sexta-feira, 22 de junho de 2012

sua vida MUDA, quando vc MUDA, e pra isso é preciso SUPERAÇÃO




Boa Tarde a todos...

Gostaria de chamar a atenção de quem convive com a depêndencia quimica e se torna um codepente.

Eu entendo perfeitamente o quanto é dificil aceitarmos a realidade, é muito mais dificil agir certo do que permanecer errando, acreditem.

Pensem assim, se sou uma codependente e tudo que fiz para que meu ente querido saisse do buraco que se enfiou não deu certo, sinal que eu fiz tudo errado...reconhecendo isso não se culpe, pq vc fez o melhor que vc podia naquele momento..não se culpe mais também não pare, erga as mangas e peça pra Deus lhe dar forçar pra começar a mudar.
Se vc ja aceitou sua impotência e se rendeu, não se ache um(a) egoista que não está lutando por amor, pelo contrario a partir de agora vc deverá ser muito, mais muito forte para enfrentar as mudanças que precisam ser feitas por amor, porque é a única coisa a fazer...entendem quando digo  ÚNICA, acreditem não tem outra.
Isso significa que pode surtir efeito no seu ente querido ou não.
Por isso precisamos ser fortes.
Não quero dar ou tirar esperanças.
Só quero deixar bem claro, enquanto suas atitudes forem as mesmas, enquanto vc:

Negar
Aceitar
Se culpar
Tentar convence-lo
Sentir Raiva
O Vigiar

Vc só está colaborando pra que o despertar de seu ente querido demore mais ainda e que ambos vivam sofrendo por mais tempo ainda.

Cada um tem seu tempo, mais não se acomodem nessa desculpa, lutem todos os dias, pra deixar que as pessoas cresçam..
Né camis...aprendemos juntas..rs

Um comentário:

  1. Oie, Kel!
    Obrigada pelo carinho. E também por escrever tantas coisas que eu precisava saber. Estou mais tranquila e sei que preciso retomar a minha vida. Me amar, me tratar. Não suporta + viver essa vida. Me sinto fraca. Quero mudar. Preciso mudar. Hoje faz 2 dias que sai de casa. Larguei e tudo e vim pra casa da minha mãe. Meu marido me ligou chorando e me pediu desculpas e queria me buscar. Recusei e claro, E disse que voltaria somente se ele se tornasse um homem limpo. Não quero +. Suas atitudes perversas destruíram meu amor. Tenho medo do tempo passar e eu sentir pena denovo dele .Volto pra casa e ficamos uma semana bem e depois voltamos a brigar. Não quero + viver essa vida. Não mereço isso. Quero um dia ser mãe e criar meus filhos num lar “normal”. Sem dependência e co-dependência. Como não me desabafo com ninguém, porque ninguém próximo de mim entende o que eu estou vivendo. Obrigada por vc contar sua história. Parece que estou encontrando uma luz. Depois de 4 anos de uma vida infernal. Bjus . Mariane - Email: mrs1@globo.com

    ResponderExcluir