sexta-feira, 24 de agosto de 2012

como se mata o Amor!!!



Sabe ontem no Amor Exigente na nossa partilha foi falado sobre "matar o amor", de esposa pra marido, de mãe pra filho...a genet acha que nosso amor nunca irá morrer, ai quando um dia paramos e olhamos pro nosso relacionamento seja ele qual for...e a gente se sente cansada, decepcionada, esgotada, quando nada mais a gente ve que funciona e estamos apenas "empurrando com a barriga"....é que nosso amor morreu.

Se vc tem um relacionamento, onde vc é obrigado a aceitar tudo do outro pra não irrita-lo, magoa-lo, etc etc
Quando vc vive "pisanso em ovos" pra se viver em "harmonia" dentro de casa, quando vc se anula em prol do bem do próximo, quando vc não pode ser vc mesmo.
Essa amor que sentimos pelo outro vai morrendo, aos pouquinhos...e quando vemos estamos "empurrando com a barriga" algo que já não funciona mais.

Não é por causa da briga, quer dizer pode até ser...mais percebo que tanto de minha parte como a do meu marido...esse "Amor " morreu.
A gente foi matando ele aos pouquinhos nesses 6 anos...ora eu pisando em ovos ora ele...e assim a gente foi empurrando com a barriga algo que nunca teve bem esclarecido entre a gente.

Eu com minhas magoas e ele com as dele
Eu por me sentir injustiçada e ele tb
Eu por me sentir sozinha e ele tb
Eu por me sentis culpada e ele tb

E agora procuramos um responsável pelo colapso que virou nosso casamento...não existe UM motivo, existem VÁRIOS.
A Codependencia
A Adicção
A falta de dialogo
A falta de respeito
A falta de amor proprio

Ta tentamos recomeçar...em cima do que, se continuamos a nos esconder, não podemos ser nós mesmos senão o bicho pega.

Em uma relpação com um adicto que não está em recuperação, uma parte se anula totalmente, se não quiser viver em meio a turbulencias.

Ou entramos em recuperação ambos, ou é dificil.

A não ser que eu me proponha a ser a mamãe desse "rei bebe" e viva em função dele e das vontades dele.

EU NÃO SEI VIVER ASSIM.

Eu não tenho medo de me separar e sofrer de amor por ele...

Eu tenho medo de ME SEPARAR...pq sou uma CODEPENDENTE.

Eu to paralisada por MEDO...sabe do que?

MEDO DE ESCÂNDA-LOS...
MEDO DE FAZER MEUS FILHOS E PAIS SOFREREM DEVIDO AOS SURTOS DELE
MEDO DE NÃO TER CALMA O SUFICIENTE PRA NÃO SURTAR JUNTO
MEDO DE SUJAR O NOME DA MINHA MÃE

MEDO puro MEDO...

Eu preciso quebrar esse ciclo...DOENTIO..

Nós precisamos parar de ser a vaquinha magra um do outro, enquanto estivermos juntos...estaremos od dois um sugando o restinho de leite da VAQUINHA MAGRA pra sobreviver...

(depois posto a  história da vaquinha, tenho que achar)

Digo e repito, preciso gravar na minha alma..

EI DOR EU NÃO TE ESCUTO MAIS, VC NÃO LEVA A NADA
EI MEDO EU NÃO TE ESCUTO MAIS, VC NÃO LEVA A NADA
E QUER SABER PRA ONDE VOU, PRA ONDE TENHA SOL, É PRA LA QUE EU VOU!!!

E que Deus me guie até o SOL...

9 comentários:

  1. Kel, eu já estou empurrando com a barriga faz tempo..
    Tudo que vc falou é pura verdade, eu tenho esses medos também, medo da violência dele, medo de escândalos, medo de perder todo nosso patrimônio, medo de depender de pensão para sobreviver, medo de voltar pra ele.. enfim..alguns medos são bobos, mas não medos..
    Sinceramente, eu não queria mais estar com ele.. enfrentaria algumas dessas coisas que citei acima, só não quero sofrer ainda mais tendo que deixar minha casa, meu emprego e tudo que consegui até agora com muito esforço.. pois se eu quiser me separar dele vou ter que sumir do mapa, ir no mínimo pra outro estado.. pois ele vai atrás de mim tenho certeza.. então fico assim sem saber o que fazer, entende?? espero que possamos achar uma saída sem nos machucarmos ainda mais.. a teoria é muito bonita, mas a realidade é outra!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. corrigindo a 5ª frase, "mas são medos.."

      Excluir
  2. e o pior q o unico jeito de vencer o medo é ir pro tudo ou nada...É FODAAAAAAAAAAAA...TO AKI...DENOVO MAIS UMA VEZ...CHORANDO NERVOSA TENTANDO ACHAR SAIDAS...eu não quero mais brincar dissoooooo...CANSEIII...dessa brincadeira...o meu pai..faz ele se apaixonar por uma loira estilo panicat...e fugir pro caribe..contruir familia...ter uns 10 filhos e me deixar em pazzzzzzzz

    ResponderExcluir
  3. Me lembrei do livro "Reduzido a Pó"....por conta de todos esses medos, a mãe perdeu tudo, e mais um pouco. O medo paralisa a gente. Não tem mais o que perder, tem que quebrar esse ciclo de medo enquanto é tempo amigas.

    bjusss,


    J

    ResponderExcluir
  4. nossa..pq eu me sinto assim?...q coisa horrivel...eu quero mais que tudo sair disso..eu sei que eu posso...eu sei que eu consigo..mais eu não me mecho..q merd...

    ResponderExcluir
  5. Ei Kel logo as coisas se acertam para um lado ou para outro... e esse Rei Bebe uma hora cresce ou não quer saber se fortaleça pra chutar o pau da barraca... sai da zona de conforto colocar pra fora a Raquel que vc sabe bem onde está porem ha 6 anos brinca de gato e rato com A kel... ei dor uma hora vc passa... fica firme amiga seja forte uma coisa é certa seja qual for seu caminho estarei rezando por ti tamujunto!!!

    ResponderExcluir
  6. hei kel torço pela sua recuperação e do seu esposo tb....fé e serenidade.....uma musica q gosto muito e olhando com os olhos de codependente achei muito interessante....rs Na sua estante, pitty..muito linda bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ..é linda demais...ja chorei tanto ouvindo essa musica, inclusive há 6 anos atrás quando descobri o vicio dele, escrevi essa musica e mandei como carta pra ele...outra tb muito boa..é uma que a pitt canta com o The Kill..ja ouviu??

      Excluir
  7. É minha amiga, é muito difícil mesmo...Quando estava com o meu esposo me sentia assim empurrando tudo com a barriga, exatamente como você se sente, uma dor no peito e uma tristeza sem fim. Hoje ainda sinto a falta dele, mas, não sinto mais aquela dor no peito em saber que ele poderia estar me enganando, que amanhã ele poderia ter uma recaída. Amiga, com o tempo as cicatrizes vão se curando e hoje eu te falo: Não quero voltar para aquela vida que eu tinha nunca mais! Se um dia eu voltar para o meu esposo, vai ser porque o amo de verdade e não pela minha codependência que grita alto dentro do meu peito. Como eu sempre digo, prefiro não pensar no dia de amanhã e não criar expectativas, como você mesma sempre fala.Tenho sim muita esperança e a certeza de que tudo vai se ajeitar na minha vida. Com ele ou sem ele.
    Querida, que o Senhor possa te conceder a serenidade necessária para passar por esse momento e que qualquer decisão que você tome, seja uma decisão que não irá trazer culpa ou ressentimentos ao teu coração. Com ele ou sem ele, seja feliz. SPH!

    ResponderExcluir