terça-feira, 18 de setembro de 2012

espero que ajude Alguém!!




Olha...acho que consegui finalmente colocar as coisas de uma forma clara...por isso que a partilha a troca é importantissima, nós juntamos ferramentas (informãções) e assim aprendemos, gostaria que dessem uma lida no post da Poly http://amandoumdependentequimico.blogspot.com.br/2012/09/sou-feliz-do-meu-jeito.html

E abaixo segue o meu comentário, que não sei se ela irá autorizar, mais me sinto a vontade de colcoar aqui no meu cantinho, vai ai pra vcs.

Polly, espero que publique esse comentário, não é te julgando ou desacreditando muito pelo contrario torno a repetir que vc e seu marido me da esperanças de que a recuperação é possivel, mais preciso corrigir algumas coisas no seu post se me permite.
1º Vc o deixou sim no meio do caminho, vc caminhava ao lado dele rumo ao fundo do poço, vc desistiu no meio do caminho e foi seguir o seu em busca da sua recuperação quem escolheu caminhar com vc foi seu marido, ele viu que estava indo pra um lugar onde só existia sofrimento que inclusive estava fazendo ele perder o que ele tinha de mais importante a familia dele, e hoje vcs caminham lado a lado, em um caminho primeiro escolhido por vc e depois por ele. Leitoras a Polly precisou abrir mão da maior felicidade dela o casamento a familia enquanto o marido dela não aceitava se tratar, lembro vagamente de algumas palavras deste post onde ela cita " ja vi alguns apartamentos pra alugar, coloquei as coisas no carro e só agora percebi como não temos mais nada ele vendeu tudo, é acabou"
Foi ai que ela deixou ele sozinho no caminho do fundo do poço, e graças a essa atitude dela ele conseguiu enxergar e voltar atrás, e foi pedir me ajuda quero conseguir caminhar com vc, e eles tem conseguido graças ao meu bom Deus.
Eu tb precisei escolher deixar meu marido em determinado momento, ele tb escolheu caminhar ao meu lado...ta andando em meio a pedras e flores...ta tropeçando bastante...quase caindo...se ele cair eu vou ter que permanecer no meu caminho da recuperação...é muito doloroso isso, é...a Polly sofreu demais, eu sofri demais com esse "remédio amargo" que precisamos dar a eles, mais a unica forma de um dependente quimico alcançar a recuperação é ser responsável por suas escolhas e consequencias e a gente só pode jogar a bóia quando ELES pedirem ou a REDE quando for necessário e MAIS NADA, qualquer coisa que façamos fora disso se chama codependencia...não to dizendo pra vcs se separem, joguem eles na rua não, mais olhem pra vida de vcs e busquem a recuperação de vcs...a deles só eles podem conseguir..
Fiquem com Deus

8 comentários:

  1. É isso aí amiga... e eu tbm separei a minha vida do meu ex namorado adicto, mas ELE não quis continuar do meu lado...é um risco que se corre.
    Hoje, não me arrependo, faria tudo novamente.
    Porque aí vemos de verdade, pelo que vale realmente a pena lutar ;)
    beijos no coração.
    Paz e Sucesso.

    ResponderExcluir
  2. Realmente em situações extremas, nós devemos tomar decisões extremas também... Quando o deixei, eu sabia do risco que corria (separação, overdose, que ele se afundasse nas drogas de vez), mas eu me senti pronta para isso, sem culpas, separando bem o que era a minha vida da vida dele. Hoje posso dizer que esse ato de coragem que fiz foi a maior prova de amor, e até hoje ele me agradece por isso... Mas, nem sempre o resultado é esse, por isso a necessidade de estarmos prontas e cientes de nossas decisões e suas prováveis conseqüências. Obrigada, Kel.

    ResponderExcluir
  3. Pois é meninas, é um risco e acho que isso é a parte mais dificil de se aceitar, que é um risco grande e que não depende da gente, quando "eu soltei a corda, fiquei na praia, parti no meu barco, fiz minah escolha" tantas denominações e uma só verdade, NÃO ACEITEI AA DICÇÃO ATIVA DELE NA MINHA VIDA...eu não estava preparada, foi como descrevi no post como soltar a corda, eu peguei uma faquinha cega e sai arrebentando a corda, me joguei da praia e cai no mar, mais teve uma coisa que eus empre tive, esperança de uma vida melhor pra mim, fé em Deus e foi isso que me fez alcançar a minha recuperação, mais foi isso tb que me fez ter pavor de viver tudo isso denovo, e por isso muitas vezes sou meio "rispida" ou verdadeira demais...pq só de pensar ter que cortar essa corda denovo me da medo de sofrer denovo...eu estou mais preparada do que antes lógico, mais sabemos que determinadas atitudes jamais serão tomadas sem sofrimento algum...e é vivendo o Só Por Hoje que tenho conseguido me desligar, que tenho conseguido não pirar de medo...mesmo pq infelizmente as atitudes do meu marido tem sido de rumo a recaída...mais vivendo o só por hoje e com o lema do São Tomé de "tenho que ver pra crer", vou levando com tudo aprendi:
    A separar expectativa de esperança
    A ter fé e Deus
    A viver o só por hoje e quando isso não for possível o só por agora
    A escolher ver o lado bom da vida
    A reconhecer meus pontos fracos (falta de serenidade) é o que mais grita
    A ouvir outras opiniões
    A refletir
    A voltar atrás
    E a decidir, que significa enfrentar um problema de frente e não fingir que ele não existe.
    E aprendi tb que quanto mais praticamos tudo isso mais alejada a gente fica.
    Embora evitar o sofrimento seja quase que impossivel, tb aprendi que isso faz parte da vida e devemos aprender a senti-loa tpe supera-lo.
    A vida é um risco...
    Só faço um apelo a todas...OLHEM DE FRENTE PRO SEU PROBLEMA E SE PREPAREM PRA ISSO PQ AS VEZES O BICHO É FEIO SIM E CABELUDO
    E por diversas vezes preferimos não ve-lo, só que quanto mais adiamos maior proporção ele toma.
    Coragem amigas...com Deus ao nosso lado podemso atravessar tempestades as quais jamais imaginamos vencer.

    fiquem com Deus

    ResponderExcluir
  4. Aprender, aprender, aprender...e estar cada vez mais preparadas pq isso diminui o sofrimento. Talvez até por isso que algumas vezes nossos adictos tentam evitar que frequentemos o grupo de apoio - eles sabem que se ficarmos fortes conseguiremos soltar a corda que eles estão pendurados em nós....

    J

    ResponderExcluir
  5. Isso mesmo madrinha...palavra de ordem é APRENDER SEMPRE...quando vcs acharem que ja sabem de tudo ta na hora de aprender a ter humildade e reconhecer que não sabem de muita coisa ainda...ai se deve continua voltando..pra aprender sempre..e obrigada madrinha..e eu tenho que me preparar pq amanhã é quarta ai começa...hahah..a campanha do marido não frequente o AE..hahaha

    ResponderExcluir
  6. Belíssima postagem, amiga!
    Suas palavras muito bem colocadas.
    São pessoas como vc, a Poly e tantas outras que fazem com que eu me sinta fortalecido a continuar no caminho da recuperação.
    Obrigado por estar fazendo parte de minha amizade.
    Hoje estou comemorando meus 17 anos de Grupo e te agradeço por fazer parte de minha recuperação.
    Abração e TAMUJUNTU.

    ResponderExcluir
  7. APRENDER SEMPRE para que possamos viver o só por hoje com serenidade. Viver um dia de cada vez e curtir as infinitas particularidades que cada dia tem.
    Não esperar muito dos outros, de nós e sobretudo dos nossos adictos é fundamental. A expectativa é inimiga das realizações. A expectativa pode nos trazer falsas esperanças e sentimentos de tristeza quando não alcançamos algo que tivemos expectativa de conquistarmos.
    Feliz 24 horas!! Beijos

    ResponderExcluir
  8. obrigada amigos...aprendi e aprendo cada dia um pouquinho com todos vcs, JUNTOS SOMOS MAIS FORTES...E SOZINHOS NÃO SOMOS NADA...

    Obrigada pelo carinho e parabéns amigo em 17 anos um verdadeiro milagre...e hoje é aniversário do meu pimpolho quie completa 5 anos...bjuuuu

    ResponderExcluir