terça-feira, 4 de setembro de 2012

eu acho que é Assim!!!



Buenas Galeraaaaaaaaa

As coisas estão tranquilas...uhuuuuuuuuuu!!!

KKKK....é tão engraçado mais se eu não ficar vivendo o só por hoje endoido....rs...

Pelo que pude aprender sobre a dependência quimica eu imagino que isso deve funcionar mais ou menos assim.

Exemplo: Eu sempre adorei toma umas "pinga"..rs...comecei bebendo com 15 anos q era muito timida, com a bebida me soltei, então achei um jeito de vencer minha timidez, assim me tornei popular, a garota legal, que todos chamavam pras festas...
Eu acostumei a ser assim, só que pra ser essa nova "Kel" eu precisava da bebida, então nada que eu fizesse que não tivesse a "pinga" no meio não tinha graça.
Meu pai e minha mãe pegavam no meu pé, até falavam fica brincando sua avó por parte de pai era alcolatra seu avo por parte de mãe tb..ta na genética....
E vcs acham que eu ouvia, nadaaa...pq?
Pq até então a bebida nunca me trouxe nenhum prejuizo...ó máximo que me dava era uma ressaca do caramba, mais todos bebiam, meus namorados bebiam, meus amigos bebiam, eu trabalhava, todos trabalhavam nunca havia visto de perto alguém se acabar por causa de umas cervejas.
Eu só parei de beber quando engravidei, mais depois que meu filho nasceu tornei a beber, em menor quantidade mais não parei, ai engravidei novamente, parei denovo, depois q minha filha nasceu, voltei a beber, até que um dia eu "perdi a noção" da quantidade de bebida, bebi cerveja até dizer chega e cai num sono, e não acordava, meu marido tb bebado ficou olhando as crianças, mais ele estava bebado!!!Quando eu acordei e vi as crianças dormindo comigo na cama, pensei:" meu Deus, não lembro de nada", me bateu um arrependimento, imaginar que alguma coisa poderia ter acontecido, então desse dia que logo depois aconteceu a internação do meu marido resolvi parar.
Só parei pq EU quiz, pq EU vi que poderia perder as coisas mais importantes da minha vida que são meus filhos, por causa de uma irresponspabilidade, e logo depois meu marido se internou.
E hoje não sinto a menor vontade de beber, domingo eu falando com meu marido comentei, ta vendo como é bom não beber cerveja, não acordar com aquela ressaca com a sensação de que não se lembra direito do que fez, com culpa por ter sido irresponsável com as crianças.
Acho que é isso que deve acontecer com um dependente quimico, por isso que só ELE consegue decidir e dizer PARA, CHEGA.
Eu nunca usei drogas, pq sempre tive medo, pois ao contrario da bebida eu presenciei amigos meus em menos de 4 anos começar na machonha, ir pra cocaina, crack e caixão...então não foi pq minha mãe dizia que droga era ruim que eu não usei, pq ela tb dizia isso do alcool e eu não tava nem ai.
Foi pq eu vi o poder de destruição das drogas, vi amigos meus que brincavam de queima e pega bandeira na rua, meninos e menidas sadias, irem definhando....ano a ano, e a maioria se suicidou...

Acho que é muito importante tentarmos agir da forma mais correta possivel com nossos dependentes, pra de fato ajuda-los.

Então se SÓ ELE, pode cansar de sofrer, SE SÓ ELE, pode decidir parar e pra isso é preciso que ELE PERCEBA que a droga lhe oferece sim um prazer imenso, uma sensação de poder, alivio, mais que em troca ELE IRÁ PERDER COISAS VALIOSAS DEMAIS...que não valem apenas momentos de prazer

VAMOS BUSCAR CONHECIMENTO
VAMOS PARAR DE FACILITAR A VIDA DELES

A UNICA AJUDA QUE PODEMOS DAR, É DEIXAR ELES APRENDEREM QUE A DROGA MAIS TIRA DO QUE DA.

Se continuarmos dando a eles o que a Droga tira, estaremos ajudando eles a  NÃO ENXERGAR O QUANTO A DROGA COBRA UM PREÇO ALTO POR MOMENTOS DE PRAZER.

É SÓ ASSIM QUE SE AJUDA.

Bjus KEl

2 comentários:

  1. Bom dia Kel!
    É verdade viu, a pimenta só dói qdo é no olho da gente, os DQs em geral enquanto nao sentir isso que vc sentiu eles nao vao parar de usar, nao vao entrar em recuperaçao, ele tem que sentir as consequencias, e enquanto as familias forem repondo aquilo que eles vao perdendo, a recuperaçao tá longe de acontecer, por isso que é importantissimo frequentar o AE, antes de frequentar eu nao sabia nada do que sei hoje, nao sei ainda muita coisa, pois busco aprender um pouquinho mais a cada reuniao, e a gente sabe que muita gente nao frequenta, uns pq nao tem na cidade que moram, outros pq nao acham tempo pra ir, aí fica dificil né...Precisamos de ferramentas pra dizer o NAO qdo for preciso, ferramentas pra cuidar de nós mesmos e aprender a viver o SPH.

    Tenha um otimo dia amiga !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. falou e disse Emily...é exatamente assim...não tem outro jeito de ajuda-los...

      Excluir