quarta-feira, 18 de julho de 2012

o ALCOOL




Hoje to inspirada...rs..

Mudando de assunto porém citando uma coisa que foi relatada no post anterior...minha experiência com o alcool.

Conheci a bebida com 14 pra 15 anos, comecei bebendo forte, tive vários porres até que a unica bebida que me desce atualmente é a cerveja, a qual graças a Deus faz um tempo que não tomo.

Então eu bebia quase que regularmente aos finais de semana dos meus 15 anos até eu engravidar aos 26 anos.

Na minha gravidez não bebi nadica de nada, me segurei legal, depois de ganhar meu filho e sem estar amamentando, voltei a tomar a tal da cerveja, com bem menos frequencia e em menor quantidade, era aquela coisa, hábito do brasileiro, chamar os amigos e fazer um "churras" regado a cerveja...rs
Depois que engravidei novamente aos 28 anos, tb não bebi durante a gravidez, somente depois.
A quantidade diminui mais ainda e a frequencia tb, até que enjoei a cerveja já não tava me relaxando nas últimas vezes, só dava dor de cabeça e gosto de guarda chuva na boca...
Resolvi parar.De vez em quando, confesso que as vezes tomo uma latinha, uma só e paro.
Mais hoje reconheço que minha vida poderia ter virado sim uma tragédia, virado não pode virar se eu voltar a ter velhos hábitos...de bebida...
Mais hoje realmente me falta a vontade de beber, devido a tantas tragédias que começam em uma latinha de cerveja.

2 comentários:

  1. Certíssima kel..É assim que começa..
    Eu tbm, se bebo uma latinha hoje, fico de porre!
    A falta de costume tira a vontade..

    Hoje não bebo nada.. mas porque tenho um bebe e não me imagino com ela chorando querendo colo e eu de fogo..

    Depois que agente para com esses contumes, percebe que além deles, tem outras formas de se divertir!

    Bom dia pra vc, frô!!

    ResponderExcluir
  2. Tb não ligo mais para bebidas. Não tenho mais nada de alcool em casa, porque não gosto mais e porque assim ajudo meu adicto nessa luta.
    J

    ResponderExcluir