quinta-feira, 5 de julho de 2012

Tamu Junto...





Boa noite pra vcs...

Hoje aconteceu bastante coisa...boas e não tão boas, na semana passada no AE, comentei que meu marido estava limpo ha 120 dias em uma clinica, porém ele não estava em recuperação e que a "alta" dele seria daqui um mês mais  precisamente 7 de agosto, então me questionaram, mas se ele não está em recuperação como que vão dar "alta" pra ele?
Eu não soube responder, então como de terça é o dia em que temos pra falar com o psicólogo, aproveitei pra perguntar, ele me esclareceu que a equipe toda envolvida no tratamento do meu marido, desde monitor, até o psiquiatra se reunem e discutem o caso dele, para chegarem a uma conclusão e ai eles podem pedir que o paciente permaneça mais um tempo ou não, porém a decisão dele ficar, fica por conta dele ou da familia dele.
Ai perguntei, se a alta do meu marido fosse hoje, qual seria a opinião dele, a resposta foi que ele ainda está muito cru, não se rendeu de verdade ao tratamento e que aconselharia ficar mais um tempo.
Bom com a situação dessa forma cheguei a seguinte conclusão: Eu não posso obriga-lo a ficar mais lá se ele não quiser, eu não sou mãe ou pai dele, eu já conheço claramente os meus limites,  que não consigo conviver debaixo do mesmo teto sem ele estar se recuperando, então fiz o seguinte.
Ligue pra mãe dele explicando sobre como funciona a alta, e explicando o parecer do psicólogo, ela me questionou: Como assim não está em recuperação, ele não ta participando das atividades? (nessa hora pensei como é importante ter informações) tentei explicar pra ela o que de fato seria a recuperação, parece que ela entendeu um pouco,  ai eu disse o seguinte, a decisão de tirar ele da clinica será, dele proprio da senhora e do pai dele, caso os médicos digam que ele ainda não entrou em recuperação, se ele quiser sair, vai sair e se vcs quiserem tira-lo vão tirar, porém eu gostaria que ele ficasse um tempo na casa da senhora, e nós viveriamos esse tempo como namorados  e quando eu sentir segurança na recuperação dele ai voltamos a morar juntos.
Ela concordou mais pediu que eu desse a noticia a ele.
Hoje foi dia de ligação, pois bem, liguei la pra falar com ele, atendeu todo bonzinho apesar da "revolta" dele com a minha carta, eu tb fui carinhosa com ele, até que entrei no assunto: Eu disse, preciso te explicar como funciona a alta, mais antes queria deixar bem claro uma coisa...EU RACHEL não assino mais nenhuma internação sua tá!!..Ai expliquei, quando eu disse o parecer do psicólogo, ele surtou, começou a gritar dizendo que ele não fica nem mais um mês depois que acabar a internação, que eu não vou obriga-lo, que eu já estou obrigando ele a ficar lá, que eu quero me ver livre dele...que eu fico mandando de propósito as cartas e falando desses assuntos nas ligações que eu consiga desequilibra-lo ai as pessoas veem que ele ta ruim e não deixam ele ir embora....(meu quanta criatividade a dele) e eu consigo deixar ele trancado la e assim fico livre aqui fora...agora pergunto o que que eu faço com um ser desses?
Eu ouvi o escandalo e quando ele terminou só respondi uma coisa: EU NÃO INTERNEI NINGUÉM, VC ME LIGOU PEDINDO PELO AMOR DE DEUS ME INTERNA QUE EU NÃO QUERO MORRER, EU TE AVISEI UMAS 100 VEZES, SÃO 5 MESES, VC TEM CERTEZA, ANTES VC NÃO SAI, O DONO DA CLINICA TE EXPLICOU COMO FUNCIONA, E TE PERGUNTOU, VC QUER MESMO FICAR, VC DISSE QUE SIM...E AGORA A CULPADA DA SUA INTERNAÇÃO SOU EU?
VC PODE TER UMA CERTEZA, EU NUNCA MAIS TE INTERNO, SE ME LIGAR DE MADRUGADA PEDINDO PELO AMOR DE DEUS ME INTERNA QUE EU VOU MORRER MINHA RESPOSTA SERÁ SE VIRA (eu precisava dizer isso)
Ai ele respondeu que eu queria que ele apodrecesse lá, que eu não tava nem ai pra ele.
RESPONDI, SE EU NÃO TIVESSE NEM AI, EU NÃO ESTARIA ATÉ HOJE ME PREOCUPANDO EM TE VER BEM, TERIA TE LARGADO A MUITO TEMPO E PENSADO ELE QUE SE DANE,  MAIS NÃO TO AQUI NA CORRERIA TUDO PRA QUE VC FAÇA O SEU TRATAMENTO...ai ele desligou na minha cara...rs..

Me surpreendi pq dessa vez eu não gritei, eu não chorei, mantive minha serenidade...uuuuu amém.
Mais lógico ficou um aperto no peito, foi como se eu tivesse levado uma rasteira.

Hoje foi dia de AE, partilhei essa história lá, e o principio desse mês são tomadas de atitudes, que precisam ser feitas e que pra isso precisamos de coragem pra enfrentar o medo, a insegurança e a incerteza.
O retorno do coordenador foi que eu tinha me saído bem, que mantive a minha serenidade e a minha atitude.
Ai eu disse que apesar de tudo, de saber que eu estava agindo corretamente, que meu peito tava dilacerado, era como se tivessem esmagado meu coração com a mão, pq eu sabia que se ele entrasse em recuperação as coisas poderiam ser bem diferentes ai não aguentei e chorei...a resposta foi que infelizmente esse é o remédio amargo que temos que tomar e que eu preciso aceitar que as coisas não são diferentes, poderiam mais não são
Não é fácil não...mais to aprendendo...a ter atitudes e a aceitar as coisas...dói muito ainda..MAAAASSS...o que fazer?? Não tem o que fazer...a não ser caminhar e confiar em Deus...to caminhando a passos lentos mais to, e pedindo que Deus me guie sempre e quando eu achar que minhas forças se esgotaram que eu encontre a renovação.
E a minha renovação se da através do blog, do amor exigente e com Deus...

Tamu Junto...minha gente!!! 

3 comentários:

  1. Nossa, parabéns pela sua atitude e serenidade... ii já passei por uma situação parecida com meu ex, realmente eles manipulam muito para sair, é impressionante o poder da droga, enquanto namoravamos o maximo q ele conseguiu ficar internado foram 28 dias, foi quando criei o blog, ai ficou uns 80 dias limpo e recaiu novamente. Quando terminamos ele foi se internar e ficou 2 meses no tratamento, saiu e adivinhe... recaiu de novo.
    Infelizmente naõ há nada que possamos fazer afinal... a vida é deles não é? É a mesma coisa que alguém ficar pentelhando no nosso ouvido que precisamos fazer academia, que precisamos isso e aquilo... sabemos q é o melhor, mas só iremos fazer quando nós realmente quisermos e nos dispusermos a isso...
    Bom voce esta de parabéns por tudo!!
    beijos no coração!!

    ResponderExcluir
  2. Isso mesmo, a nossa serenidade e atitude firme desarma a manipulação que o adicto tenta fazer sobre a familia. Continua assim, Kel, vai dar certo!!!
    J

    ResponderExcluir
  3. MARAVILHOSA SUA ATITUDE! VC ESTA NO CAMINHO CERTO. TEMOS QUE AGIR SOMENTE PELA RAZÃO. E SOMENTE PENSAR BEM-ESTAR PRÓPRIO. PQ SENÃO AGT SÓ VIVE A VIDA DELES.

    ResponderExcluir