aki martelando..não desisti não de jogar o vaso no chão...rs..bju e parabéns por mais um dia..minina

    ResponderExcluir