quarta-feira, 8 de agosto de 2012

5 minutos para o MILAGRE!!!




Buenas pessoal...

Espero que esteja tudo bem com vcs!!

Vou contar tudinho com detalhes...rs...dividirei em 2 posts...bom bora la...

Segunda a noite a ansiedade bateu...e eu não pegava no sono, fui dormir eram 3:00hs da manhã...Acordei as 7:00hs precisei ir arrumar o pneu do carro, e quando eram 10:00hs tava indo eu pegar a estrada, eu nunca dirigi sozinha na estrada, apesar de dirigir a muito tempo nesse trânsito doido de SP, em estrada eu sempre tive medo..mais eu tinha que ir...então fui...e olha...AMEI, dirigir sozinha na estrada, primeiro fui ouvindo uma palestra espiritual e depois coloquei o LEGIÃO....nossa muito bom...eu estava em paz e SERENA.

Cheguei na clinica por volta das 12:30hs...eles estavam terminando uma reunião e eu fiquei esperando, assim que acabou apareceu o Dù já com as malas na mão, travesseiro, coberta, todo feliz, me deu um beijo...e eu calma..não precisa correr, ele só me olhava e ria, malas no carro, fomos acertar a parte burocrática com o dono da clinica.
Antes de irmos embora o dono sentou pra conversar com a gente, falou sobre recuperação e disse: Dú, vc ta limpo, sua recuperação começa a partir de agora.
Entregou um cartão dele, segurou ele pelo ombro olhando no olho e disse assim: Cara...não usa denovo, não se contamine, se vc pensar em usar, se vc não tiver legal, ME LIGA A HORA QUE FOR, A COBRAR E AONDE VC ESTIVER EU VOU TE BUSCAR, MAIS NÃO USA..NÃO SE ESQUECE VC NÃO ESTÁ SOZINHO NESSA...NÃO ESTÁ,..ENTENDEU..ME LIGA
E SE VC NÃO TIVER LEGAL E QUISER VIR PASSAR UNS DIAS AQUI A PORTA DA CLINICA ESTÁ ABERTA PRA VC, PRA QUANDO VC PRECISAR.
Nessa hora todos se emocionaram, foi muito legal...
Ai meu marido quebrou o silêncio dele para comigo e me entregou um chaveirinho do NA, disse que tinha ido em uma reunião fora e que tinha gostado bastante, ele começou a chorar e disse que é muito bom ver pessoas que estão há 10 anos limpo, de ver que é possivel.
Eu abracei ele e disse, se vc quiser aonde vou tem NA, se quiser te levo, ele apertou minha mão e entramos no carro.
No inicio ficamos em silêncio, as vezes eu me aproximava mais notava que ele se afastava, então resolvi ficar na minha, afinal se ele quisesse se aproximaria.
Ele quebrou o silêncio falando da internação, primeiro elogiou muito, e disse que das clinicas involuntarias, aquela era a melhor, na concepção dele e de outros internos, ai depois começou a falar mau de alguns "monitores" e começou a contar sobre os desentendimetos la dentro, o como era dificil estar la, e começou a me acusar, de que eu não estava apoiando, eu comecei a tentar me defender, me explicando.
Até que avistei um posto e falei: para que eu to com fome e quero comer. E eu pedindo pra Deus me dar serenidade, pq confesso eu ja não tenho mais tanta paciência e tava faltando uma gotinha pra mim manda ele "ir plantar babata no asfalto" (como disse a camis)
Descemos do carro e ele disse assim: Vc não sabe o peso do fardo que carreguei esse 5 meses, vc não imagina.
Respondi: E vc não sabe o peso do fardo que carreguei esses 6 anos, pior que um fardo que nem meu é...mais enfim como eu disse que ia começar do ZERO, pra mim o zero é de agora, se vc for ficar alimentando ressentimento do passado, vamos eu e vc ficar discutindo sem chegar a lugar nenhum.
Ele: mais eu to falando só de 5 meses atrás
Eu: Vc aprendeu o que é só por hoje não aprendeu, então FILHOOO, ontem já é passado quem dirá 5 meses atrás.
Ele ficou quieto, ai almocei ele não quis comer, um silêncio e meu pensamento vagando...como ainda não sou uma rocha, as palavras dele me magoaram, e foi inevitável conter algumas lágrimas...poucas viu gente...rs..
Ele: pq vc ta chorando Rá (com voz mansa)
Eu: sem paciência: não enche não é nada. Levantei fui ao banheiro lavei o rosto e pedindo Deus me de Serenidade, saimos e quando sentamos no carro eu ja mais calma falei:
Posso te pedir uma coisa?
Ele: pode
Eu: Não fala mais de passado, tudo que aconteceu me machuca ainda eu to tentando esquecer e vc faz questão de lembrar.
Ai ele ficou quieto
Mais uns minutos de silêncio e ele voltou a falar sobre a internação e que ele descobriu que a vida inteira dele ele viveu o "triângulo da auto-obssessão" explico: Vivi-se com ressestimento do passado, raiva do presente e medo do futuro.
E que isso levava ele ao uso, e que ele não queria viver o que tinha vivido com a EX dele, que ela vivia mandando ele embora, pq ele era pobre, pq ele não tinha um carro zero e que eu estava fazendo a mesma coisa com ele, que se fosse pra ele viver isso comigo ele ia morar com o pai dele, mesmo sabendo que la ele teria mais chances de cair denovo.
Eu respondi: E desde quando eu te mandei embora por algum desses motivos?
Ele me olhou espantado
Eu perguntei: Dù pq eu te mandava embora?
Ele ficou sem graça vermelho e disse baixinho: por causa da minha adicção
Eu falei: Repete em voz alta pra ver se grava nessa sua cabeça, vo pergunta denovo, pq eu te mandava embora?
Ele: Por causa da minha adicção
Eu: Se vc ta disposto a se manter em recuperação pq eu te mandaria embora?
Ele: é né...
Eu: Filhooo...nosso problema maior de relacionamento foi sua adicção e minha codependencia, se ambos estamos em recuperação vc não tem pq se preocupar com isso...e outra vc ja tava entrando nesse triângulo da auto-obssessão: com ressentimento dos 5 meses da internação, com raiva de mim agora e medo do futuro de eu te mandar embora..ta vendo como sua mente te manipula, cuidado.

Ele arregalou os olhos e abriu um sorriso....

Continuo...próximo post

Um comentário:

  1. Que bacana o dono da clinica ter falado com ele dessa forma, realmente deve ter sido muito emocionante...
    Amiga, continuei assim firme... sem brigar pelo que passou...

    Estou feliz pelo que veio acontecendo...
    deixa eu ler o resto... rs

    ResponderExcluir